“Pedro Pires não sabe o que diz e não diz o que sabe” – porta-voz das Forças Armadas da Guiné-Bissau

Bissau (GBissau.com, 16 de Setembro de 2013) – O porta-voz das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Daba Naualna, insurgiu-se contra as críticas do antigo Presidente de Cabo Verde, Pedro Pires, numa entrevista exclusiva com a GBissau.com. (Ouvir aqui a entrevista de Daba Naualna)

Esta semana, o Comandante Pedro Pires, que é também um antigo guerrilheiro pela luta da independência da Guiné e de Cabo Verde, teceu duras críticas contra os militares guineenses que, na sua opinião, transfiguraram-se “em instrumento de tirania e de delinquência”. A entrevista de Pedro Pires, um dos principais comandantes militares do PAIGC, foi concedida ao jornal Expresso de Portugal, a propósito dos 40 anos da independência da Guiné-Bissau.

Em resposta, Daba Naualna que foi recentemente promovido a brigadeiro-general, afirmou que “Pedro Pires está localizado à distância da Guiné” e por isso “não sabe o que diz e não diz o que sabe,” mesmo julgando-se “conhecer a Guiné.”

No ponto de vista do porta-voz das FARP, “nós aqui não somos um bando de delinquentes e acho que há mais delinquência em Cabo Verde do que na Guiné-Bissau. Quem conhece sabe que assim é”.

Naualna foi ainda mais longe, incutindo uma parte da responsabilidade histórica a Cabo Verde. Para este alto oficial guineense, “Pedro Pires devia também pensar que Cabo Verde também é o responsável pela situação que a Guiné-Bissau passa. Temos Combatentes da Liberdade da Pátria que não só lutaram para a independência da Guiné, mas também para a independência de Cabo Verde e Cabo Verde não dá um centavo para a ajudar a vida dos combatentes guineenses”.

Mas, as recentes declarações do ex-presidente cabo-verdiano vão ao encontro às preocupações de muitos cidadãos guineenses e tantos outros organismos internacionais, devido às convulsões político-militares da Guiné-Bissau, resultantes das constants intervenções das Forças Armadas na vida política do país.

Embora reconheça a existência do tal problema, Daba Naualna disse que a culpa não é somente dos militares. “As pessoas que dizem que os militares são os responsáveis de tudo são indivíduos que não gastam nem sequer uma hora do seu tempo útil para reflectir sobre o país. É falacioso. É que as pessoas não sabem o que está na origem de tudo isso”, declarou o brigadeiro-general.

Para ele, o cúmulo do problema é a total “desorganização” do Estado guineense:

“O país está completamente desorganizado. A administração pública é uma desorganização, a política é uma desorganização, as Forças Armadas consequentemente o são.

As pessoas querem o impossível em relação às Forças Armadas. Quem organiza as Forças Armadas é o poder político e como o poder político está mau, não há como organizar as Forças Armadas. Eu até ainda digo: temos ainda a sorte de termos as Forças Armadas que temos. Se tivéssemos as Forças Armadas que quisemos, até teríamos militares com mais visão de que os políticos. E quando isto acontece, os militares acabam por assumir o poder, porque acabam percebendo de que os políticos não sabem nada.

As Forças Armadas da Guiné-Bissau estão desorganizadas tal como o aparelho de Estado e a administração pública. O Parlamento é uma tristeza completa. Temos deputados analfabetos e completamente iletrados que vão para o Parlamento para dormir e serem pagos com o dinheiro do erário publico. Isto é gravíssimo.

Podemos desmobilizar os antigos combatentes todos, mas se continuarmos com a mesma desorganização, não tenho a dúvida, os conflitos vão continuar. É o próprio sistema que está pobre, não os indivíduos. O sistema está mau e deve ser reconstruído”.

O Papel de Cabo Verde na Captura do Almirante Bubo Na Tchuto

“A captura do Almirante foi uma coisa muito triste. Pedro Pires disse que o Almirante foi capturado no alto mar, quando toda a gente sabe que ele foi capturado nas ilhas da Guiné com o apoio da Polícia cabo-verdiana. Foi o mesmo que tentaram repetir agora. Vieram cá fazer espionagem com o pretexto de que trouxeram uma senhora. Quem traz uma senhora que é condenada ao tráfico de droga e não a entrega para as autoridades da Guiné? Mesmo que Cabo Verde não reconheça o Governo de Transição, havia de reconhecer as autoridades administrativas, como a Polícia Judiciária guineense. Portanto Cabo Verde não tem explicações para nos contar, embora haja algumas bocas internas aqui que são os porta-vozes de Cabo Verde…”

“Cabo Verde tem assumido esse papel da Guarda Pretoriana da Europa e de ser vassalo sempre de Portugal e doutros países da Europa”.

 

Liga Guineense dos Direitos do Homem (LGDH) 

“A Liga quase serviu-se como advogada dos cabo verdianos e sabemos quem são eles. Luís Vaz Martins é o propagandista de tudo isto. Eles disseram que conseguiram ver a senhora para poder limpar a face e a porcaria que o Governo cabo-verdiano fez contra nós. A Liga deixou de ser a Liga dos Direitos Humanos para ser um partido político. Eu não acredito na Liga, o Governo guineense não acredita na Liga. E ninguém acredita na Liga senão a Liga em si própria”.

