Mais de 200 crianças foram levadas para o Senegal no último ano

Bandeira da Guiné-Bissau

Bissau (PNN, 22 de Novembro de 2013) –  O delegado da Associação de Amigos das Crianças (AMIC) para o Sector de Pirada, região de Gabu, leste do país, revelou à PNN que, no espaço de um ano, mais de 200 crianças atravessaram a fronteira da Guiné-Bissau com destino à República do Senegal.

Estas viagens acontecem na sua maioria pelas vias clandestinas, em que os pais enviam os seus filhos para o Senegal, para aprenderem a leitura do Alcorão. De acordo com Sory Baldé, mesmo com a intervenção das autoridades nacionais, as situações continuam a verificar-se.

«Aqui, no Sector de Pirada, já atingimos quase a 200 crianças que tentaram a saída para o Senegal, mas foram mandadas de volta (para casa) pelos militares da Guarda Nacional», disse Sory Baldé.

Trata-se de mais uma ocorrência dentro do elevado índice de tráfico de menores na Guiné-Bissau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.