Eleições 2014: Grã-Bretanha insta a classe política e os militares a respeitar a vontade popular

Dakar (APS, 20 de Maio de 2012) – A Grã-Bretanha, através de seu ministro para os Assuntos Africanos, Mark Simmons, pediu terça-feira aos líderes políticos e militares da Guiné-Bissau a respeitarem a vontade do povo, após a publicação dos resultados provisórios da segunda volta da eleição presidencial no país.

Num comunicado, da embaixada britânica em Dacar, Simmons disse acolher favoravelmente os resultados provisórios da segunda volta da eleição presidencial, publicados hoje em Bissau.

Estes resultados dão a vitória a José Mario Vaz, candidato do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), creditado com 61,90% dos votos perante o seu adversário Nuno Gomes Nabiam que obteve 38,1 porcento dos votos.

Ele acrescentou que, depois das eleições, ele aguarda com “interesse a inauguração de uma nova Assembleia Nacional e a formação de um novo governo que podem fortalecer as instituições democráticas e pôr a Guiné-Bissau no caminho do desenvolvimento económico e prosperidade’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.