Guiné-Bissau e Marrocos assinam 16 acordos e convenções no quadro da visita do rei Mohamed VI

Guiné-Bissau e Marrocos assinam 16 acordos e convenções

Bissau (Lusa, 29 de Maio de 2015) – A Guiné-Bissau e o reino de Marrocos assinaram ontem, em Bissau, 16 acordos e convenções para o reforço das relações “amistosas e históricas” entre os dois países, disse Artur Silva, da comissão da receção do rei Mohamed VI.

O monarca marroquino iniciou ontem uma visita de três dias à Guiné-Bissau, e logo após a sua chegada ao Palácio da Presidência guineense, membros do seu governo e os da Guiné-Bissau rubricaram os acordos.

Ministros de Defesa da CPLP Solidários com Guiné-Bissau

CPLP quer ter maior participação em operações da paz e na defesa dos bens dos estados membros

São Tomé (Bissaudigital, 27 de Maio de 2015) – Várias propostas foram avançadas na XVI Reunião dos Ministros da Defesa da CPLP, para o fortalecimento da cooperação nesse domínio entre os estados-membros da Comunidade e para a sua afirmação no plano internacional.

«Nas operações de manutenção da paz, a CPLP tem meios, condições e capacidade para um contributo coletivo efetivo. A nossa experiência individual em várias missões das Nações Unidas deveria ser aproveitada para enviar um contingente da CPLP numa operação de manutenção de paz das Nações Unidas. Devemos ser ambiciosos se queremos uma CPLP relevante no plano internacional», considerou Aguiar Branco, ministro da Defesa de Portugal.

Cultura do arroz na Guiné-Bissau

Guiné-Bissau interessada em captar investimento chinês na área agro-alimentar

Macau, China (Lusa, 27 de Maio de 2015) – A captação de investimento chinês para a indústria agro-alimentar da Guiné-Bissau “é prioritária”, disse ontem à agência Lusa o delegado daquele país no Fórum Macau, ao identificar oportunidades na transformação da castanha de caju.

“Queremos captar investimentos na área da transformação da castanha de caju. É prioritário”, afirmou Malam Camará, à margem de um ‘workshop’ sobre o comércio de produtos agro-alimentares da Guiné-Bissau, organizado pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM).

Venda de combustíveis

Governo proíbe venda de combustíveis nos reservatórios situados sob edifícios

Bissau (Bissaudigital, 27 de Maio de 2015) – O Governo da Guiné-Bissau anunciou a proibição, em todo o território nacional, da venda de combustível nos postos de abastecimento em forma de reservatórios ou depósitos de armazenamento, localizados sob edifícios na via pública e em contentores, anunciou um despacho do ministro da Energia e Indústria, de 25 de maio.

Lassana Mané, Economista e Planificador  Financeiro | lasmane@gmail.com

Opinião: FCFA, 18 anos da escorreria monetária francesa na Guiné-Bissau

“…Por dever moral e pelo valor da justiça e da liberdade que me caracteriza, recuso a cumplicidade, através do silêncio, na assistência ao genocídio silencioso da França, através do sistema de gestão do FCFA, contra as populações dos países da zona franca através do controle que exerce no conselho da administração do BCEAO e da moeda FCFA, para manter esses países na dependência e na pobreza”.

Por Lassana Mané, Economista e Planificador  Financeiro | lasmane@gmail.com

 

A Guiné-Bissau celebrou neste mês de Maio de 2015 os seus 18 anos de adesão à União Económica Monetária Oeste Africana (UEMOA), uma zona monetária criada em 1939 pela França, depois da crise financeira mundial de 1929, com o objectivo de  proteger a sua economia e o seu comércio exterior.

PR José Mário Vaz com o Rei de Marrocos, Mohamed VI  | Foto: Herickson Fada

Nô Kriol: Rei tchiga tchan! – Krónicas di Mussá Baldé

No sta mandinti ma no ka dismaia inda dé. Ali nhu Rei de Marrocos bim djubinu na no mandintidindadi. Sol kinti wit, Rei fura fat na si abion garandi. Puera lanta na kampu di aviacon, djintis pupa bibó Rei.  Bissau pará. Scola ka tem, fera di bandé fitcha, bancos fitcha, toka tokas ku táxis para, kau tudu limpadu, utrus kaus labadu nan, muntudus sukundidu bas di kama, Rei pa pudi odja no borgonha.