(Ouvir aqui a entrevista de Daba Naualna)

Nota do Editor: A GBissau.com conta publicar no próximo domingo, 22 de Setembro de 2013, a entrevista na sua íntegra. Outros tópicos incluem os assassinatos do ex-deputado do PAIGC, Hélder Proença, do ex-candidato presidencial, Baciro Dabó, a questão do narcotráfico, as acusações contra o General António Indjai, as recentes promoções de altos oficiais militares, a MISSANG, a ECOMIB, A CEDEAO e outras grandes questões nacionais da Guiné-Bissau.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

58 Responses to “Pedro Pires não sabe o que diz e não diz o que sabe” – porta-voz das Forças Armadas da Guiné-Bissau

  1. Djemberem diz:

    CEMGFA disse a senhora foi morta, o Porta Voz disse e senhora nunca existiu e LGDH confirmou a vida e existência da senhora… em que ficamos?
    N´bom pelo menos komberça de porta voz ku si chefe ka fila… antam li ninci limpo ika pus…

    Naualna, tens a retórica de enganar “alguns´´ O Comandante Pires, ele disse e bem claro as Forças Armadas da GB transfiguraram-se “em instrumento de tirania e de delinquência” mas neste infeliz entrevista nota-se que estas a defender delinquência e trafico de droga do povo guineense em relação a povo caboverdiano…. ka nhu nhunhi guineenses ku caboverdianos, na tentativa de salva erro cometido.
    Não podemos recusar a desestruturarão da vida política e de estado guineense, mas os políticos são julgados pelo povo, assim esta consagrado na lei, e o vosso amigo/chefe Kumba, esta a ser vitima de julgamento de povo, custa tanto tirar 5 minutos para pensar nisso, tirar devida ilação e recusar a sua proposta e mobilização de fazer golpe?
    O país esta desestruturado sim, mas não é com golpes de estado que vamos estrutura-lo, pelo contrario estão é contribuir para o pior, custa tirar 1 minutos para pensar e chegar esta conclusão?
    O País tem antigos combatentes que lutaram para a libertação da Guiné e cabo Verde, mas CV não dá nem um cêntimos para esses antigos combatentes (são palavras suas) que nunca esperava sair da sua boca devido a seu preparação técnica e conhecimento académico (mas em fim kim ku sibi só ta sibi si miste sibi)…. quanto a GB paga para os antigos antigos combatentes Caboverdianos? Devemos é aceitar reconhecer os nossos fracasso e corrigi-los, quanto ganha um antigo combatente guineense quanto ganha um soldado condecorado pelo comprimento de actos bárbaros e assassinatos? o que você tem feito (sendo um dos melhores quadros da FA) para inverter esta situação? devemos aceitar, reconhecer os nossos fracassos (como bem fizeste) mas sem responsabilizar fulano ou Beltrano estrangeiro. SOMOS ÚNICOS CULPADOS DOS NOSSOS ERROS E FRACASSOS MAS NINKIM – NO TENÉ TUDO PA FASSI CV E UTRUS POVO RESPITANO SUMA NA PASSADO I FALTA SÓ NO PEGA TESSO NO DISSA NFALA NFALA, OBI-OBI, MATA-MATA, SUTA-SUTA.
    NA FICA LI INDA……….

  2. Nelson Gomes da Costa diz:

    É triste pensar que a culpa da podridão que temos é a culpa de Cabo Verde. O povo guineense é lucido e sabe distinguir as coisas. Neste barco para abismo devido aos vossos complexos estarão sozinhos. Faço aquí uma alerta ao povo guineense, os caboverdianos são nossos irmaõs de sangue. A revolta do nosso querido Comandante Pedro Pires, entende-se e bem, porque ama a nossa terrra que é sua também, por razões históricas.
    Toda esta corja algum dia responderá pelo seu pecado.

  3. EU COMO GUINEENSE MUITO ATENTO COM O QUE PASSA NO MEU PAÍS, O PROBLEMA DA GUINÉ-BISSAU É O SEGUINTE:PARA QUE UM CIDADÃO POSSA SUBIR NA VIDA (ALCANSAR POSIÇÃO, ETC) NÃO CONTA A SUA CAPACIDADE MAS SIM A SUA DESONESTIDADE. SABEMOS QUE AS ARMADAS DA GUINÉ-BISSAU POSSUI QUADROS COM CAPACIDADE EM DIVERSOS RAMOS PARA COLOCAR AS NOSSAS FORÇAS ARMADAS NUM NIVEL MAIS ELEVADO! SABEM O QUE FAZEM, POQUE SÃO DETENTOR DE MEIOS BÉLICOS, HÁ DIFICULDADES EM TODAS AS ÁREAS, POIS SOMOS UM PAÍS MUITO POBRE. ” PROBLEMAS DA DESORGANIZAÇÃO DA FUNÇÃO PÚBLICA É UMA DAS CAUSAS DAS INSTABÍLIDADES DO PAÍS” DISSE O PORTAVOZ DOS MILITARES. EU PERGUNTO: DEPOIS DE GOLPE DE ESTADO DE 80, QUE ME INDICA QUAL DOS SUCESSIVOS GOVERNOS QUE ESTÁ DEVIDAME ORGANIZADO EM RELAÇÃO AO GOVERNO DEPÓSTO NO DIA 12 DE ABRIL DE 2012?.

  4. sukuro diz:

    ao acaso tu falas o que sabe ? vai enganar o teu chefe Antonio ndjai . kkkkkkk

  5. Alfa diz:

    è penaaa QUE PENAAAAAAAAAAAAA

  6. GEBA diz:

    A VERDADE DOÍ, NÃO É SEU ESTÚPIDO?SEU FALA BARATO JAMAIS TERÁS O RESPEITO E O PRESTIGIO DO COMANDANTE PEDRO PIRES.

