Presidente da República da Guiné-Bissau visita Dakar

Bissau (PNN, 27 de Maio de 2014) – O Presidente da República guineense recentemente eleito, José Mário Vaz (JOMAV), deslocou-se esta terça-feira, 27 de Maio, à República do Senegal para uma visita de algumas horas ao país vizinho.

Em declarações à PNN no Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, José Mário Vaz disse que a sua deslocação à capital senegalesa se enquadra numa vista de cortesia ao seu homólogo Macky Sall, tendo adiantado que durante a sua estadia em Dakar vai manifestar a necessidade de a Guiné-Bissau continuar a colaborar com o Senegal a todos os níveis.

«Nós vamos para Dakar para uma visita de cortesia ao Presidente Sall, primeiro para agradecer todo apoio do Senegal durante o período de transição, e também manifestar a nossa disponibilidade em continuar a colaborar com o Senegal», referiu JOMAV.

Depois de Dakar, a 28 de Maio o novo Chefe de Estado guineense segue com a mesma finalidade para a Guiné-Conacri, devendo terminar o seu périplo na República da Gâmbia a 29 de Maio.

8 Responses to Presidente da República da Guiné-Bissau visita Dakar

  1. Tcherno Baldé diz:

    Sr. Presidente o apoio que teve nestas eleiçoes sao de gente de todos os quadrantes e grupos étnicos. Espero sinceramente que faças o teu trabalho e deixe que o futuro governo faço o seu. Deves ler com todo o cuidado as competencias do Presidente da República. Deves controlar as suas saidas de “tono” para que o Primeiro Ministro nao se sinta minimizado. Lhe suplicamos uma dose de humildade e capacidade de trabalho e tolerancia. A humildade é um sinal de civismo e de autoestima.
    Vá a Dakar nao se venda perante a francofonia. Esteja atento tudo farao para desistabilizar a Guiné. Em todo este processo da normalizaçao da vida democrática em que o povo nao contou com os da droga e crime organizado, terao o Embaixador de Senegal em Guiné-Bissau como amigo e companheiro para mais um futuro golpe de Estado. Claro esta, a instabilidade da Guiné-Bissau interessa ao Senegal. Há varios dossiers importantes que debemos discutir de igual com os senegaleses.
    Presidente acabe com a pesca ilegal dos “nhomincas” senegaleses. Acabe com o derrube das nossas arvores por uns empresarios corruptos e com o apoio total da Embaixada da China em Bissau.
    Lhe desejamos sorte e nao esqueça de ser humilde. Nao seja tribalista, existe mais guineenses para além da sua tribo.

  2. Baldé diz:

    é bom de criar um bom espaço de entendimento entre vizinhos,mas se cuide senhor presidente,a vizinhança nao é sinonimo de harmonia,hà paises que nao querem o bem estar da naçao guineense para seus interesses e acho que com certeza se sabe qual é este pais! Seja bem vindo ao Senegal e nao esquece quem teve crise pela sua victoria.

  3. Olho de Hórus diz:

    A política e complicada, exige flexibilidade e sabedoria. Visitar Senegal, penso, é necessário, por que devemos começar a mostrar os nossos vizinhos quem somos nação com gentes cuja massa cinzenta funciona. Desde a independência, o nosso país teve como interlocutores ao nível internacional,gentes ineptos e mesmo burros, por isso Senegal julga que todos nós somos farinha do mesmo saco: país dos burrões.

  4. Luís diz:

    esta iniciativa do senhor presidente José Mario Vaz, mostra um passo importante nas relações de boa vizinhança. porque na realidade “um amigo é muito mais chegado que um irmão”.
    é preciso reconhecer que para que uma pessoa esteja sensível ao teu problema em primeiro lugar esta pessoa tem de lhe conhecer melhor em tudo feitos e defeitos. por isso gabo este gesto, que nunca tem sido a postura do nossos presidente. pergunto o porque de cooperação politica com Cazaquistão, irão, Paquistão, índia e tal. se estas pessoas só tem interesse econômica, enquanto que nós aqui o que nós mais importa é estabilização política do nosso país. queiramos ou não estes são importantíssimo para estabilização interna e externa do pais. Exemplo: o SALL quando ganhou a eleição no Senegal, foi logo visitar a Gambia do Iaia Djamme. sabem porquê? porque a Gambia é tão importante a sua interveção no conflito de Cassamansa. isso que é a politica. Boa sorte Jomav.

  5. Bogueim diz:

    O sr presidente deve nao esquecer de Cabo Verde pelo seu papel intrinseca na resolucao dos varios conflitos que assolaram o nosso pais nos ultinmos dezassete anos.
    Lembrar-lhe que e ainda tempo de realizar esta visita, independemente do facto ser um pais que compartilhamos a mesma lingua -o crioulo.Na minha opiniao alguns paises citados que estao na agenda da visita do presidente sem desprezo nao eram prioritarios, porque alguns destes paises nunca tinham demonstrado o seu interesse na estabilidade da Guine-Bissau.

  6. Tcherno Baldé diz:

    Este homem começou mal, deve-se afastar da francofonia complexada. Nao é por acaso que a Frente Nacional racista ganhou as eleiçoes em França. Para os negroides que pensam que a França é uma referencia estao enganados. A esta Africa francófona mediocres e complexada em todos os sentidos é hoje a nossa referencia. Outrora o nosso país foi o espelho e a referencia em Africa. Nao é por acaso que agora estes países abraçaram so traficantes da droga e do crime organizado para constantemente neutralizar o nosso desenvolvimento.
    A Guiné-Bissau num futuro próximo deve rever a sua adesao ao CEDEAO e o raio da UMOA.

    • levis Jara diz:

      Depois de ler alguns comentários quero acrescentar o seguinte: a política de boa vizinhança é importantíssima. Não deve ser uma politica de cumplicidade duvidosa. Deve ser politica baseada no respeito mútuo.
      O senegal tem problemas sérios na fronteira com a Guiné-Bissau. Portanto, precisa mais ter boas relações com o nosso glorioso país (Não sou chauvinista). Os nossos políticos não devem esquecer que a nossa relação com o Senegal é necessário mas devem seguir sempre o seguinte ditado: «olho no burro e outro no Cigano».

    • N'tori Palan diz:

      Nha ermon Tcherno Baldé si n’pertu ba bo, n’dau ba um cola branco! Bu caba bardadis tudu fep!

      Ondjarama!

Responder a N'tori Palan Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.