Polas pintadu. Statua Maria da Fonte sogadu torki limpu pus, i na lumia suma spidju di bandé. Jardins kumpudu. I na lumia tan, bancos nobus, luz, plantas, pé di pó ticidu nan di Marrocos pa pui pa jardins. Forti bonitascu di blama. Bssau na lumia nan suma didia.

Recepção do Rei de Marrocos Mohamed VI em  | Foto: Albano Barai

Fotos do Dia: Recepção do Rei de Marrocos Mohamed VI em Bissau

Bissau (GBissau, 28 de Maio de 2015) – O Rei de Marrocos iniciou ao meio desta tarde a sua visita de três dias à Guiné-Bissau a convite do Presidente José Mário Vaz.

Mohamed VI, acompanhado do Presidente José Mário Vaz. percorreu um percurso de cerca de cerca de 10 quilómetros até chegar ao palácio da República, passando pela multidão que o saúda vestida de t-shirts, com as caras do Rei, confeccionadas para o efeito.

José Mário Vaz recebe Rei de Marrocos, Mohamed VI, em Bissau

Rei de Marrocos inicia visita de três dias à Guiné-Bissau

Bissau (ANG, 28 de Maio de 2015) – O Rei de Marrocos iniciou ao meio desta tarde a sua visita de três dias à Guiné-Bissau, e após uma paragem de cerca de meia hora no salão de honra do aeroporto Osvaldo Vieira o rei saiu para o Palácio da República acompanhado do Presidente José Mário Vaz.

Mohamed Vi deve percorrer um percurso de cerca de cerca de 10 quilómetros até chegar ao palácio presidencial passando pela multidão que o saúda vestida de t-shirt com as caras do Rei mandado confeccionar para o efeito.

Domingos Simões Pereira, primeiro-ministro da Guiné-Bissau

Visita vai permitir a reactivação dos acordos históricos entre os dois países –  Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau

Bissau (ANG, 28 de Maio de 2015) – O Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira afirmou que a visita do Rei de Marrocos à Guiné-Bissau “tem uma única expectativa de sermos capazes de reactivar aquilo que era as relações históricas que ligam os dois povos”.

Mohamed VI chegou por volta das 14H45 à Bissau num Boeing 747 e a sua espera estavam o Presidente José Mário Vaz, o Presidente do Parlamento Guineense, Cipriano Cassama e o Primeiro-ministro Domingos Simões Pereira.

Luís Barbosa Vicente | luis.barbosa.vicente@gmail

Opinião: Perspetivas de uma cooperação reforçada: O caso do reino de Marrocos

Os desafios que hoje se colocam à Guiné-Bissau são enormes e as resoluções devem ser perspetivadas no quadro de uma parceria institucional sólida, alicerçada numa estratégia de intervenção transversal e focada no equilíbrio de poder entre os órgãos de soberania e suas implicações no plano da cooperação bilateral e multilateral com os parceiros internacionais.

Por Luís Barbosa Vicente | luis.barbosa.vicente@gmail

Mohamed VI, Rei de Marrocos

Rei de Marrocos inicia visita ao país esta quinta-feira

Bissau (Lusa, 27 de Maio de 2015) – A visita de Estado do Rei de Marrocos à Guiné-Bissau vai se iniciar na quinta-feira e não hoje por razões de agenda de Mohamed VI, disse à Lusa Fernando Mendonça, porta-voz da presidência da república.

Ainda, de acordo com Fernando Mendonça, Mohamed VI vai permanecer três dias no país, quinta, sexta-feira e sábado, devendo o programa da visita ser também encurtado.

Mohamed VI vem à Bissau acompanhado por uma delegação de 500 pessoas.

João Bernardo Vieira (Nino)

Deputados aprovam resolução sobre monumento a Nino Vieira

  • Guiné-Bissau homenageia Presidente Nino Vieira seis anos depois do assassinato

Bissau (AFP/Daily Mail, 27 de Maio de 2015) – O parlamento da Guiné-Bissau aprovou  esta quarta-feira, por unanimidade, uma resolução para homenagear o ex-Presidente João Bernardo Vieira (Nino), enquanto  herói da independência, seis anos depois do seu assassinato.

Cipriano Cassamá também anunciou que os restos mortais de Nino Vieira vão ser transferidos do Cemitério Municipal de Bissau para o prestigiado Mausoléu dos Mártires, no Estado-Maior do Exército Uma estátua de Nino Vieira, em construção em Cuba, será erguida em frente ao Palácio Colinas de Boé (sede da ANP).