  7. silvio spinola diz:

    Quando uma nação mata sua massa critica o poder do homem armado é a lei. Sou caboverdiano e defendo meus dirigentes e a minha terra Cabo verde. Mas eu critico o dirigente que faz asneiras, e o tribunal funciona, outras instituições também, o Pedro Pires, combatente é homem do Estado e desejo muita saúde para ele e é memória viva deste país. Gostaria desse guine dizer o que Sr. PP não diz. E me parece existir lá na Guiné pessoas com rancores históricos e não são boas para saúde, psicanálise é que cuida dessas mentes. Há excelentes quadros da Guiné trabalhando em Cabo verde, e que venham mais para engrandecer a minha pátria, pátria que PP ajudou a construir.

    • Tio Parabai diz:

      comeca a dizer “sou caboverdiano e defendo meus dirigentes e a minha terra Cabo verde” mas nao explicou porque apoiaram apartheid na Africa do sul, e achas correcto insultaram toda uma instituicao onde existem pessoas de bem ou achas que so estupido e que existe nas forcas armada guineenses, se pedro realmente e pessoa de bem como quer fazer passar entao a memoria ja nao lhe bate, pq esse mesmo homem devia ter contencao nas palavras… mas como e um arrogante e PIDE de Tuga contribuindo para a morte de Cabral, tem esse peso na conciencia e agora descarrega toda raiva que sente sobre as nossas forcas armadas, onde estava Pedro Pires quando morreu Cabral.

  8. silvio spinola diz:

    Viva Pedro Pires, O caboverdiano.

  9. duno di si distino diz:

    Estejam a vontade com as vossas mentiras, estou a referir os Senhores que aqui comentaram, porque todos somos burrrrrrrrros, por isso associamos a tudo o que vai contra a nossa dignidade. As FARP, é uma instituição que não pode ser posta em causa por pessoas traidores e nós apoiamos, porque somos contra, A ou B e a favor de assassinatos cíclicos assassinatos. O Pedro PIRES, perdeu prestigio na Guiné, contribuiu para apunhalar a historia.

  10. Gabi diz:

    Sr. Nawalna, quanto dinheiro a Guiné-Bissau desembolsa para ajudar a pagar as reformas dos combatentes cabo-verdianos que lutaram pela independência da Guiné? Qual a garantia de que se algum país, incluso Cabo Verde, contribuir para as pensões dos combatentes guineenses o dinheiro chegará aos destinatários?
    Cabo Verde é guarda pretoriana da democracia, da liberdade, da boa gestão, do respeito pelos direitos humanos, do estado de direito e as forças armadas de cabo verde guarda pretoriana das instituições da república, da constituição e do estado de direito, sempre submetidos ao poder político eleito pelo voto dos cabo-verdianos.
    Cabo verde conseguiu o que conseguiu graças ao respeito pelos direitos humanos, pela boa governação. Nunca houve um golpe de estado em Cabo Verde e os que participaram na luta de libertação estão dignamente reformados há muitos anos. As FA de Cabo Verde é composta por gente jovem e bem formada, basta dizer que para ser sargento é preciso ter o 12º ano de escolaridade e para ser oficial é preciso ter curso superior. Não há analfabetos nas FA.
    Quanto a Pedro Pires basta ver o prestígio que esse patriota tem a nível mundial.
    É triste ver um país que tem tudo para dar certo andar neste caminho.
    Já agora o Sr. Nawalna é também porta-voz do governo?

    • DJIPANE diz:

      Gabi,
      assino por baixo o teu comentário, e acrescento ainda que o Sr. Daba Naulna, porta voz de informação e propaganda do AI, é um oportunista que, num espaço de menos de 10 anos “subiu” de major para brigadeiro-general, aproveitando da instabilidade que se verifica nas FA. Mas não me admira o seu comportamento, porque é típico de quem tem uma cultura marcadamente “horizontal”, por mais que tenha um grau académico superior a mentalidade, cultural, não muda.

      O comandante Pedro Pires, sabe perfeitamente do que disse. E pelo que eu sei, desde a independência não ocorreu nenhum golpe de estado em Cabo-Verde, e nenhum chefe de estado maior foi assassinado.

      O governo de Cabo-Verde já manifestou a disponibilidade de contribuir financeiramente no pagamento de pensões dos nossos antigos combatentes, como forma de reconhecimento daqueles que sacrificaram as suas vidas para ajudar a formação da nação Caboverdiana. E será que guiné-bissau vai fazer o mesmo?

    • Tio Parabai diz:

      o mesmo comuna caboverdiano continuando a sina contra Guine e Guineenses… nao sei quantos copos de “grogo” que andou a tomar hoje mas la que nao lhe esta a fazer bem de certeza que nao, deixa as forcas armada Guineense em paz, vai vassalar o seu pais caboverde…

      • DJIPANE diz:

        Sr. Tio Parbai,
        acho que o senhor partilha a mesma cultura “horizontal” com o porta voz de informação e propaganda do AI, esta gente que infesta as nossas FA, transformando-as num “instrumento de tirania.”

        Pelos vistos o sr. acredita nesta narrativa ultrapassada do agora brigadeiro genérico, Daba Naualna mas, os povos da guiné-bissau, caminham para uma cultura “vertical”, a do mundo civilizado.

        Cabral já dizia:”os que sabem devem ensinar aos que não sabem.” E neste sentido, o problema surge quando, os que não sabem se recusam aprender com os que sabem, que é o caso do sr. Daba Naualna recusar os ensinamentos do Comandante Pedro Pires, que sabe perfeitamente do que fala porque, sacrificou na luta para a independência da Guiné e Cabo-Verde.

        Eu sou cidadão guineense de origem cultural “vertical”.

  11. Gabi diz:

    É só ouvir a entrevista do dito brigadeiro-general para se aperceber porque a Guiné-Bissau está assim. Coitado do idiota.

