Governo guineense pede informações oficiais dos EUA sobre militares acusados de narcotráfico

Fernando Vaz, ministro da Presidência da Republica e da Comunicação Social e porta-voz do Governo da Guiné-Bissau

Bissau (GBissau.com, 22 de Abril de 2013) – O Governo de transição da Guiné-Bissau, através da Procuradoria-Geral da República, solicitou informações oficiais aos Estados Unidos sobre os casos de militares acusados de tráfico de droga e armas.

A decisão foi tornada pública hoje, segunda-feira, pelo ministro da Presidência da República e da Comunicação Social, Fernando Vaz, durante uma conferência de imprensa.
Fernando Vaz disse que a decisão do governo guineense se insere dentro “das relações bilaterais que existem entre os dois países em respeito aos princípios do direito internacional e em observância da soberania de cada estado, integridade territorial e o respeito ao cidadão”.

O Governo guineense vai ainda mais longe, pedindo também a “colaboração judiciária dos Estados Unidos em todos os casos de natureza criminal que envolvam cidadãos nacionais em ilícitos comprovados de narcotráfico, tráfico de armas e terrorismo, para que sejam julgados à luz das leis guineenses, e posteriormente, se for caso disso, remetidos a outros tribunais internacionais”.

No ponto de vista de porta-voz do Governo de transição, os EUA não deviam ignorar o país “mesmo tratando-se da primeira potência do mundo e a Guiné-Bissau, eventualmente, a última do mundo”, tendo criticado o não uso dos canais diplomáticos apropriados.

O ponto mais alto desta conferência de imprensa terá sido o caso da prisão de Bubo Na Tchuto. Segundo Fernando Vaz, o Governo de transição tem na sua posse “elementos provatórios que indicam que, afinal, a detenção de Bubo Na Tchuto não só aconteceu no território nacional, como foi também comprovadamente realizada pelos agentes policiais cabo-verdianos que se encontravam dentro da referida embarcação”. De acordo com Fernando Vaz, “factos novos” indicam que a detenção do contra-almirante Bubo Na Tchuto e de outros cidadãos decorreu perto da ilha do Orango, no Arquipélago dos Bijagós. Fernando Vaz considerou o caso uma “invasão”, um “rapto” e uma “violação” da integridade do território nacional.

Assim sendo, o porta-voz do Governo pediu aos Estados Unidos no sentido de “respeitar o princípio do direito internacional e a soberania, a integridade territorial e os direitos dos cidadãos”da Guiné-Bissau, tendo feito uma “solicitação integral e cabal sobre as circunstancias da prisão” do antigo chefe da Marinha guineense e exortado para a necessidade que se “faca a justiça sob à jurisdição das autoridades nacionais da Guiné-Bissau”.

O Governo de transição serviu-se desta conferência de imprensa para defender os militares guineenses. Para Fernando Vaz, as acusações de que alguns destacados elementos das “nossas gloriosas forcas armadas teriam participado em tráfico de armas contra os interesses dos EUA é simplesmente inaceitável e inadmissível”.

O Governo diz, contudo, não pretender “caucionar a impunidade sobre este ou qualquer outro caso dito de polícia”, mas, de acordo com Fernando Vaz, “não deixamos de ficar surpreendidos com mais este insólito e provocatório comportamento do Governo cabo-verdiano, quando usa dois pesos e duas medidas na sua contribuição no combate à criminalidade na sub-região”.

Fernando Vaz aproveitou para acusar Cabo Verde de cúmplice “na passagem pelo seu território de armas e medicamentos destinados aos combatentes do MFDC” (independentistas de Casamansa, no sul do Senegal), e o Governo de transição, de acordo com o seu porta-voz, tem “provas” disso.

Por último, Fernando Vaz admitiu que as acusações contra António Indjai e a recente detenção de Bubo Na Tchuto estão a causar um “efeito nefasto” na Guiné-Bissau devido a “boatos e receios” das populações.

Por esta e outras razões, o governo garante que tudo fará para uma “clarificação judiciária cabal e independente destas suspeitas em colaboração com a comunidade internacional”. Mas, para já, o porta-voz do governo “apela ao povo da Guiné-Bissau à calma, à serenidade” porque as autoridades de transição “defendem e defenderão intransigentemente o bem-estar e a tranquilidade das populações.”

Mesmo assim, Fernando Vaz aconselha as populações para “serem vigilantes contra quaisquer boatos e calúnias intencionalmente veiculadas com o objectivo de perturbar o pacífico processo de transição”.

 

23 Responses to Governo guineense pede informações oficiais dos EUA sobre militares acusados de narcotráfico

  1. Tchom Tchomam diz:

    Sr. Ministro como pode chamar de “nossas gloriosas forças armadas” uma forças armas que vem criando instabilidade a mais de 14 anos? Sr Ministro, como estes acusados podem ser julgados a luz das leis guineense com ausência da nossa justiça? Pelo visto Sr. não parou para pensar que o seu lugar seria uma cadeia, uma vez que Sr. participou num golpe de estado de forma ativa? A guine-Bissau já esta com problemas até no pescoço, Sr. não acha que criar problema com vizinho seria mais outro problema? Pois é, este é o nosso país, estes são os tipos de políticos que vão dinamizar o desenvolvimento do nosso país…que muita pena.

  2. Rodolfo diz:

    Por min governo americano tinha prender todos militaris do guine porqui são perturbadoris não querin dechar o povo do guine viver em paz so tão a lutar lugar pecoal e interesse pecoal merecim ficar todos bem presos

  3. Abran Zacarias diz:

    O NOSSO PORTA DISPARATE ESTA SEM RUMO.

    NAO ACUSA CABO VERDE PELO VOSSO EGOISMO, AMBICAO PELO PODER, PELO DINHEIRO.
    VOCES SAO GENTE SEM ESCRUPULOS, METIDOS COM NARCOTERRORISTAS.O VOSSO DIA ESTA A CHEGAR E ACONSELHA O ANTONIO INDJAI PARA SE ENTREGAR.
    QUEREMOS LIBERDADE, PAZ E HARMONIA NA NOSSA GUINE.
    VOCES DEVEM PARTIR E ESTA A CHEGAR A
    HORA DI BAI.

  4. Compartilho no seu todo a posiçao do Governo da Guinè-Bissau, tambem porque as declaraçoes foram feitas nos parametros das normas nacionais e internacionais. o que nòs temos a dizer è o seguinte: Que o Cabo-Verde està metido neste jogo “nogento” que contribui para uma mà imagem da Guinè Bissau a serviço de Portugal e Angola. O que Potugal e Angola querem sò destruir as nossas Forças Armadas Gloriosas e Revolucionaria do Povo, dadas as humiliaçoes que passaram na quele paìs lusofona da Africa Ocidental. E aos EUA, digamos que tenham a vergonha, por ser a primeira potencia nao se devia entrar num pequeno paìs como Guinè Bissau de uma forma ladrao! Podia utilizar as vias legais e diplomàticar para mostrar a sua grandeza. Mas pela forma ladrao que usou acabou de demostrar a sua “pequeninez” como naçao.
    Esta història, sabemos qual è o sua origem, mas os EUA nao poderao preender todos os guineenses para poder permitir a Angola e Portugal de colocar um Presidente e um Primeiro Ministro que lhes permitam de explorar a riqueza da Guinè-Bissau deixando a este povo so um 10% e levando 90% para a Europa e EUA.
    Que seja claro! Vamos morrer todos, mas nao aceitaremos nenhum tipo de exploraçao e Humiliaçao por parte dos imperialistas!
    As acusaçoes proferidas ao Bubo Na Tchuto, Antònio e outros pelos EUA, sao apenas formas para apoderar da nossa riqueza! Atè actual momento estes homens sao inocentes, porque nao hà nenhuma prova demonstrada pelos EUA.

    • virgulino diz:

      dereck coleman bu ta bai murri djunto ku elis pabia anos guineenses no ca cunsi ba narcoterrorismo militares ku tisi bindi droga na guine agora se abo tambi bu ta bindil ku elis anta bata purpara murri ku elis!

    • DEXTER diz:

      CARO SR. DERECK COLEMAN,

      COMO PODES CHARMAR ESSES TIPOS DE INOCENTES??? VIVES A ONDE? EM BISSAU SEI K NAO!
      ESSE GRUPO SO PREJUDICAU O NOSSO PAIS S CALHAR NUNCA SENTISTE ISSO NA PELE OU ENTAO ES COMO ELES, PESSOAS K DEFENDEM INTERESES PROPIOS IGUISTAS E MAUS. TAMOS PURA E SIMPLESMENTE CANSADOS PRECISAMOS DE AVANCAR COMO OS OUTROS PAISES.OK? E MAIS UMA COISA E QUISERES MORRER COM ELES ENTAO VA EM FRENTE, MS NAO FALE EM NOME DE TODOS PORQUE NEM TODOS SENTIRAM AQUELES 100 MILIONS DE DOLARES, OK???

      MUI RESPEITOSAMENTE

      DEXTER

  5. john quade diz:

    nos precisamos de dirigentes patriotas , que respeitam o estado e respeitam a lei , que nao tem medo de responder nas terbunais . portanto acusando o chefe de estado maior isso nao ee mata-lo. ele poder somente ir apresentar no terbunal e esclarecer. porque eu tenhoo certeza de que uma coisa deste nunca nao pode passar atraz de altos funcionarios das forssas armada . qualque aviao estrangeira que atera no nosso pais tem que ser insvestigado pelas as nossas forssas armada agentes ou argao ligado a ele. portanto se no caso nao seja significa que ha combinassoes . e quem ee culpado ja , ee a as nossas forssas de defesa. portanto eu lembro quando o Nino Veira queria vir para Guine-Bissau depos de auxilho politico para candidatar , o primeiro ministro nao aceitava para que aviao dele atera no nosso pais , mas em fim o chefe das forssas armada ee que deu a ordem para aterar sem respeitar os poderes politicos. portanto seja quem que os americanos vai acusar tem que ir prestar no terbunal ou apresentar no terbunal pelas as suas acusassoes . quer quem que seja e nao porta. Presidente da republica ou primeiro ministro, ou o actual chefe das forssas armadas tem que ir apresaentar meu irmao , para pelo menos uma fez os culpado pelos crimis na Guine seja julgado pelo menos uma vez na historia da Guine-Bissau internacionalmente.

  6. KANKURAN DI MANSABA diz:

    Estamos em guerra contra o crime organizado pela mafia internacional onde Cadogo Junior é membro. É essa mafia que desenvolve campanha nefasta contra o povo soberanos da Guiné-Bissau.Á guerra é total. Vamos a isso. Estamos disponíveis. É mais uma etapa de libertaçao da patria de Cabral. A nossa geração nao pode ficar de braços cruzados. Os governos de Angola, Portugal e Cabo Verde estao assenhoriados pela mafia internacional e o crime organizado. A luta continua e a vitoria é certa. Cabral ka muti! Vamos libertar a nossa naçao! Morte ao Carlos Gomes Junior!

    • Kankuram diz:

      Kankuram di Mansaba ké padja na tapau udju bu kana odja ké ku ten? Kantu golpe de estado ku fasido li na Guiné Bissau? Ké Portugal, Ku Angola, Ku Cabo verde ku fasil? Bu sibi mé ké ki povo soberano?? Povo pa i sedu soberano i tem vota pa i kudji si lideres! É governo ku sinta sim i na mama kim ku pui elis lá??Povo?? Kaba mas é pudu lá pa fasi eleições na prazo de 1 ano kila ki era sé objectivo, ma té gosi é ka mixi nim um pau…nada…niente! Abô Kankuram di Mansaba bu xta mé na Bissau?? Bu na papia na nomi di Cabral, ma npensa Cabral nunka kana thciga ba di pidi morte di um um ser humano pa mas ki contra si duno…Cadogo ka presta nim um pés…ma pidi tam pa i murri não tem pacensa! I é tipo di discurso di pidi morto pa bu cumpanher ku pui é tera xta sim té gosi! Pabia td djintis misti mata sé kumpanher é ta diskici kuma Bissau pikinino td tarda ki na tarda si bu mata familia di alguim um dia bo na contra! Sinta dirito bu pensa!

    • DEXTER diz:

      QUE PENA

  7. FIDJU DI TERRA diz:

    QUANDO KU ESTADOS UNIDOS DI AMERICA TA USA AVIONS “DRONES” CONTRA CONTRA CUALKER ALGUIN NA QUALKER TERRA. COMPATRIOTAS DE BOA VONTADE BO TRADUZIL PA NHU PORTAS DISPARATES DE DABA NAWALNA KU FERNANDU VAZ:
    The strategy of signature strikes of “DRONES”.
    This strategy allows officials in the CIA and the PTSD army to carry out attacks on any human, vehicle or building if ‘suspected’ to be a threat to the security of the US without the need to identify the real identity of the target, whether Al-Qaeda or not. This includes women and children. Just because an American ‘feels’ this person poses danger.

  8. Bardade pa Conta diz:

    Estou muito de acordo com o conteudo de conferência de emprensa do Governo e sim estar fazer grandes analise da mesma, mas ela (conferência) resoltou aspecto muito patriotico, Guiné Bissau pessar de todas as suas dificuldades, continua ser um Estado, continua fazer parte de consertos das Naçoes, alias, sua Bandeira esta asteada até hoje na sede das Naçoes Unidas, portanto este volor deve ser e exigida o seu respeito, indipendentemente qualquer situaçao em concreta. Estou conciênte que nenhum Guineense conciênte esta de acordo com comportamente dos individuos com altas funçoes de Estado, também devemos repudiar qualquer pretençao que de deonder vier que visa pôr em causa imagem da Guiné Bissau por porfeito Politico como tem sido o caso de Cabo Verde.
    Dr Fernando vaz esta de parabens, estamos junto na causa da Guiné Bissau, temos que exigir EUA para clarificar esta situaçao.

    Viva Guiné Bissau, vencemos com muito sacreficio e vamos continuar lutar para vencer desafios de desenvolvimento.

    Mantenha pâ nhé Ermos

    • SR. Bardadi pa Konta,

      Com o 12 de Abril de 2012, a guiné-bissau ficou isolado e deixando de fazer parte do mundo “LIVRE E CIVILIZADO”, só comparável a Coreia do Norte. O “ESTADO DE DIREITO E DEMOCRÁTICO” foi capturado pelos golpistas e usurpadores do poder e, todo o povo da guiné-bissau feito refém.

      Instalou-se um governo dito de transição que permitiu que as redes de narcotraficantes e narcoterroristas estabelecerem-se no país, facilitando mais transito de drogas e armas e, ainda alguns dos nossos políticos frustrados e militares, associou-se a estas redes para conspirar contra os interesses dos UNITED STATES OF AMÉRICA. E agora como se diz na guiné-bissau: RAPA TCHIGA TOTIS, LALA KEMA, KAU DI TSUKUNDI KA TEM!!!

    • Bacar Sanha diz:

      ACHO QUE MUITO DE VOCÊS ESTÃOA CONFUNDIR PATRIOTISMO COM BANDITISMO.
      PORQUE TODOS NÓS QUE VIVEMOS NA GUINÉ (BISSAU) CONHECEMOS E SABEMOS O QUE CADA UM DESTES DIRIGENTES FAZEM NO SEU DIA DIA.
      PODERIAMOS VIVER CEM ANOS SE FOR PRECISO E NINGUÉM SERIA JULGADO POR NADA, FAZEM E CONTINUAM FAZEM TODO ISSO DE QUE FORAM ACUSADOS A VISTA DE TODOS. QUEM NÃO SE LEMBRA DO AVIÃO QUE ATERROU COM 1 TON DE DROGA NO SUL? ACONTECEU ALGO? NADA. ESTE SENHOR QUE DIZ SER PORTA VOZ, NUNCA FEZ NADA NA VIDA A NÃO SER VIVER A CUSTA DOS PAIS VEM AGORA ARMAR-SE EM POLITICO TODOS NÓS O CONHECEMOS EM BISSAU. TENHAMOS CORAGEM DE CHAMAAR AS COISA PELO SEU NOME, TALVEZ ASSIM NÃO PRECISAREMOS DE AMERICANOS NEM OUTROS PAISES PARA RESOLVER OS PROBLEMAS DO PAIS.

