Síntese das notícias da semana na imprensa guineense

Jornais da Guiné-Bissau

PAIGC: Um contributo para a superação político-ideológico dos militantes 

Bissau – Nô Pintcha, 28-11-13  –  “O PAIGC definiu, nas suas linhas gerais, a formação e educação dos seus quadros e militantes como tarefas prioritárias e como factores de sucesso na luta pela construção do país e pela difusão da sua ideologia, devendo esta ser veiculada e enraizada nas massas populares”, afirmou o o director da Escola do Partido e membro do Bureau Político e do Secretariado Nacional desta formação política.
Neste artigo, publicado na página 5 do jornal Nô Pintcha de quinta-feira, 28 de Novembro, Mário Dias Sami lembra que a escola foi criada sob decisão do Conselho Superior de Luta (CSL), tendo por missão a formação de quadros necessários ao desenvolvimento da organização e das atividades do partido libertador.


Validado estudo cartográfico de actores intervenientes na proteção de crianças vítimas de tráfico 
Bissau – Nô Pintcha, 28-11-13  –  Em Bissau, foi validado a 22 de Novembro o estudo de cartografia dos “actores e análise de mecanismos de coordenação e colaboração” dos intervenientes na proteção e apoio às crianças vítimas de tráfico.
No artigo, que só foi publicado quinta-feira, 28 de Novembro, afirma-se que a validação do referido documento aconteceu num ateliê onde participaram instituições do Estado, ONGs e parceiros internacionais, tendo como objetivo contribuir pela integração e e melhoramento de esforços dos diferentes intervenientes na proteção e assistência às crianças vítimas do fenómeno de tráfico.
AMIC admite falta de aplicabilidade da Convenção dos Direitos da Criança na Guiné-Bissau 
Bissau – Nô Pintcha, 28-11-13  –  A Associação dos Amigos da Criança (AMIC) considera haver ainda muitas coisas por fazer na Guiné-Bissau em termos de cumprimento da Convenção dos Direitos da Criança.
Esta afirmação foi feita por Fernando Cá, administrador da AMIC numa entrevista exclusiva ao jornal Nô Pintcha, pela ocasião da celebração do Dia Universal da Criança no passado dia 20 deste mês em Bissau.
O país ratificou a Convenção em 1990 e aderiu ao seu Protocolo Facultativo relativo à venda de crianças, prostituição, pronografia infantil entre outros, lembra esse órgão de informação do governo.
Kumba Ialá pede tolerância 
Bissau – O Democrata, 27-11-13  –  No jornal O Democrata, publicado quarta-feira, 27 de Novembro, aparece este título que diz qu e Kumba Ialá, ex-presidente do PRS, confirma ter contribuído para a libertação de Adiato Djaló Nandigna, ex-ministra da Presidência do Conselho de Ministros do governo deposto.
De acordo com o “homem de barrete vermelho”, cada pessoa nesta terra goza do direito à liberdade de expressão e que, por isso, entende que as autoridades devem ser tolerantes zelando também pelo princípio da democracia, escreve o jornal independente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.