  12. Manuel diz:

    Meu Caro Brigadeiro estamos assim por nossa culpa! Temos que assumior a culpa colectiva enquanto estado se é que existimos como estado. Esta entrevista vem agudizar mais o ambiente de crispação com Cabo Verde. Comandante Pedro Pires foi um dos principais obreiros da edificação do estado de Guiné e Cabo Verde. Cabo Verde seguiu em frente e infelizmente não tivemos a mesma sorte de progresso porque o Nino deu Golpe no sonho de Cabral – que era o progresso. Portanto deixe Cabo Verde em paz e reflectimos a nossa situação. Cabo Verde tem parceria especial com a União Europeia, tem tratamento diferecinado com EUA e os poderosos da Africa como Angola, Africa do Sul, Nigéria tem um relacionamento muito especial com Cabo Verde permitindo circulação de pessoas sem visto como é o Caso de Africa de Sul. Portanto o que eu quero dizer Brigadeiro isso não é o que adjectivou e classificou de Guarda Pretoriana da Europa e de ser vassalo sempre de Portugal e doutros países da Europa mas sim Dilpomacia e inteligência, 2 coisas fundamentais que falta o nosso Povo!

    • bokagostadinos diz:

      O Comandante Pedro Pires foi insensato ao dizer aquelas palavras e nada diplomático ao dizê-las daquela maneira. Além disso, ainda há bem pouco tempo insinuou-se para mediar o “conflito” guineense. Os nossos irmãos correram com um primeiro ministro perigosíssimo e fizeram bem. (Se fosse cá, NO TA LOMBAL BA). O Comandante Pedro Pires não foi consistente. Como disse o outro, se poderá ter sido um copinho de grogue a mais. Tem prestígio sim, tem. Mas do que vale o prestígio se não sabemos gerir o nosso silêncio ou as nossas palavras?
      Que somos irmãos sim somos, sim somos. Mas alguns de nós não podem continuar a atirar pedras para o outro lado do oceano e esconder as mãos. O nosso comandante que fale da morte de Cabral e de quantos de irmãos guineenses morreram, condenados pela comissão de inquérito de que ele fez parte. Ei nhos, Vai mais um grogue?

  13. MB diz:

    Que comentários imbecis acabei de ler!

  14. bety diz:

    Guine Bissau e Cabo Verde tem uma Uniao nao somente historico mais similar de sangue. Deixem de political do poder porque estou vendo que no futuro havera guerra entre os dois se continuamos nesse vai vem.Cabo VERDE deve ajudar com dialogo Dr hamonia e consileiro para que possam ganhar confianca entrepreneur os dois.Peace and Love

  15. Basta General Antonio Indjai diz:

    este tipo infeliz, perdeu a norte, a Liga nao precisa que ele acredita nele muito menos precisa do seu governo golpista tal como ele proprio. Pelos vistos ele agora com a patente de Brigadeiro General perdeu a norte está cego, é muito triste ver um mestre em direito nestes tipos de porcarias nojentas, tentando em vao desacreditar uma organizaçao bastante credivel. Daba bu tene mangadi tarbadjo.

  16. Tomas Ribeiro diz:

    O primeiro ministro vai a Costa de Marfim prestar vassalagem.
    O Minisro de Agricultura vai a Kolda receber ajuda alimentar do Senegal
    O recém nomeado general cobra dívidas históricas. pergunta-se:têm que estar sempre de mãos estendidas a mendigar? onde está a dignidade?

  17. Tidjane diz:

    A verdade doi mais é verdade. Os caboverdianos fazem parte da disorganizcaa da Guiné e agora o ex.presidente ta querer coriger as nossas farcas armadas. E o almirante tem razao que Cobo-verde foram sempre da Gurada pretoriana da Europa e vasslos de Portugal que tudo nos sabemos mesmo que digamos nao verdade. Eles i jintis qui ta barri padja pa é continua barri.

  18. Tomas Barai diz:

    Pedro Pires como grande figura africana nao foi feliz na sua declaracao. Ele fez uma declaracao insensata. Umas semanas atraz ofereceu-se para mediar a situacao na Guiné e para quem realmente quer ajudar a Guiné nao devia logo entrar em conflitos sobretudo com a parte mais sensivel no problema. Eu estou de acordo com alguns ponto de vista de DALBA, mais tambem desacordo com muitos. Ninguem pode dividir este dois povos irmaos. Muitos já tentarem, mas sem sucesso. Cabo Verde tem estado muito bem em termos da organizacao e desenvolvimento, isto é de apaludir e tentar seguir o mesmo passo, mas a Guiné um dia vai chegar ali. Nao há mal que dura eternamente. Um dia vamos ter orgulho da nossa Guiné. Voces que usam este espaco com insultos, por favor mostram um pouco de respeito.

  19. Kankuram diz:

    Fico contente quando as pessoas defendem as nossas gloriosas FARP, mas quando digo FARP são aquelas forças que trouxeram a independência e glorificaram este país, não esses que agora estão aqui e que dizem que o estado é desorganizado, sendo que eles as FA também são desorganizados e pior não se submetem ao poder político desorganizado.
    Quem diria que Dabana chegaria a Brigadeiro General se não fosse pelo golpe de 12 de Abril? Só aqueles que não conhecem este país e suas forças armadas… A pessoa que têm o péssimo hábito de misturar alhos com bugalhos e pior não conseguem ver um palmo a sua frente…Trazem para o debate os assassinatos, eu gostaria que este governo e estas forças armadas traduzissem a justiça os responsáveis pelos tais assassinatos antes do fim da transição..isto é se puderem, porque pelos vistos as acusações de assassinato eram meras muletas para justificar o afastamento de certas pessoas. Agora que estão em posição de força, agora têm os meios políticos e judiciais para levar a justiça os suspeitos não o fazem. Manga di djintis sai marcha li na Chapa di Bissau tok sola di sapato gasta, na pidi Justiça pa vitimas di assassinatos ku aconteci li na ultimos anos…gosi é esta na poder é kana mixi rabo pa investiga e pa encaminha processo pa suspeitos pudi julgado ninsi “a revelia”..é..pabia ki possibilidade existi..si bu ka está bu julgamento pudi fasido….ma não é na fica é bata papia sakalata na nomi di djintis é kana fasi sé tarbadju. Engraxadores, baridures di padja…lambe botas…tchiu na Bissau é passa!

