CPLP “consternada” com naufrágio de embarcação

CPLP

Maputo (AngolaPress, 30 de Dezembro de 2012) –  A presidência moçambicana da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) afirmou sábado estar “consternada” com a morte de 24 pessoas (23 confirmados no hospital) e 74 sobreviventes na sequência do naufrágio de uma piroga na Guiné-Bissau.

Em comunicado enviado à Lusa em Maputo, “a CPLP expressa a sua consternação pela perda de dezenas de vidas humanas, na sequência do naufrágio de uma embarcação, ocorrida na sexta-feira, dia 28 de Dezembro de 2012, na República da Guiné Bissau”.

“Neste momento de pesar, a CPLP associa-se à dor e sofrimento das famílias enlutadas e de todo povo guineense e reitera a sua solidariedade à Guiné-Bissau”, refere a nota.

Segundo o último balanço, o acidente causou 24 mortos (23 confirmados no hospital) e 74 sobreviventes, um dos quais continua nos cuidados intensivos, disse à Lusa em Bissau o médico Waldires Jaló do Hospital Simão Mendes.

A Lusa apurou também que o proprietário da piroga naufragada, um cidadão da Gâmbia, mas que vive na Guiné-Bissau há vários anos, já se encontra sob custódia da Polícia Judiciária para apuramento de responsabilidades.

A piroga fazia a ligação entre a ilha de Bolama e Bissau e, segundo testemunhas ouvidos pela Lusa, levava gente e carga a mais, quando naufragou ao largo da capital.

One Response to CPLP “consternada” com naufrágio de embarcação

  1. hola como esta bem mi quer hacer um comentario quero pider o povo da guine bissau qui deseiso qui um mulhor guvero para o pais ir a ferente para futuro do nosso povo queremos um futuro digino para o povo da Guine B. obirgado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.