Ex-chefe do estado-maior das Forças Armadas da Guiné-Bissau detido no Senegal

O almirante José Zamora Induta, ex-chefe do estado-maior das Forças Armadas da Guiné-Bissau, foi preso esta semana em Casamança, no sul do Senegal. Induta foi afastado em 2010 pelo seu adjunto, o general António Indjai, considerado um dos líderes do golpe de Estado de 12 de Abril.

“Na noite de quinta para sexta-feira, a brigada de investigação da polícia interpelou Zamora Induta e três outras pessoas”, indicou à agência AFP fonte próxima da polícia de Ziguinchor, a principal cidade de Casamança, uma região que faz fronteira com a Guiné-Bissau.

Zamora Induta tinha-se refugiado na representação diplomática da União Europeia a 18 de Março, na noite da primeira volta das eleições presidenciais, dizendo temer pela sua vida, após o assassínio do coronel Samba Djalo, ex-responsável pelos serviços de informações militares.

O presidente da comissão eleitoral, Desejado Lima da Costa, e o ex-ministro do Interior Fernando Gomes refugiaram-se também na representação da UE, após o golpe de Estado e foram detidos no Senegal juntamente com o almirante, por não terem documentos oficiais.

“Desejamos que as autoridades senegalesas nos ajudem a fazê-los regressar à pátria, onde há agora condições para garantir a sua segurança”, disse um oficial do exército da Guiné-Bissau à AFP, sublinhando que já estão a decorrer os processos diplomáticos de repatriamento.

Fonte:AFP/A Semanacv

3 Responses to Ex-chefe do estado-maior das Forças Armadas da Guiné-Bissau detido no Senegal

  1. Mamadu saliu djalo diz:

    Meus caros concidanos quem garante a seguranca dessas pessoas que eram altos cargos das chefias das forcas armadas e de segurancas do pais, sera que senegal esta ser no minimo cauteluso com situacao dos antigos menbros, com situacao do pais como esta, os militares ainda estao em todas as dicisoes do pais sem eles nada feito nao querem largar o poder para que justicia seja feita comforme manda a lei do pais, tempo justa de contas ja la vai, apelo para que perda da vida humana tem um fim na nossa terra porque todos os homens tem direito de uma oprtinidade na vida…….Senegal quer entregar os detidos deve fazer atraves das normais internacionais que lhe garante a seguranca deles,senegal nao e nosso melhor parceiro nem um bom vizinho, entao a minha duvida reina por ai,espero que este governo mostra ja tudo aquilo que permeteu ja nessa situacao porque agora ja ha um governo no pais que nao pode permitir justicia sem normais legal do pais, espero o vai acontecer….ver para crer e ja um disafio para governo resolver ………..ate breve caro Umaro abraco

  2. Lembrantadur diz:

    Zamora kurri otcha guvernu batidu cadogo i purmero ministro i otcha é mata cor. Samba Djaló, golpe ka temba inda. Pabia ku i na kurri? Otcha i na mataba i ka lembra kuma si dia pudi tchiga. Golpi di estado bin dipus.

  3. Ndji Assanam diz:

    portas fechadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.