  20. Domingos diz:

    Meus caros amigos, é defacto muito lamentavel os comentarios infelizes que ai estou lendo dos compatriotas, porque o Pedro Pires que voces estão a defender neste espaço, ele não sabe de facto o que diz nem sabe o que quer, porque este está neste momento a procurar a ganhar uma posição internacional de solidariedade em relação ao caso da guine mas que não sabe o que deve fazer concretamente para a atingir, é este memso pedro que tinha dito ha um mês que se fosse chamado para mediar a crise na guiné estaria pronto para a fazer mas como?? O pedro Pires é um ignorante do primeiro Nivel si ele quer ser o mediador que vai os conflitos na Siria, Somalia , Libia, Iraque, Afganistão, nas zonas onde as forças armadas dos EU estão com uma ocupação ilegal mas que nunca conseguiram repor as ordens existentes. Ora o pedro Pires tem que parar as declarações besteiras, tem que saber bem o que quer e o que pode fazer para a guiné si assim pode alguma coisa.
    Julgo que o Pedro Pires é mesmo muito contraditorio em relação as suas declarações no que toca o problema da Guiné, porque fazer vai e vem com o mesmo assunto, isto demostra que ele está reagindo com as encomendas dos terceiros e isto não vai lhe dignificar de maneira nenhuma, ja está ser muito mentiroso do ponto de vista social.
    cumprimentos

    • AS FORÇAS ARMADAS QUE PARTICIPOU NA LUTA DE LIBERTAÇÃO NACIONAL E AS FORÇAS ARMADAS ATUCAL, DUAS FORÇAS ARMADAS DESTINTAS COM OBJECTIVOS BEM DESTITO. ATUAL FORÇAS ARMADAS DA GUINÉ-BISSAU É UMA FORÇA ARMADA RESULTANTE DE UM ELITE POLÍCO E MILITAR CORRUPTO QUE, APERCEBENDO DA DESORGANIZAÇÃO DO ESTADO, INVERTERAM OS OBJECTIVOS DAS FORÇAS ARMADAS EM VEZ DE SER UM ALICERSE DO ESTADO FOI TRANSFORMANDO EM INSTRUMENTO DE OPRESSÃO, DE INTIMIDAÇÃO DOS CIDADÕES, ETC, E UM OBESTÁCULO A LIVRE ESCOLHA DOS CIDADÕES AOS SEUS DERIGENTES. UMA FORÇAS ARMADAS PERSONALIZADA QUE DEFENDE OS INTERESES DE UM NÚMERO RESTRITO DOS SEUS MEMBROS FUNCIOMANDO EM ALGUNS COMO “MILICIAS”. NÃO DEVEMOS IGNORAR QUE A SITUAÇÃO EM QUE SE ENCONTRA AS NOSSAS FORÇAS ARMADAS NÃO É BOM NEM PARA EU NEM PARA VOÇÉ. É UMA DAS CAUSAS DA MINHA DESGRAÇA DA TUA DEGRAÇA. UM POVO EM DESGRAÇA. NÃO HÁ LUGAR NO MUNDO ONDE PODEREMOS VIVER COM DIGNIDADE SE NÃO NA GUINÉ-BISSAU, QUANDOS SOMOS NOS MESMOS OS PRIMEIROS A PÓR EM CAUSA A NOSSA DIGNIDADE COMO PAÍS QUE NO PASSADO É RESPEITADO. DEVOMOS O PAÍS ACIMA DOS NOSSOS INTERESES. « A VERDADE VOS LIBERTARÁ».

    • Kankuram diz:

      Pedro Pires é o Enviado Especial da União Africana na Tunísia.

  21. Tomas Ribeiro diz:

    General tem razão em dizer que há muitos delinquentes em Cabo Verde.Devia acrescentar que as autoridades legítimas desse país lutam duramente contra eles.No entanto o general tem mesmo ao pé de si tantos delinquentes e nada faz contra isso.Há mesmo quem se tenha declarado públicamente ter roubado o estado para se enriquecer inclusivamente som o soldo dos soldados.Há quem tenha declarado públicamente a aprticipação em assassínio inclusivamente fazendo levantar as pessoas que nela participaram.Tenha dó,general.

  22. Joao Gomes Fernandes diz:

    Ë triste os comentários do Domingos, infelizmente, como ele há muitos em Bissau. Sao os que nao comem, se nao há um golpe de Estado. Sao os que matam em nome da Guiné, convido-o que vá ao mercado de Bambim e, tenha dó das nossas massas, hoje, confinados a miseria absoluta e a lei do mais forte.
    Domingos deixa de ser mau e horinzontal, seja vertical assim entenderas o mundo e a civilizaçao. O mundo nao se resume a Mansoa, ama o teu povo acima dos teus interesses pessoais.
    Domingos nao tens nada a ver com o Domingos Badinca.
    Chamar a Sua Excelencia Pedro Pires de nomes é sinceramente ser miserável, cultiva-se. A Guiné-Bissau nao é uma propriedade privada de ninguém.
    Tudu kusa ki si kunsada, ma i ta ten si fin, só si Deus ka misti ki kata kava.