Celso Amorim, ex-ministro brasileiro das Relações Exteriores e da Defesa

Ex-ministro brasileiro considera ajuda à Guiné-Bissau “grande responsabilidade”

São Paulo, Brasil (Lusa, 27 de Maio de 2015) – O embaixador brasileiro e ex-ministro brasileiro das Relações Exteriores e da Defesa, Celso Amorim, afirmou ontem que a grande responsabilidade do Brasil em África é a ajuda à Guiné-Bissau.

“O Brasil tem uma grande responsabilidade hoje, em minha opinião, se tivesse que singularizar uma, em África, [é a] Guiné-Bissau. O Brasil tem de ajudar a Guiné-Bissau a se reerguer e a resolver os problemas”, disse Amorim a jornalistas, após uma conferência sobre as relações Brasil-África, promovida pelo Instituto Lula.

Ministros de Defesa da CPLP Solidários com Guiné-Bissau

Ministros de Defesa da CPLP Solidários com Guiné-Bissau

Luanda (All Africa, 27 de Maio de 2015) – Os ministros da Defesa da CPLP, que ocupou a 16ª Sessão Ordinária em São Tomé e Príncipe, expressaram sua solidariedade com o momento de estabilidade experimentado na Guiné-Bissau e apoio às medidas que o governo está adoptando, com vista a restabelecer a normalidade.

A 16ª reunião de ministros da Defesa da CPLP contou com as presenças de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, Brasil, Timor Leste, , para além do país de acolhimento, o São Tomé e Príncipe.

Cidade de Bissau, Guiné-Bissau

ECONOMIA: Guiné-Bissau cresce 4% mas desafios são enormes – BAD

Abidjan (Lusa, 26 de Maio de 2015) – A Guiné-Bissau vai crescer quase 4% este ano, mas o país continua a enfrentar enormes desafios em termos de governação e da capacidade para gerir as finanças, segundo o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

“Com uma taxa de crescimento estimada em 2,6% em 2014 e projetada para os 3,9% este ano, a retoma económica está a continuar mas continua fortemente dependente no clima sociopolítico, no desempenho do setor de caju e na ausência de contágio do Ébola pelos países vizinhos”, escrevem os peritos do Banco no relatório ‘Perspetivas económicas em África 2015′ (African Economic Outlook, no original em inglês).

Valentina Mendes, Ministra de Saúde Pública da Guiné-Bissau

SAÚDE: Ministra de Saúde apela reforço das medidas de higiene

Bissau (ANG, 26 de Maio de 2015) – A ministra de Saúde lançou um apelo aos populares no sentido de reforçarem as medidas higiénicas para se prevenir do contágio do vírus do ébola.

O apelo se deve ao facto de algumas informações darem conta de que algumas localidades da vizinha República da Guiné-Conacri, junto a fronteira com a Guiné-Bissau teriam sido, de novo, atingidas por alguns focos de contagio pelo vírus de ébola.

Vírus ébola

ÉBOLA: Mais quatro especialistas portugueses partem para a Guiné-Bissau

Lisboa (Lusa, 24 de Maio de 2015) – O departamento de saúde Português está a enviar mais quatro especialistas para Guiné-Bissau para ajudar a detectar e prevenir Ébola, na sequência de um pedido da Organização Mundial de Saúde (OMS) e também para alargar a equipa já no país.

“A OMS, em Genebra, contactou o departamento de saúde no sentido de seleccionar o mais rapidamente possível especialistas que poderiam ir à Guiné-Bissau, e nós respondemos positivamente”, disse à agência Lusa o director-geral do departamento de saúde portuguesa, Francisco George.

Luta contra o paludismo

Guiné-Bissau regista a redução do paludismo nos últimos dois anos

Bissau (ANG, 26 de Maio de 2015) – O Coordenador do programa de luta contra o paludismo, Paulo Djata confirmou esta segunda-feira a redução da epidemia no país nos últimos anos.

De acordo com Djata, até 2013 registaram-se mais de um milhão de casos de paludismo na Guiné-Bissau, mas em 2014 os números baixaram para cerca de 100 mil casos.

Vista parcial da cidade de Conacri

ÉBOLA: Famílias transportam cadáveres do Ébola em táxis e autocarros na Guiné-Conacri

Conakri (Jornal Digital, 24 de Maio de 2015) – Na sexta-feira, as autoridades de saúde na Guiné informou 27 novos casos de Ébola no país Oeste Africano. Os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que os números de novos casos de Ébola no país são os mais altos em mais de um mês.

