1ª. Dama Isolina da Fonseca Nhamajo entrega diploma de mérito à PLAN Guiné-Bissau

Bissau (Gabinete de Imprensa da Presidência da República, 7 de Março de 2013) – A PLAN-Internacional, uma organização sedeada na Guiné-Bissau desde 1995, está cada vez mais a tornar-se numa referência pelas autoridades nacionais, pelos apoios e intervenções em vários domínios de atividades.

As Regiões de Bafatá e Gabú no leste do país, constituem as suas preferências, onde intervém na melhoria de qualidade da educação básica, da saúde materna infantil, da água potável e saneamento.

Mais do que isso, a Plan apoia as crianças daquelas Regiões em toda a sua forma de estar na sociedade, incluindo na proteção das mesmas.

Ultimamente, a organização tem prestado vários apoios à 1ª. Dama, na implementação dos seus projetos sociais, nomeadamente àqueles virados a melhorar a saúde das populações e, neste aspeto pode-se assinalar a doação de um aparelho Raio-X ao Hospital Nacional Simão Mendes em Bissau.

Por tudo isso, a primeira-dama da República Isolina da Fonseca Nhamajo num gesto singular de reconhecimento, entregou esta quinta-feira, 07 de Março de 2013, um certificado de mérito a PLAN Internacional na Guiné-Bissau.

No ato da cerimónia Isolina da Fonseca Nhamajo disse que “o ato simboliza a existência de relações francas e de solidariedade que existem entre o meu gabinete e a PLAN na Guiné-Bissau”.

Na ausência da Fadimata Alaichar, representante da organização em Bissau, recebeu o diploma Saliou Ndaou, o Diretor financeiro da organização que, muito agradeceu o gesto da 1ª. Dama e disse que “a PLAN vai continuar apoiar a Guiné-Bissau, principalmente no que diz respeito ao bem-estar das crianças”.

Outra atividade da PLAN na Guiné-Bissau está virada para o processo de diminuir o abandono escolar e as taxas de repetência das crianças nas Regiões onde intervém, ou seja nas Regiões de Bafatá e Gabú.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.