CPLP

“Regresso da Guiné-Bissau  demonstra solidariedade dos Estados membros da organização”, diz Domingos Simões Pereira

Díli (Lusa, 22 de Julho de 2014) – O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, afirmou hoje que o regresso do país à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é uma demonstração da solidariedade dos Estados-membros da organização.

Simões Pereira falava aos jornalistas pouco depois de ter aterrado no aeroporto Nicolau Lobato, em Díli, no avião de uma companhia aérea indonésia que também transportou o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho.

Sede da Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau

ANP capacita deputados num seminário de cinco dias

Bissau (ANG, 22 de Julho de 2014) – O Assessor Jurídico Principal da Assembleia Nacional Popular (ANP) sublinhou que os deputados da nação devem conhecer as suas competências e formas de relacionamento com outros órgãos da soberania.

José Carlos Rodrigues da Fonseca falava à ANG à margem  do seminário de formação e capacitação destinados aos deputados da nação subordinado ao Tema, “Organização Interna do Poder Politico” que iniciou os trabalhos esta segunda feira devendo encerar-se na sexta-feira.

Lemponye Tshireletso, autor dos dois golos de Botswana | Gallo Images

Futebol: Botswana derrotou a Guiné-Bissau por 2-0

GBissau, 19 de Julho de 2014 - A selecção nacional de futebol de Botswana venceu a Guiné-Bissau por 2 bolas a zero, este sábado, em Gaborone, no primeiro jogo do apuramento entre as duas equipas africanas, com vista a integração da fase de grupos para o CAN 2015 que terá lugar em Marrocos.

Os golos da equipa das “Zebras” foram marcados pelo avançado Lemponye Tshireletso durante a primeira parte, aos 30 minutos e nos últimos segundos da primeira parte.

Luís Barbosa Vicente | luis.barbosa.vicente@gmail

Opinião: A governabilidade e o equilíbrio de poder

…Não abordei e nem me atreveria a abordar com a S. Exa. Sr. Primeiro-Ministro as razões que estiveram na base da composição do seu governo, mas tive oportunidade, tal como todos vós, de ler em vários fóruns que o mesmo foi forçado a definir a composição da sua equipa por entidades externas ao próprio líder do governo. Confesso que não sei se é ou não verdade e se também tem fundamento político e/ou técnico, mas de uma coisa sei e tenho a certeza: “é importante dar espaço ao líder do governo, deixá-lo trabalhar com a sua equipa e acreditar que existe capacidade técnica e política para alavancar a Nação”.

Na verdade considero três aspetos fundamentais neste processo que tem dado um manancial enorme de adjetivos que inundam o léxico geopolítico guineense.

por Luís Barbosa Vicente | luis.barbosa.vicente@gmail

Primeiro-ministro Domingos Simões Pereira com José Durão Barroso, da União Europeia

EU: Declaração de José Manuel Durão Barroso após encontro com Domingos Simões Pereira

Disse ao Primeiro-Ministro [Domingos Simões Pereira] que pode contar com o apoio da União Europeia. Enviámos imediatamente para Guiné-Bissau, após a tomada de posse do novo governo, uma Missão Especial, com serviços da Comissão Europeia e do Serviço Europeu de Ação Externa, de modo a definir o apoio a um programa urgente de recuperação. Essa missão vai também apoiar os esforços do Governo para prosseguir as suas prioridades imediatas, incluindo o pagamento de salários, o fornecimento de água e eletricidade, o apoio à agricultura.

 Declaração de José Manuel Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, após a reunião com o novo Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira

Ponto de imprensa

Catherine Ashton, Alta Representante da União Europeia

Retoma da cooperação da União Europeia com  a Guiné-Bissau

Bissau (EU, 16 de Julho de 2014) - O Conselho da União Europeia suspendeu hoje as medidas que limitavam a cooperação da União Europeia com a Guiné-Bissau, na sequência da realização de eleições livres e credíveis.

A Alta Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Catherine Ashton, e o Comissário da UE responsável pelo Desenvolvimento, Andris Piebalgs,
declararam: «Estamos muito satisfeitos com esta decisão, uma vez que permite à União Europeia apoiar as autoridades recentemente eleitas no seu caminho para a reconstrução e a
estabilização do Estado, de modo a poderem assegurar rapidamente as funções vitais do Estado e fornecer os serviços sociais básicos à população.»

