Daba Naualna: “Temos a cultura de nos Calarmos”

E “sinto-me tranquilo porque não matei ninguém”

Daba Naualna, porta-voz do Comando Militar

O porta-voz do Comando Militar, Daba Naualna reagiu às sanções anunciadas pela União Europeia, dizendo que “compreendo a decisão da união europeia, mas ela não me afecta” porque sei que “não matei ninguém”.

Quanto a Carlos Gomes Júnior, reiterou a posição anterior, na qual teria afirmado que “enquanto não houver um tribunal a condenar Carlos Gomes Júnior de um crime que o impeça de se candidatar às próximas eleições presidenciais, ele terá o direito de se candidatar… só que não pode fazer parte de um governo de transição conforme o acordado com a CEDEAO”.

Eis os principais pontos da conferência da imprensa do Sábado, 5 de Maio, nas palavras do porta-voz do Comando Militar:

  • Já estamos a chegar ao fim desta crise;
  • Tudo o que se passou não nos orgulha e lamentamos o acontecido;
  • Neste país ninguém diz a verdade porque se houvesse gente dentro do PAIGC com a coragem de contrariar Carlos Gomes Júnior, não teríamos chegado a este ponto. Nós temos a cultura de nos calarmos;
  • Na Guiné-Bissau, não estamos a viver num mundo real – estamos a transformar isto num país virtual;
  • Há pessoas que estão a instigar as populações para um conflito interno para depois justificar a intervenção externa;
  • Quanto à escolha das futuras pastas ministeriais para o governo de transição é uma questão interna;
  • Eu compreendo a decisão da União Europeia quanto às sanções impostas, mas sinto-me tranquilo porque não matei ninguém
  • O período de transição de 12 meses será o tempo suficiente para relançar as bases do país.

Oiça o som desta conferência de Imprensa. Conferência de Imprensa do porta-voz do Comando Militar, Daba Naualna – 5 de Maio de 2012

 

2 Responses to Daba Naualna: “Temos a cultura de nos Calarmos”

  1. djogos diz:

    Acho que o senhor Daba, esta arrependido de todo isto porque uma pessoa como ele que estudou direito, nunca vai querer que guine esta como esta fora de toda legalidade constitucional, um homem que vem de familia humilde,que sempre dedica a estudar com grandes esforço para chegar onde esta hoje.Não pode permitir luxo de estragar toda
    a sua carrera por culpa de alguns militares anafabeto que só sabem utilizar armas para reivendicar qualquer coisas,tenho sorte de lhe conhecer, mas nunca pensava pode estar num golpe destas carecteriscas, espero que siga nesta linha, de enviar mensagem com serenidade, assim pode reconcilhar com toda gente que esta em contra do golpe incluindo eu.Peço senhor Daba que tenha a valentia de pedir desculpa ao povo, para recuperar a sua imagem, porque ele é o rosto do comando militar, toda culpa deduce nele, que é uma pena, porque não merece todo este, passara na historia de guineense mais odiado.

  2. fatumata Camará diz:

    não entendo CPLP, porque de tanta posição? só agora ? a defender o seu filho Cadogo? as investigações de tantas e tantas asas inatos ainda não? o candidato Basiro Dabo não é filho da Guiné? quem lhe mandou asasinar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.