Guiné-Bissau/Eleições: Um ponto de viragem para o futuro do país – Durão Barroso

Bruxelas  (Lusa, 23 de Maio de 2014) – O presidente da Comissão Europeia felicitou hoje o novo Presidente da Guiné-Bissau, afirmando que as eleições presidenciais do passado domingo “representam um importante ponto de viragem para o futuro” do país, mas advertindo que são apenas “um primeiro passo”.

Numa mensagem de “calorosas felicitações e sinceros votos de sucesso” dirigida a José Mário Vaz, e à qual a Lusa teve acesso, José Manuel Durão Barroso salientou a importância do ato eleitoral, apontando que foi por esse motivo que “a União Europeia não poupou esforços no sentido de apoiar financeiramente a realização das eleições e ao enviar uma missão de observação durante as duas voltas do escrutínio”.

“Era fundamental que o processo eleitoral fosse livre, pacífico e justo. A Comissão Europeia congratula-se de que tal tenha sido o caso. Faço por isso votos para que esta eleição constitua um primeiro passo em direção à estabilidade política e para que todos os guineenses se empenhem em contribuir de forma construtiva para esse processo”, afirmou.

O presidente do executivo comunitário reforçou na missiva a ideia de que “a democracia começa nas eleições, mas não acaba no dia seguinte”, pois “tem de ser conquistada todos os dias através da boa governança e da resposta às preocupações das pessoas”.

Apontando que “os desafios políticos e socioeconómicos que se apresentam ao país são consideráveis”, Durão Barroso diz não ter dúvidas de que o Presidente eleito “se empenhará em tomar, de forma inclusiva e em diálogo com todas as forças políticas, as importantes decisões que se impõem, tanto a nível económico e financeiro, como nos domínios cruciais da reforma do sector de defesa e segurança e da luta contra a impunidade”.

“O reforço das instituições democráticas, a consolidação do Estado de Direito e a reconciliação da sociedade guineense são essenciais para uma estabilidade duradoura e para o desenvolvimento do país”, sublinhou.

A concluir, Durão Barroso reafirmou que “a Comissão Europeia continua firmemente empenhada em ajudar a Guiné-Bissau e mobilizará o mais depressa possível os seus meios, em colaboração com a União Africana, a CEDEAO, a CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) e as Nações Unidas, bem como com outros parceiros internacionais para apoiar os esforços do povo guineense em reforçar, reconciliar e desenvolver o país”.

Na segunda volta das eleições presidenciais guineense de domingo, José Mário Vaz derrotou Nuno Nabian, candidato independente apoiado pelo Partido da Renovação Social (PRS, fundado pelo ex-presidente guineense Kumba Ialá, recentemente falecido).

Segundo os resultados provisórios, José Mário Vaz recebeu 61,9% dos votos, contra 38,1% de Nuno Nabian, que, na quinta-feira, anunciou a decisão de aceitar os resultados.

As eleições na Guiné-Bissau marcam o fim do período de transição que se seguiu ao golpe de Estado de abril de

One Response to Guiné-Bissau/Eleições: Um ponto de viragem para o futuro do país – Durão Barroso

  1. Mauricio Amin diz:

    Muito obrigado presidente da União Europeia, Dr: Durão Barroso, Pelo apoio dado ao meu e o nosso querido Pátria GB, foi uma boa retribuição aos povo Guineenses que no dia em que o senhor foi Convidado a liderar a União Europeia foi com muita satisfação que recebemos a noticia, ficamos satisfeito pelo seguintes motivos: 1º Nunca antes o Portugal tinha este oportunidade, 2º um irmão de língua portuguesa a liderar o maior Bloco e o mais Econômico de planeta terra esta sendo liderado pelo um dos filho do CPLP. Parabéns a todo a sua Equipe por nós ajudarem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.