Selecção de Futebol da Guiné-Bissau

Futebol: Guiné-Bissau defronta a equipa Botswana

Comunicado da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB)

Bissau (FFGB, 17 de Julho de 2014) – No passado dia 18 de Maio de 2014, justamente no dia da 2ª volta das presidenciais na Guiné-Bissau, a nossa Selecção Nacional (OS DJURTUS) defrontaram a Selecção Nacional da Republica Centro Africana numa partida referente a primeira mão da 1ª pré- eliminatória com vista a integração a fase de grupos para a eliminatória para o CAN 2015 que terá lugar em Marrocos.

Por causa da situação da insegurança que se verifica em Bangui o jogo foi realizado em Brazaville, capital do Congo. O resultado foi de um empate a zero. É de sublinhar que o estádio não tinha condições mínimas para a pratica da modalidade era quase um terreno pelado, facto que dificultou muito os nossos rapazes.

Eduardo Jaló (Bailó) | edu75@sapo.pt

Opinião: Para memória futura — O presente e o futuro da Guiné-Bissau (Uma luz ao fundo do túnel)

Mais de 2 anos volvidos da alteração da ordem constitucional de 12 de Abril de 2012, a Guiné-Bissau volta à normalidade constitucional e ao conserto das nações com a realização das últimas eleições Legislativas e Presidências. De realçar o civismo e o sentido patriótico do povo com afluência em massa à mesas de voto tendo contribuído para que sejam as eleições com a maior taxa de participação na Historia da GB (cerca de 90% na 1ª volta e cerca de 79% na 2ª volta das Presidenciais).

Por Eduardo Jaló (Bailó) | edu75@sapo.pt

As eleições Presidenciais foram ganhas à 2ª volta (13 de Abril e 18 Maio 2014) pelo Dr. José Mário Vaz, Vulgo JOMAV candidato do PAIGC com 61,9% contra o Eng.º Nuno Gomes Nabiam, candidato independente com 38,1%.

Mussá Baldé, Jornalista

Nô Kriol: Nobas frescu di Terra – Krónicas di Mussá Baldé

Kussas na bai na Terra. Gubernu nobu na toma ton di kussas, pa sibi ke ki na fassi, ministros nobu na konta sé sintidu, utrus ba bisita kaus, tchons, kada kin na konta si sintidu. Presidente nobu munda dja pa Polas.

Presidente nobu, Nhu Jomav munda pa Polas nobu. Polas ku danadu pa Junta Militar de J de nudadi. Chinesis ku kumpul. É gasta seis milhoes de euros pa kumpul. Presidenti nobu na kunsa ricibi djintis na Polas a partir di sugunda-fera. Té li i ta tarbadja ba na si casa na Tchon di Pepel.

Domingos Simões Pereira, Primeiro-ministro da Guiné-Bissau, no acto do empossamento

“Temos a obrigação de corresponder as expectativas da população guineense” – Domingos Simões Pereira

Bissau (ANG, 11 de Julho de 2014) – O Primeiro-ministro reconheceu que o Governo “tem a obrigação de corresponder” com as expectativas da população no que concerne a saúde, e voltou a difinir este sector como prioridade do seu executivo.

Domingos Simões Pereira que falava a imprensa no final de visita que efectuou hoje ao Hospital Nacional Simão Mendes, sublinhou que a mesma permitiu-lhe inteirar-se “da gravidade da situação” no HNSM e de conhecer de perto “certos pormenores”.

Primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, na companhia da sua esposa

Citadinos guineenses satisfeitos com novos governantes

Bissau (ANG, 9 de Julho de 2014) – Os citadinos guineenses mostraram-se hoje satisfeitos com as pessoas que compõe o  novo governo, liderado pelo Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira.

Numa  auscultação feita por reportes  da Agência de Noticias da Guiné (ANG), o estudante Universitário Nonisio Gomes,  disse que  o Primeiro-ministro escolheu pessoas da sua confiança, “capazes de dar conta de recado ao povo guineense”.

Mussá Baldé, Jornalista

Nô Kriol: “Papu di Dreats de Banda” – Krónicas di Mussá Baldé

Na kil runion kil dia dreats di Terra tudu contra pa papa tchós sobre mambo di banda.
Kada madjê na pui si skê.
Bancadas tudu sta ku sintidu firme….

Dreats di Banda Pobre kuma ou ou ma i kana maina.
Tacu ten cu tiradu na bemba pa i mandjidu. Ma i ten.