Os familiares estão a transportar os corpos das vítimas do Ébola em transportes públicos, vestindo-os e sentando-os entre os passageiros nos autocarros, em táxis numa tentativa de passar despercebidos das autoridades de saúde e ao mesmo tempo, contribuindo para nova vaga de propagação da doença.

Região de Casamansa, Senegal

CASAMANSA: Marcha de mulheres por uma paz definitiva em Casamansa

Bissau (RFI, 26 de Maio de 2015) – Várias centenas de mulheres de várias organizações femininas da Guiné-Bissau e da Casamansa marcharam no sábado, 23 de maio, do Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, de Bissau à Praça dos Heróis Nacionais, no centro da capital guineense, para exigir uma paz definitiva na Casamansa.

A incapacidade do Estado e do Movimento das Forças Democráticas da Casamansa em encontrar uma solução duradoura; a precaridade económica e a crescente insegurança fizeram a que as saiam do silêncio em que foram mantidas desde o início da crise.

Vacinação

OMS: Estados membros tomam passos decisivos para tornar vacinas mais acessíveis

Genebra, 25 mai (MSF, 25 de Maio de 2015) – Resolução aprovada pela Assembleia Mundial da Saúde, apela a acessibilidade das vacinas e maior transparência na fixação dos preços das vacinas.

Os estados membros reunidos em Genebra em Assembleia Mundial de Saúde anual, reagiram esta terça-feira, relativamente ao preço exorbitante das vacinas para crianças, e deram um passo decisivo no sentido de resolver o problema com a aprovação da resolução que tornaria vacinas mais acessíveis e consequentemente maior transparência na aplicação dos preços da vacina.

Marcos Galina Correia | galina.marcos@gmail.com

Opinião: Inovação Disruptiva no Empreendedorismo

Com um sector primário débil, não industrializado, até mesmo artesanal em algumas das suas disposições, um sector empresarial descapitalizados, com o país fora dos radares dos investidores internacionais devido a uma série de fatores que concorrem entre si a saber: Justiça ineficiente, infraestruturas básicas precárias, deficientes ou degradadas, para citar apenas as mais gritantes. O empreendedor guineense depara-se incrementalmente com um elevado custo de contexto não apenas no concernente ao acesso ao capital e fatores de produção.

Por Marcos Galina Correia | galina.marcos@gmail.com

Nataniel B. J. Sanhá | nataniel005@hotmail.com

Opinião: 25 de maio, dia de libertação africana – “Je suis Afrique”

Comemora-se o 52º aniversário da União Africana (UA), institucionalizado em julho de 2002, em Durbam, África do Sul, aperfeiçoando o seu projeto inicial proposto pelo antigo líder líbio falecido, saudoso Coronel Muammar al-Gaddafi, que sugeria uma organização federativa dos 53 Estados que na altura representavam o continente, isto é, antes da independência de Sudão de Sul, a mais jovem país do planeta.

Por Nataniel B. J. Sanhá | nataniel005@hotmail.com

Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU

DIA DE ÁFRICA: MENSAGEM DO SECRETÁRIO-GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS, BAN KI-MOON

Todos os anos, o Dia de África dá-nos a oportunidade de celebrar as realizações de África e de refletir sobre os seus desafios. O acontecimento mais importante do ano foi a crise do Ébola que varreu a África Ocidental, ceifando pelo menos 11 mil vidas e ameaçando conquistas sociais, económicas e políticas, que haviam sido duramente alcançadas. Com grande coragem e determinação, e com o apoio generoso de países africanos e da comunidade internacional, os países afetados fizeram progressos notáveis ​​para acabar com o surto.

Périplo ao Sul Chefe do Governo Domingos Simões Pereira faz um balanço positivo

Périplo ao Sul: Chefe do Governo Domingos Simões Pereira faz um balanço positivo

Bissau (Gabinete do primeiro-ministro, 24 de maio de 2015) – No fim do périplo ao Sul, já em Bula, no dia 23 de maio, quase ao anoitecer, o Primeiro-Ministro, depois de ter dado por aberto o 1º Curso de Formação para os Extensionistas Agrários  Polivalentes, organizado pelo Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, interrogado pela imprensa, declarou perante a peleia de jornalistas: