Menina de dezasseis anos é forçada ao casamento na secção Gã-Mamudo, sector de Mansoa

Bandeira da Guiné-Bissau

Bissau (Rádio Sol Mansi-RSM, 21 de Agosto de 2013) –  Uma menina de dezasseis anos de idade foi forçada a a aceitar o casamento na secção Gã-Mamudo, sector de Mansoa, região de Oio, centro do país. A menina conseguiu fugir estando agora a guarda da Polícia Judiciária (PJ).

A menina, que responde pelo nome de Djariatu Mbaló, disse que esteve com o homem com o qual foi forçada a se casar durante um mês e três semanas. Depois de tanto maltrato, ela conseguiu fugir para Bafatá, onde esta quarta-feira se apresentou à PJ local.

“Venho de Gã-Mamudo. Eu tinha fingido ir buscar água (ao poço). O meu tio me deu em casamento forçado que eu não quero. Ele me disse que eu tinha que ir. Logo, compraram tudo e me levaram para lá. Passei lá um mês e três semanas.”

A menina explicou que nas tentativas de prática do sexo com ela, o homem idoso, a  queimava nas mãos para a dissuadir.

“Ao explicar tudo ao meu próprio pai, ele me instou a reganhar a casa do marido que me deram. Eu me recusei. Então, o meu pai me expulsou da casa”, acrescentou Djariatu Mbaló, que se encontra agora em lugar seguro aqui em Bissau

Por outro lado, na aldeia Mancala, arredores de Mansoa, uma menina aparentemente de quinze anos de idade terá sido violada e, neste momento, não se sabe nada do seu paradeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.