Eleições 2014: Sociedade Civil dá uma nota positiva ao processo eleitoral

Bissau (GBissau, 23 de Maio de 2014) – O grupo das organizações da sociedade civil que monitorizou o código de conduta e a ética eleitoral na Guiné-Bissau dá nota positiva ao processo eleitoral guineense que culminou a eleição de José Mário Vaz como presidente da Republica e PAIGC como partido vencedor das legislativas.

Falando hoje, sexta-feira, durante uma conferência de imprensa em Bissau, Filomeno Cabral, Coordenador do grupo considera a segunda das eleições de passado domingo de muito positivo, apesar de algumas situações condenáveis.

Ao futuro presidente da República, a sociedade apela que José Mário Vaz seja um factor de coesão e de unidade nacional. Apelos semelhantes foram feitos em relação ao futuro governo de Domingos Simões Pereira e aos deputados recém-eleitos.

Ouvir aqui as declarações de Filomeno Cabral em áudio 

 

 

3 Responses to Eleições 2014: Sociedade Civil dá uma nota positiva ao processo eleitoral

  1. geraldo suleimane camara diz:

    da minha parte aproveitando agradecer a sociedade civil de forma sábia, com toda dificuldade financeira conseguiu pôr no terreno uma equipa que ajudou muito na monotorização do processo eleitoral e que viria decorrer muito bem, e se seria asim em todos épocas passada a guiné não teria as dificuldades como antes, eu peço como sendo guineense é que estas tarefas da sociedade civil continuam em todos escurtineos posteriores.

  2. Mui diz:

    Então, esse Filomeno Cabral sabe o quê? Só bajular? Lambe-botas a apanhar migalhas dos políticos.O que é que sabe fazer? Fica debaixo da capa da Sociedade Civil para sobreviver. A Sociedade Civil não passa de um cacique do PAIGC de Cadogo Jr. Espera só não tarda muito vai ser corrido daí. Bandido! Ladrões de votos! Vão pagar isso muito caro. Esperem, não paguem por esperar…

  3. taharqa diz:

    UMA BOA IDEIA MATERIALIZADA PELOS PROPRIOS GUINEENSES E QUE FEZ TODA A DIFERENÇA

Responder a taharqa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.