Miguel Trovoada, novo Representante Especial da ONU na Guiné-Bissau 

Últimas: Miguel Trovoada será o novo Representante da ONU na Guiné-Bissau 

Nova Iorque (GBissau, 9 de Julho de 2014) – O antigo Presidente de São Tomé e Príncipe, Miguel Trovoada, será o novo Representante Especial do Secretario Geral das Nações para a Guiné-Bissau. 

Miguel Trovoada vai assim substituir o timorense José Ramos-Horta, cuja missão terminou nos finais do mês de Junho. 

União Europeia (UE)

União Europeia envia missão para Guiné-Bissau

Bissau (União Europeia, 8 de Julho de 2014) – A União Europeia envia uma missão especial para o restabelecimento das relações políticas e a definição de um programa urgente de apoio ao país.

Na sequência da tomada de posse das novas Autoridades eleitas, a União Europeia enviou à Guiné-Bissau uma missão especial que permanecerá no país até o dia 11 de Julho próximo.

mutilação genital feminina

UE apoia a formação de médicos para o atendimento especializado às vítimas de MGF

Bissau (União Europeia, 8 de Julho de 2014) – No dia 08 de Julho de 2014, no âmbito do Projeto de Reforço Efetivo dos Direitos das Meninas para Protege-las contra as Práticas da Mutilação Genital Feminina (MGF), a Delegação da União Europeia junto da República da Guiné-Bissau e a Plan Internacional anunciam a cerimónia de encerramento da formação de formadores médicos no domínio de atendimento especializado às vítimas de MGF, pelas 12h00 no Hospital Nacional Simão Mendes.

Uma das atividades executadas pelo projeto visa a formação teórica e prática dos especialistas médicos dos hospitais de Bafatá e Gabú, a lidar com diferentes situações ligadas a tipologias de complicações e técnicas cirúrgicas inerentes a prática de MGF, incluindo a fistula genital.

Mussá Baldé, Jornalista

Nô Kriol: “Kombessa sobre Guverno” – Krónicas di Mussá Baldé

Guineense komplicadu i kaba i tchiu djus. I ta djussia si tem rosson. Si ka tem rosson, si sibi ou si ka sibi, i ta djussia son. Kaba mas Guigui gosta di dá palpitu. Guvernu formadu, ma Guigui na papia son. Ma mpunta i ka faladu nan kuma purmeru-ministru ku ta forma si Guvernu?

No dissa nhu Ndjenher di Farim, Domingos Simões Pereira, ku si djintis. No dá elis tempo ampus no toka kritica si pircis. Kilis ku vota, ou kilis ku ka vota na PAI tudu na kritica. Forti kussa.

Novo elenco governamental da Guiné-Bissau liderado por Domingos Simões Pereira

Elenco governamental de Domingos Simões Pereira já foi anunciado

Bissau (GBissau, 4 de Julho de 2014) - O governo da Guiné-Bissau foi anunciado hoje, sexta-feira, um dia depois do empossamento de Domingos Simões Pereira como o novo primeiro-ministro do país.

O decreto do presidente guineense, José Mário Vaz, foi tornado público e o novo executivo de Domingos Simões Pereira conta com 16 ministérios, e 15 secretarias de Estado. Num total de 31 pastas, 5 são mulheres (ministras) e uma Secretária de Estado.

Embaixador Mário Lopes da Rosa vai ocupar a chefia da diplomacia guineense

Últimas: Mário Lopes da Rosa será o chefe da diplomacia guineense

Bissau (GBissau, 4 de Julho de 2014) - Mário Lopes da Rosa será o próximo chefe da diplomacia guineense, de acordo com uma informação obtida há momentos pela GBissau.com.

A proposta para a nomeação Mário Lopes da Rosa, mais conhecido por “Maruca”, era uma das razões do atraso na promulgação do novo decreto presidencial do novo elenco governamental.

Apesar de um aparente braço-de-ferro entre o Presidente da República, José Mário Vaz e o primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, envolvendo Mário Lopes da Rosa e mais alguns outros nomes propostos, o diferendo sobre o caso de “Maruca” acabou por ser ultrapassado durante as últimas 24 horas.

José Mário Vaz (esq.) e Domingos Simões Pereira (dir.)

Impasse entre José Mário Vaz e Domingos Simões Pereira na origem do atraso na formação do Governo 

Bissau (GBissau, 3 de Julho de 2014) - Um aparente braço-de-ferro entre o Presidente da República, José Mário Vaz e o primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, envolvendo alguns nomes propostos para cargos governamentais,  pode  ter estado  na origem do atraso no anúncio da composição do novo elenco governamental da Guiné-Bissau.

De acordo com uma fonte da GBissau.com, que preferiu o anonimato, José Mário Vaz  terá discordado  com pelo menos dois dos nomes constantes da lista proposta por Domingos Simões Pereira.

Domingos Simões Pereira empossado primeiro-ministro

Domingos Simões Pereira empossado primeiro-ministro 

Bissau (GBissau, 3 de Julho de 2014) – Domingos Simões Pereira foi, esta quinta-feira, empossado primeiro-ministro da Guiné-Bissau, pelo Presidente da República, José Mário Vaz, durante uma cerimónia no Palácio da República, em Bissau.

Durante a sua tomada de posse, o novo primeiro-ministro guineense sublinhou, em poucas palavras, alguns aspectos tais como a sua gratidão, o seu sentido de responsabilidade e o seu compromisso com o seu partido (PAIGC) e com o país.

José Mário Vaz em declarações à imprensa

Presidente da República satisfeito com a recepção na União Africana

Bissau (ANG, 2 de Julho de 2014) – O Presidente da República, José Mário Vaz manifestou-se satisfeito pela forma como foi recebido na recente cimeira da União Africana, organização que voltou a admitir a Guiné-Bissau no seu seio, após dois anos de suspensão devido ao golpe militar de abril de 2012.

“Estamos satisfeitos pela forma como fomos recebidos na Cimeira da União Africana e tivemos mesmo o privilégio de ser nós a ler o Comunicado Final da reunião”, disse o Presidente da República, em declarações à imprensa, à sua chegada à Bissau.

Sede da Embaixada da Guiné-Bissau em Portugal

Carta: Embaixada de Bissau em Lisboa nega desvio de 26 mil de euros

Queiram aceitar os meus melhores cumprimentos.

Foi com alguma consternação que vemos publicado no vosso Site, a notícia de um desfalque no valor de 26.180 euros, por parte da Embaixada e do seu representante, referentes à emissão de passaportes.

A nossa estupefacção não se resume à notícia em si, mas à deturpação, incongruência e maldade com que foi produzida, obrigando-nos a questionar sobre o porquê e com que fim? Outrossim, para o melhor esclarecimento da nossa comunidade, pela lealdade que entendemos dever à nossa nação, acima de qualquer proveito individual de um ou outro, permitam-nos explicar o seguinte:

uniogbis2

Guiné-Bissau: UNIOGBIS doa equipamento anti-distúrbio à POP

Bissau (PNN, 27 de Junho de 2014) – A unidade Anti-distúrbios da Policia de Ordem Pública (POP) vai receber esta terça-feira, 1 de Julho, pelas 10 horas, na sede do Gabinete das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS) uma doação de 50 conjuntos de equipamento anti-distúrbios.

Entre os referidos materiais estão escudos, capacetes e cassetetes, que serão atribuídos à POP no âmbito da última fase da formação sobre segurança eleitoral, implementada pelo sector do Estado de Direito e Segurança de Instituições (ROLSI), através do Fundo para a Consolidação da Paz (PBF), no valor de 240 mil dólares.

Domingos Simões Pereira, Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Governo de Simões Pereira será formado por 16 Ministérios

Bissau (PNN, 30 de Junho de 2014) – O próximo Governo Constitucional da Guiné-Bissau, a ser liderado por Domingos Simões Pereira, será composto por 16 ministros.

A informação foi avançada à PNN por uma fonte do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), cujo projecto da orgânica deste Executivo deve ainda ser finalizado no decurso desta semana.

docs

Guiné-Bissau: Desvio de 26 mil euros condiciona emissão de passaportes em Lisboa

Bissau (PNN, 30 de Junho de 2014) – O desvio de 26.180 euros está na origem da falta de emissão de 238 passaportes por parte da Imprensa Nacional (INACEP), para os cidadãos guineenses requerentes deste documento de identificação em Portugal há mais três meses.

Esta situação foi atribuída ao serviço da Embaixada da Guiné-Bissau em Lisboa, através do seu Encarregado de Negócios, Imbala Fernandes, conforme disse à PNN fonte da ligada à empresa que produz os passaportes no país.

A soma é resultado de pagamentos efectuados pelos cidadãos guineenses provenientes de diferentes pontos da Europa, que desejam adquirir o documento pagando 110 euros por cada um passaporte.