PAIGC e PRS assinam um documento de entendimento

Bissau (GBissau, 22 de Maio de 2014) – O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e o Partido da Renovação Social (PRS) pretendem estabelecer entendimentos e reforçar as suas relações para solucionar grandes questões nacionais.

Em comunicado conjunto produzido no final de um encontro, as duas principais forças políticas do país assumem garantias de não perseguição e nem ameaças.

Com este acordo de princípios, os dois partidos políticos mais votados nas eleições legislativas de 13 de Abril visam tranquilizar a classe política e todos os actores sociais guineenses, tendo como o pano de fundo a reconciliação e o desenvolvimento.

O encontro, que decorreu sob auspícios do Presidente de Transição, Manuel Serifo Nhamajo, tendo contado com as presenças do chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, António Injai, do presidente eleito, José Mário Vaz, e o seu adversário, Nuno Gomes Nabiam.

O comunicado conjunto foi assinado por Domingos Simões Pereira, o Presidente do PAIGC e por Florentino Mendes Pereira, Secretário-geral do PRS, em representação do presidente do seu partido, Alberto Nambeia.

Um outro aspecto do comunicado tem a ver com a concessão de amnistia em base do “princípio de perdão” a favor da reconciliação nacional.


 

 

6 Responses to PAIGC e PRS assinam um documento de entendimento

  1. N'tori Palan diz:

    “Ao nível das forças de Defesa e Segurança, os dois líderes expressaram a necessidade de produzir entendimentos que assegurem as mesmas, bem como um tratamento de respeito e dignidade mormente no quadro da implementação do programa de reforma destes sectores.”

    – posto isto, espero que nao signifique um branqueamento dos crimes ocorridos, sobretudo, durante estes ultimos anos!

    A amnistia so faz sentido com a identificacao dos criminosos, ouvir as suas razoes, confronta-los com as vitimas sobreviventes e esperar que reconhessam o erro! Mas tambem, um referendum ao povo em geral, nao seria de descartar…

    O Djambacuss

  2. silvestre watna diz:

    assim ja e um bom sinal,gosto mesmo

  3. Agora como melhores pensadores deste país. Vamos juntos trabalhar para o bem da Guiné, rumo para o desenvolvimento. Força no trabalho.

  4. ivaldino silva diz:

    sim, isto foi milhor por uma coissa que de importantes nos devem ser um numero ser como uma familha irmao por isso nos vamos poder trabalhar para o nosso pais guine bissau…ect ect

  5. upelu kituk diz:

    Pois bem senhor Nuno. Mas a perqunta que se coloca nesse momento è ¿quais sao as condiçoes exigidar por ti para acitar os resultaods? Sera verdade o que se fala nas esquinas de Bissauque o senhor pòs como condiçao de ser nomeado Vice-primeiro ministo ou Ministro dos recursos Naturais para continur a com a corte indescriminada das nossas forestas com a complicidade dos seus chefes MILITARES ?

  6. Ibrahima N'Dami Mah diz:

    La démarche que les deux grands partis (PAIGC ET PRS)sont en train d’imprimer à la jeune démocratie de mon pays est à saluer et encourager. Je l’approuve et l’appui de tout mon possible!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.