    • Tio Parabai diz:

      quer dizer uma pessoa insulta toda uma instituicao e ainda lhe batem as palmas, oooo comuna caboverdiano senao ama guine vai para caboverde viver e la que se sente bem, mas ha muitas pessoas de bem nessa mesma FA, quando se chama toda uma forca armada de delinquente nao excluindo ninguem, e os vassalos a baterem as palmas so podem ser comunistas e Peidolas(PIDES) sempre procurando afundar mais o seu pais, trite este domingos…

  23. tino diz:

    esses militares guineses são analfabetos, não sabem nadar, nadam até fogar. são cínicos, corruptos, traficantes e analfabetos, por isso que caboverdianos sempre os chefiam, por serem inteligentes.Esperam mortes.

    • Tio Parabai diz:

      insulta as forcas armadas do seu proprio pais, chamando-os de nomes, “roupa bedjo na casa ku i ta labado”, prestando vassalagem ao caboverde, coitado deste tipo de guineense que antes de vir aqui vomitar ja tinha tomado alguns copos de cadjola… caju ka bali de…

  24. Tidjane diz:

    Os caboverdianos nao sao mais intelligentes de que os Guineenses o caso é
    que os Guineenses os guineses nao sao gurda petroriana da Europa como os caboverdianos. E paramos de insultar as nossas forcas armadas mesmo forem analfabetos Mais sao as nosas forcas armadas e irmaos

  25. Tio Parabai diz:

    Os Comunas Guineenses que andam de acordo com os Pides Caboverdianos entao acham correcto que um ex-presidente insulta toda uma forca armada de um pais, sabendo que nem todos pactuaram com o golpe, triste os atrasados comunistas guineense… pedro pires e um pide que traiu e participou na morte de Amilcar Cabral… e tambem sempre apoiou o Aparthied na Africa do Sul… chega de comunistas

    • Kankuram diz:

      Tio Parabai….essa coisa de comunista está fora de moda…Isso já deu o que tinha a dar…Actualiza-te o muro de Berlim caiu há mais de 20 anos. Mas acima de tudo falas mal dos comunistas sem te lembrares que os Comunistas (os da URSS) apoiaram e muita a Guiné-Bissau e essas Forças Armadas que tu defendes…Chamares as pessoas de Comunistas ou Comunas a torto e a direito e num tom pejorativo só vem demonstrar a tua falta de coerência e total desconhecimento da história do nosso país.
      Quanto a nem todos das Forças Armadas terem pactuado com o golpe, pergunto-te uma coisa, será que alguém nas Forças Armadas se manifestou ser contra o golpe?

      • Tio Parabai diz:

        Kankuram pois é o murro caiu há mais de 20 anos mas a ideologia continua na mentes deste comunistas que só sabem aplaudir os estrangeiros que insultam toda uma nação, por isso eles devem ir viver para Correia do Norte porque de comunistas e vassalos estamos saturados, as Forças armadas são nossas e temos que ajudar a melhorar sua imagem.

        • DJIPANE diz:

          Tio Parabai,

          Já percebi que o sr. é de origem cultural “horizontal”, esta gente que infesta as FA fazendo-as sua propriedade e instrumento de tirania. Subtraem armas que pertencem aos povos da guiné-bissau, para alimentar a pratica cultural de roubar, matando pessoas inocentes.

    • DJIPANE diz:

      Tio Parabai,

      Concordo contigo quando diz que “nem todos pactuaram com o golpe.” Mas os militares de origem cultural “horizontal” todos pactuaram com o golpe, seguindo o António Indjai e o Daba Naualna. Aliás, a senha para o início do golpe foi dada por um “horizontal”, o Kumba Iala.

      Como o sr. sabe todos os militares e civis de origem cultural “vertical” contra o golpe, estão sendo perseguidos pelos capangas do AI, através do esquadrão da tortura e morte constituído a partir de 12 de Abril de 2012.

  26. DAVID diz:

    Muita porcaria aqui neste espaco,pq tem muitas pessoas q nem sabem o q realmente querem dizer aqui.
    P Pires,t respeitamos muito na guine,mas ja estas perdendo esse respeito por falar muito mal…..As FARP DA GUINE NAO e’ e nunca sera de delinquentes,o sr devia optar em boas declaracoes e nao de insulto.e o pq deste insulto contra pessoas com q lutaste durante varios anos? so pq tivemos nosso problema interno? SR:comandante isso e’ demais e grosseira.
    VIVA GUINE-BISSAU

  27. Muito estranho ! Muito estranho!!!.. Eu quero preguntar este fantasma ( brigadero general ), se restruturaçao de um país se é necesario que o seu general , junto com eles devén vender a droga ? Se a restruturaçao de um país como a guiñé se cuando asir de (FANADO ) já é um capitao ? E quero preguntar este fantasma (brigadero general ),se esta patente ele mereceu? porque ajudou dar golpe ? Estao o promotor de golpe (kumba yalá ) emtao ele é MARCHAL

  28. Tchetche Mballo diz:

    I djusta fala,fala liga rispundi dja no brigadero sobre caso de enide gos no na pera si resposta,disavio ja ta lancada.no bai dianti ku caminhu munturusis tchipss…

  29. Carlos Cabral diz:

    O narcotraficante Daba Naualna, o compadre do Bubo, e catxor di Antonio N daye pode estar descansado que os seus dias estao contados. Depois nao venham dizer que nao vos avisamos.

  30. Madou galé diz:

    A maioria estados de Africa ocidental sao narcotraficos. Mais pena da nossa Guiné com uma pequena coisa espalha para o mundo.

