Redução em 50% dos subsídios aos titulares de cargos públicos e equiparados

Presidente de Transição Serifo Nhamadjo durante o empossamento de Governo da Transição - 23 de Maio de 2012 | Foto: UNIOGBIS

Presidente de Transição Serifo Nhamadjo durante o empossamento de Governo da Transição - 23 de Maio de 2012 | Foto: UNIOGBIS

Bissau – O presidente da República de Transição determinou que seja reduzido em 50 por cento os subsídios atribuídos aos titulares de cargos públicos e equiparados.

Esta determinação de Serifo Nhamadjo foi transmitida ao chefe do Governo, Rui Barros na cerimónia de tomada de posse do novo governo. Nhamado pediu ao Primeiro-ministro para salvar o ano lectivo e providenciar o pagamento, ainda esta semana, dos salários.

Nhamadjo pediu aos novos governantes para evitarem o clientelismo político e militar e que pautassem pela competência técnica.

O Presidente da República de Transição voltou a insistir na necessidade de uma auditoria internacional ser feita, para que, segundo as suas justificações, “se possa saber como foi gerido o país nos últimos anos”.

Igualmente pediu que sejam esclarecidos os casos de assassínios ocorridos nos últimos anos em Bissau, e clarificado o caso 17 de Outubro, do reinado do ex-presidente Nino Vieira.

Serifo Nhamadjo, que tem pela frente um mandato de 12 meses, quer que o chefe do executivo estabeleça um roteiro de governação claro e realizável capaz de assegurar a realização de eleições gerais livres e transparentes com dados obtidos com base em recenseamento bio métrico que engloba a diáspora guineense.

Pediu maior atenção a presente campanha de cajú e a equidade do género, que reconhece não ter sido respeitada no presente governo por “razões alheias à nossa vontade”. Nhamadjo havia prometido que as mulheres ocupariam 30 por cento das pastas disponíveis.

Em declarações a Rádio Nacional o Primeiro-ministro, Rui Duarte de Barros disse que tem o governo desejado, que vai envidar todo o esforço para corresponder às expectativas. Rui Duarte de Barros garantiu que os salários começam a ser pagos esta semana e que o exacto dia depende do ministro das finanças.

Os membros do governo receberam no fim da cerimónia uma pasta contendo um código de conduta. Segundo Rui Duarte de Barros , o código recebido obriga a que os novos governantes declarassem os seus bens ao princípio e fim do mandato. “Ainda há informações sobre as incompatibilidades. Um membro do governo não pode estar a fazer comércio”, esclareceu o novo primeiro-ministro.

Por sua vez, o novo Ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que um dos objectivos deste governo de transição é de “informar a comunidade internacional o que aconteceu” no país, para merecer novamente o seu apoio.

Faustino Imbali falava à ANG logo após a cerimónia de tomada de posse  do novo governo, resultante do golpe de estado de 12 de Abril último.

Consciente do certo isolamento da Guiné-Bissau, por parte dos países e entidades internacionais, Imbali assegurou que este trabalho será de “informação e de pedagogia”, acrescentando que acredita que as organizações internacionais das quais o país é membro, “ainda não dispõe de todas as informações sobre esta recente crise na Guiné-Bissau”.

Este antigo Primeiro-ministro assegura que a “credibilidade” do actual governo também pode ajudar no restabelecimento de relações e de um consequente apoio da Comunidade internacional.

O Ministro da Administração do Território e do Poder Local, igualmente em declarações à ANG prometeu trabalhar para que o executivo de transição materializasse a realização de um recenseamento bio métrico para as próximas eleições presidenciais e legislativas que irão ter lugar dentro de um ano.

Baptista Té considera este desejo plasmado no “Acordo Político” dos partidos que sustentam este governo de transição, de “importante” para que se possa sair do ciclo de desconfianças que pairam entre os actores do processo eleitoral guineense.

Fonte: Salvador Gomes, Agência de Notícias da Guiné-Bissau (ANG)

 

One Response to Redução em 50% dos subsídios aos titulares de cargos públicos e equiparados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.