      A VERDADE NOS LIBERTARÁ……

    • Kankuram diz:

      Bardadi pa Conta
      Qual proveito politico Cabo Verde pode tirar desta situção? Mas será que estás consciente daquilo que estás a dizer? COmo é que tens coragem de dizer parabéns ao este Sr. que tinha 43 milhões de francos CFA em casa dele sem explicar como é que o consegui?
      Este governo deveria ter abrido um inquerito por conta propria e só apartir disso pedir os elementos da acusacão aos Americanos, mas limitam-se a refutar estas acusações e agora pedem os documentos…Só mais uma pergunta oh Sr. “Bardadi pa Conta” achas mesmo que seria possivel julgar Antonio e Bubo na Guiné Bissau??

  9. devem ser presos mais rapido poxivel
    pq eles xao o factor prinxipal para a instablidades no nosso pais

  10. O Sr. Fernando vaz, porta disparate de informação e propaganda dos usurpadores do poder, deveria é não entrar em confrontação verbal com os UNITED STATES OF AMÉRICA, e ficar calado.

  11. Finhane Sum Santa diz:

    O Porta-disparates do governo golpista deve estar a sonhar. Ou se calhar, está a tentar mostrar serviço, para que depois não venham dizer que o governo golpista não fez nada para ajudar o General António Indjai. Mas a verdade é que ele sabe, ou pelo menos deve saber (se até um simples cidadão comum sabe), do envolvimento de algumas chefias militares no tráfico internacional de droga. Aconselhem o homem a se entregar, caso contrário poderá pôr em perigo a vida de muita gente na Guiné-Bissau. Si Americano fala ina prindiu, ita prindiu dé.

  12. ornelho joão nadeam diz:

    NO KANSA,MÁ DEUS E GARANDE AMERICANO PE PRENDE QUIN QUE SUSSO.PAPIA QUIN QUE LIMPO SUMA SUMBIA DE CABRAL NIM NA CARRO CARRO DE AR CONDICIONAL VIDRO FUMADO I CANA M´BARCO QUE FADIM BIM BAI NABOTE BARCO E PA AMÉRICA E BORGONHA PABÓ QUE TÁ BURGUNHÕ BÕ SAÍLÍ

  13. Bardade pa Conta diz:

    Mantchudura di Tchôn, comprendo a sua preocupaçao, também tenta fazer um grande esforço para compreender o conteudo da minha minsagem, se nao vas continuar ter muita dificuldades em separar as coisas. Eu nunca vou me confundir a Guiné Bissau em quanto Estado com um cidadao comun indipendentemente da sua posiçao social ou comportamentos.

    Muito Obrigado

  14. MB diz:

    De acordo com o governo guineense. É inadmissível rapto de um cidadão nacional por estrangeiros, em nosso território, por quaisquer motivos. E estamos atentos às manobras dos intrusos governos de Portugal e Cabo Verde.

  15. N'tori Palan diz:

    Caros compatriotas, o Estado Guineense nao existe. O que temos ainda, e’ um territorio onde as normas nao sao respeitadas pelos proprios cidadaos nativos desse mesmo territorio. Ora, se o nosso comportamento de fora da lei represesntar um perigo, uma ameassa aos outros cidadaos em paises organizados, que respeitam as suas normas, qual sera o poblema destes virem buscar dentre nos, estes hibridos (meio animais meio humanos)?

    E estamos a falar dos EUA, a maior potencia mundial! Que luta contra o terrorismo mundial.

    Quem achar que os nossos sao raptados pelos EUA, so tem que seguir para NY e protestar contra os tribunais. Lol!

  16. RAMOS diz:

    parem de politizr no momento inapropriado. isso mostra mais uma vez a fraqueza do povo guineense em relaçao a internacional.
    o q esta acontecendo na GB n é problemas daquelas pessoas isoladamente mas sim a imagem do pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.