  31. Dali diz:

    É pena que o actual poder na Guiné Bissau não queira assumir as suas responsabilidades. Quem dá ou facilita golpes de Estado, Reajustamentos, ou outras alterações do poder, deve assumir a responsabilidade integral dos seus actos. Nada é de graça!!! Tem que saber e não fingir que tem funcionarios, professores,advogados, pintores, militares etc, que esperam receber salários, água, energia, para fornecer às populações e é preciso trabalho. Nada é de Graça!!!! Quem dá golpes de Estado fá-lo porque está convencido do poder que tem, mas isso tem consequencias. É reciso organisar o país, é preciso/necssário mostrar que é tambem capaz de assumir o Estado. Dar tiros qualquer menino pode fazer. Ser patriota é ser antes demais ser RESPONSAVEL PARA CONSIGO MESMO E PARA A POPULAÇÃO DO SEU PAÍS. Chega de brincar aos cowboys!!!!!!!!!!

  32. Tomas Ribeiro diz:

    Sr. General recém-promovido, que triste figura você faz recorrendo à mentira sistemática para justificar a tirania que recai sobre o povo da Guiné-Bissau e para desviar a atenção dos mais incautos para os novos bodes expiatórios que você elegeu.Os seus métodos são os do nacional-fascismo: uma mentira repetida várias vezes passa a ser verdade (Goebels).Cabo Verde nunca reconheceu o regime de apartheid.É falso.Cabo Verde não deixou de autorizar que os aviões civis sulafricanos aterrassem no aeroporto de Sal.Sabe porquê? Porque Cabo Verde é um país pobre, não tem chuva.Não pode brincar nem com a ajuda externa nem com os poucos rendimentos que consegue.O que deveria saber por ser militar era um pouco mais de estratégia.Esse mesmo aeroporto foi aberto para a ponte aérea que levou os combatentes cubanos a parar in extremis a invasão dos sulafricanos em Cuito Canavale.Essa batalha foi decisiva porque sem a derrota sulafricana não sei se haveria libertação de Nelson Mandela.Você devia também saber que Fidel Castro condecorou em reconhecimento pelo apoio prestado o primeiro ministro de Cabo Verde com uma das mais altas insígnias de Cuba.Que triste figura você faz transformado no novo teórico do nacional-fascismo que tiraniza o povo da Guiné-Bissau e o impede de exercer a sua própria soberania.Uma pena.

  33. Tio Parabai diz:

    Sr. Comunista Djipane, o senhor preocupa com guetização, digo uma coisa com essa mentalidade o mundo ja ultrapassou o comunista, aqui falo como guineense, e defendo Guine Bissau, que nao é o seu caso, pelo contrario mentiu até ao tutano, pq não sou e nem tenho nenhum familiar nas forças armadas da Guine, e por outro lado a guine sta acima das mentes comunadas, que tardam em perceber que por mais que uma nação tenha o seu problema, devemos resolve-lo internamente, infelizmente esta visão comunista que assola Guiné-Bissau e parte dos seus filhos esta a levar pessoas a não pensar Guiné, sou guineense e nunca saberás a minha etnia pq não me preocupa com mesquinhez mas sim com o país no seu todo.
    Dizia Einstein existem duas grandezas infinitas uma planeta e outra estupidez humana e eu digo terceiro é guetização das comunadas tipo Djipane.

  34. Djemberem diz:

    mkkçl

  35. Mario luis diz:

    Meu caro, um país que é dependente subsídios e vive de esmoles dos outros só tem que calar e engolir…até porque o Sr. Pedro tem razão.

  36. malam de Bandim diz:

    Antes de mais, só tenho a dizer o seguinte:
    Como sempre está-se a faltar a verdade na Guiné Bissau.
    Todos os guineenses que têm a mínima noção de interpretar as coisas como elas são, não são enganados.
    Se o Comandante Pedro Pires fez a critica é porque nós os guineenses sempre tivemos medo, medo, medo de dizer a verdade aos nosso militares quando fazem alguma coisa de mal. Como nós sempre dissemos na nossa língua (UM PÊS PODRE QUE TA DANA UM GAMBOA), EM PORTUGUES SE DIZ, UM MAÇÃ PODRE CONSEGUE CONTAGIR OS OUTROS..(Na nossa praça só se houve chefe, chefe, chefe, chefe… engraxadores o que não falta, ….mesmo que esse chefe não faz nada mesmo nada para progresso do pais, ninguém diz nada, ninguém viu nada e ninguém sabe de nada…)Não fomos educados para criticar, somos amordaçados para não dizerem a verdade, somos torturados, mortos para não dizer a verdade………
    Qualquer guineense que já completou 30 anos de idade, e com a escolaridade mínima de 5º Ano tem mínima inteligência de analisar e fazer autocritica, afinal que pais temos ?, como estamos ? aonde vamos ?…….. talvez ao lado nenhum. Já lá vão quase 40 anos de independência, enquanto que os países asiáticos nos 40 anos de vida fizeram muita coisa e hoje nos oferece comida arroz, óleo, sabão… o exemplo vivo é o (JAPÃO)….
    Se algum dia conseguimos sentar a mesma mesa e dizer a verdade cara a cara uns aos outros talvez seria o primeiro passo para atingirmos a tão almejada paz, liberdade, progresso e só depois a democracia para nossa Guiné. O que mais se nota no meio dos políticos que nem entendem nada de politica, porque qualquer um pode ser politico, ladrão, malandro, delinquente, aldrabão, bruto….malcriado, malandro, amontom…analfabeto…iletrado etc…TODOS SÃO POITICOS…..POR ISSO SÓ REINA no nosso meio o Ódio….Ódio …. e mais Ódio……
    Os que trabalham arduamente não têm mínimo respeito na nossa terra, os que nada fazem são eles os que são chamados de ilustres Srss…….. gastam dinheiro que nem sabem da proveniência. Porque não produziram nada para o ter em mãos, também o gastam sem saberem como. E o dinheiro que se ganha com facilidade, já sabemos como termina.
    Se todos os guineense tivessem vozes para dizer o que pensam o que sentem, como passam dia a dia para sobreviverem anos afio….. hoje não estaríamos aqui a defender o que nem faz sentido estarmos a defender.
    CHEGOU AO MOMENTO DE NAÇÕES UNIDAS SOLICITAR UM REFERENDUM AO POVO DA GUINÉ, ISTO É DAR A VOZ AO POVO.
    AFINAL TODOS DIZEM A MESMA COISA… ESTOU A SACRIFICAR PARA POVO….ESTOU A LUTAR PARA POVO….GOSTO DO MEU POVO…….ACHO QUE CHEGOU A HORA DE PERGUNTARMOS AO POVO, ATRAVES DE REFERENDUM O QUE ELE QUER ???……SERÁ QUE NÃO DIREITO DE SER RESPEITO ….
    Espero não ferir a sensibilidade de quem quer bem para Guiné, os que não querem e são minoria……..então que DEUS CUIDE DELES……. Porque, se a Guiné está como está não é por causa do seu povo é por causa de um grupinho que o transforma numa propriedade privada consoante o período de reinado em que estivermos desde ano de 1973 até aqui. Agora falta os historiadores fazerem os seus trabalhos de casa………..Que também estão com medo de escrever a verdade sobre a nossa Pátria……
    Do filho da terra que sempre desejou bem para aquela terra que já foi sacrificado anos e anos….

