Reabilitação de estrada reduz tempo de viagem no interior da Guiné-Bissau

Bissau (Lusa, 16 de Janeiro de 2014) – O Governo de transição da Guiné-Bissau anunciou hoje que vai inaugurar na sexta-feira a beneficiação da estrada que liga Mansoa, no centro, a Farim, no norte, junto da fronteira com o Senegal, permitindo reduzir o tempo de viagem.

Um novo piso e o alargamento permitem aumentar a velocidade média de circulação “de 33 para 80 quilómetros por hora” ao longo de 55 quilómetros, refere o comunicado de apresentação das obras.

Os trabalhos foram financiados a 86% com um empréstimo do Banco Oeste-Africano de Desenvolvimento (BOAD), sendo os restantes 16% cobertos por donativos da União Económica e Monetária regional (UEMOA).

“Com a reabilitação desta estrada iniciou-se o desenvolvimento económico da zona, facilitando o fornecimento de produtos agrícolas, assim como o fluxo de produtos minerais a um custo menor”, refere o comunicado.

Os trabalhos tiveram ainda um impacto social direto com a abertura de três furos de água, a instalação de vedações nas escolas junto à estrada e a reabilitação do Jardim Colonial de Farim.

Ao longo do percurso são também beneficiadas 15 aldeias e “pontos turísticos” em Guidaje e Canjambari”.
De acordo com o Governo de transição, a obra contribui ainda para a integração regional ao facilitar as ligações entre a Guiné-Bissau, Senegal e Guiné-Conacri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.