PRS acusa Governo de pouco empenho para cumprimento de prazos eleitorais

Partido da Renovação Social (PRS), Guiné-Bissau

Bissau (PNN,16 de Janeiro de 2014) – A Comissão Executiva do Partido da Renovação Social (PRS) acusou o Governo de transição de não se empenhar de forma mobilizadora, credível e convincente para que os prazos estabelecidos no calendário eleitoral sejam cumpridos.

Em comunicado de imprensa enviado à PNN assinado pelo Presidente do PRS, Alberto Mbunhe Nambeia, datado de 15 de Janeiro, o partido disse estar atento aos «jogos políticos dilatórios» que envolvem o processo de recenseamento eleitoral em curso, que termina no final de Janeiro.

Por outro lado, o PRS disse reconhecer que se trata de um sistema de recenseamento novo e que pela primeira vez envolve meios tecnológicos complexos, sugerido pelo governo através do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE).

Mesmo assim, adianta a nota do PRS, nada justifica o que considera como «desordenado e confuso procedimento, podendo apenas (ser) apontado como sendo uma estratégia para atrasar o processo de recenseamentode forma a cumprir os ditames de uma agenda politica em particular.

A terminar, o PRS avisa que não vai aceitar que estas manobras venham a impor uma nova data para as eleições gerais, exigindo ao governo de Rui Barros que cumpra as suas obrigações para que a data de 16 de Março seja inadiável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.