  37. malam de Bandim diz:

    Muito boa tarde,
    Faço saber que numa passagem da minha mensagem queria retificar a seguinte frase:
    SERÁ QUE O POVO DA GUINÉ NÃO MERECE O RESPEITO ????? DOS QUE O GOVERNAM…….

  38. Meus Senhores, bons filhos da Guiné – Bissau, os nossos irmãos de sangue os Caboverdianos, estão sentir na carne e na pele, sobre os acontecimentos tristes, de mes á mes, de ano a ano, na Guiné , sem uma solução á vista!
    Portanto nós, os outros, sabemos quem são os nossos valentes e Hérois das Indepencias da Guiné e Cabo – Verde. Estes homens, conhecem o valor da cidadania, GUINEENSE E cABOVERDIANA,nessa optica tem razão de expludirem contra a má conduta da classe castrenze; hó porta – voz, voces não tem autoridade de falar algo, contra o nosso comandante Pedro Pires, ele não é da sua laia, procure pescar, peixes da sua catógoria!!!!
    Hó porta – voz,no meu ponto de vista geral, fostes um pouco grosseiro nos moldes, como tendo analisado a situação da ditenção do BUBO, Os nossos camaradas de Cabo – Verde. não tem nada haver com o sucedido. Por outro lado, a sua abordagem, sobre como funciona o nosso Parlamento, ai voces tem muita razão, o no discalabro do nosso Estado, ai, também tens toda a razão.
    nesse contexto, vamos pautar mais no melhoramento na governabilidade e na gestão da coisa pública

  39. Olho de Hórus diz:

    Sou guineense, amo o meu país, não gosto de ouvir alguém falar mal de mim, mal da minha Família, mal da minha terra natal e tão pouco, mal da Guiné-Bissau. Por isso procuro não dar motivos para alguém falar mal todas estas coisas que amo. Mas dizendo a verdade, o guineense sempre mostrou, mostra e talvez continuará no futuro próximo a mostrar ter mente pobre e falta de educação mesmo entre aqueles que se dizem ter formação académica. Na Guiné, quem de nós não é horizontal? Os guineenses não se respeitam, agora queremos que outros nos respeitem! Quando um guineense fala doutro guineense, doutra família, doutra etnia, da sua terra e do seu próprio país, só tem tendência de vomitar mal! É uma triste realidade, mas assim é! Se de facto queremos que outros países do mundo nos respeitem, em primeiro lugar devemos respeitarmos a nós mesmos, as nossas famílias, as nossas terras e a Guiné-Bissau. Veja só, quando uma pessoa faz mal, falamos mal da sua família; quando um grupo de pessoas fazem mal, falamos mal de uma etnia; infelizmente se pessoas fazem mal é um número considerável, falamos mal da Guiné! Se queremos respeito doutros, em primeiro devemos mudar modo de falarmos uns aos outros e amarmo-nos uns aos outros. Efectivamente a união faz a força. Que Deus proteja guineenses e abençoe a Guiné-Bissau. De um simples guineense.

  40. Hombedjo diz:

    Queria chamar atenção aos comentadores do gbissau.com. Vamos fazer deste espaço um lugar de sã convivência e de dignidade. A Nossa Guiné deve merecer o respeito de todos, principalmente daqueles que acham que são os “verdadeiros” guineenses. Cabo-Verde além de ser um país vizinho é um país IRMÃO e estamos sempre unidos por laço de sangue. Todo este debate, vergonhoso, diga-se de passagem, não está a ser feito no sentido de defender a Guiné e muito menos em defesa de Cabo-Verde, estão mais é em defesa das vossas vaidades e ressentimentos pessoais. Os dois países IRMÃOS estão fora dessa picardia. O comandante Pedro Pires instado, manifestou o seu entendimento em relação a situação político-militar vigente na Guiné. Para uns corresponde inteiramente a verdade, para outros, vale o que vale. O exercício da liberdade de expressão com dignidade deve prescindir de insultos e tentativa de humilhação. Foquemos no que é essencial, irmãos. I txiga hora di nô pui mon ku udju na nô Guiné.

Responder a Alfa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.