Guiné-Bissau: BM financia água e energia com 22 milhões de dólares

Bissau (PNN, 06 de Junho de 2014) – O Banco Mundial e a Guiné-Bissau assinaram um acordo esta quinta-feira, 5 de Junho, em Dakar, Senegal, sobre o financiamento do projecto «Água e Energia Eléctrica», no valor de 22,50 milhões de dólares (cerca de 17 milhões de euros).

O financiamento consiste num empréstimo de 17,2 milhões de dólares (cerca de 13 milhões de euros) e uma doação de 5,3 milhões de dólares (perto de 4 milhões de euros).

O acordo foi assinado pelo ministro da Economia e Integração Regional, Soares Sambu, e pela Directora de Operações do Banco Mundial para a Guiné-Bissau, Vera Songwe.

«A parceria entre a Guiné-Bissau e o Grupo Banco Mundial consiste em desenvolver um modelo em países frágeis», disse Vera Songwe, citando Makhtar Diop, vice-Presidente do Banco Mundial para a Região de África.

Soares Sambu focou a continuidade do apoio do Banco Mundial no seu país, dizendo que a instituição «assumiu as suas responsabilidades em momentos difíceis para o nosso país» revelou, na presença de Idrissa Embalo, embaixador da Guiné-Bissau no Senegal.

Segundo Madio Fall, o responsável pelo projecto do Banco Mundial, 284 mil pessoas serão directamente beneficiadas e mais de 76.800 pessoas serão beneficiadas com as conexões individuais e fontanários.

As 80.000 pessoas que já têm ligação à rede de distribuição existente serão beneficiadas com a melhoria da qualidade e quantidade de água do serviço.

Cerca de 208.000 pessoas já estão ligadas à rede eléctrica mas através do serviço intermitente. Assim, passarão a beneficiar de um serviço eléctrico melhorado, revelou o responsável.

7 Responses to Guiné-Bissau: BM financia água e energia com 22 milhões de dólares

  1. Olho de hórus diz:

    Desbloquear esta quantia só depois de novo governo entrar em funções; porque se não o Serifo Nhamadjo leve 11 milhões no bolso e Nando Vaz 5.5 milhões, o resto para outros abutres. Que podridão!

    • Riso Cabesa de Banculé diz:

      Oxalá que o JOMAV, não venha a levar 12, só trabalha com 12, a podridão é extensivo meu irmão, todos são farinha do mesmo saco, não contenta tanto, pois ninguém é panaceia.

    • MB diz:

      Nhô “Olho de hórus” acha que o dinheiro deve se entregue ao nhô JOMAV para ele desviar de novo 12 milhões de dólares?! Credo!

  2. Aristoteles diz:

    Nao preocupe meu caro amigo Olho de Horus,os responsaveis do Banco Mundial conhecem muito bem as mentalidades dos nossos dirigentes e o tempo ja acabou para estes oportunistas,falta a justiça fazer seu trabalho e encher as prisoes.

  3. mario imbana diz:

    Venho mais uma vez manifestar a minha preocupação de estado de coisas que correm mal no meu país, guine bissau, apesar das eleições que acabaram se de serem realizadas parece me que às coisas irão correr bem, às expetativas são maiores, mais eu pessoalmente continuo a ser duvidoso no ranque e o culminar dos ciclos viciosos que país vinha herdando até preciso momento. A desconfiança continua a ser maior chaga e, para não dizer, a corrupção que corói o país até ao mais alto nivél. Lá esta mais um esforço dos nossos parceiros do desenvolvimentos com ajuda e emprestimos de um bom montante de dinheiro, estou a falar dos 22. millions dolares, que espero sejam destinados para os objetivos preconozados e para que não caiam nas mãos dos todos poderosos para se serem apropriado. Se realmente esse montante foram destinados para povo guineeneses. Posto isto, meus caros compatriotas, sinto me insatisfeito e responsabilizar todos aqueles que votaram nestas eleições e escolheram uma alta figura do estado cuja o processo corre os seus trâmites no tribunal de bissau, pela cumplicidade dos desvios dos fundos publicos para aproveito próprio. Agora quero saber como podemos julgar os outros posteriormente da mesma prática, se um pai da family não têm os exemplos a dar os filhos haverá sempre desentendimento em casa? Custa me acreditar se haverá exigências de mandar criânças de castigo se se o próprio pai não se cumpriu para se mostrar os exemplos. Ó filho vai para cama porque roubastes os rebuçados que me deram para se dividiram de forma justa para todos os seus irmãos, usaste em teu aproveito próprio sem no entanto pensar nos outros irmãos, por isso mesmo, mandei te para cama! Ó pai desculpe lá não vou para cama coisa nenhuma! Respondeu o pai, porque filho, estas de castigo pelos os teus atos pagarás, vai! Respondeu o filho: Ó pai, senhor não tem moral e nem muitos menos
    exemplos para nos dar e mandar me de castigo.Lembra -se que o senhor subtraiu os queijos da family doado pelo o senhor josé, lembra? o senhor meu e nosso pai, irá cumprir o castigo primeiro e depois irei eu! A comunidade international, já exasuto e iritado com a guine bissau, ou seja com os corruptos que fazem a guine a fonte de enriquecimento pessoa. As solutions: A implacabilidade da justiça a única forma de se resolver e avançar para o desenvolvimento, por mim, os outros componentes podem arancar com a primacia do poder judicial, sem isso, meus amigos e irmãos, seremos ao fracasso e, ficar no mesmo sitio como povo de Deus, quando saíram do egipto para terra prometida acabaram por se ficarem no deserto por muitos anos. Podemos fazer 1001 eleições de nada valerá as esperanças dos guineenses. Um dos comentarista desta pagina ja arependeu -se de ter sido votado nos libertadores, pela razão seguinte: escolha do dito engenheiro cipriano cassama, ao cargo de presidente de assembly national popular. Ainda é muito cedo para o arependimento, meu amigo, o sr escolheu de dia não a noite e livre da sua consciência. Só começou agora faltam as falcatruas e escamoteamento da verdade. Da aqui ao pouco assisteremos a escolha do procurador geral da Republica, e, dos ministros iletrados, tudo isso são compromissos eleitorais.
    Para terminar, caros amigos e irmãos assegurem bem os vossos corações, ja eu estou acustomado.
    bem haja
    Sr. Mario Imbana

  4. Adsey Seide diz:

    Nao vao conseguir roubar esse dinheiro, mas se houver justica vao ter que vomitar aquilo que estruguiram. O governo vai ter que nacionalizar muita coisa, porque nao ha perdao sem justica. Quero dizer: que os criminosos, so depois de julgados e condenados e’ que se pode falar em perdoar. Por exemplo: o general a forca, confessou perante os orgaos de comunicacao social, que tirou o seu(dele)dinheiro nas financas. E uma confissao.Ele nao foi forcado. E muitos casos de gatunice descarada que toda gente sabe.Guineense nao gosta de prestacao de contas, e sem isso, nao vamos lado nenhum.Se gastou coisa publica, vai ter que prestar contas, dizer pelo menos porque gastou e como gastou.Ser ministro nao e profissao, como alguns pensam.Aqui no UK, ha pessoas a serem julgadas e condenadas por crimes cometidos ha muitos anos.Estado e estado. Se cometeu crimem, assim que houver provas, pode ser chamado para ser ouvido e depois depende de como sair dessa audicao. POR FAVOR NAO ROUBEM TUDO. O POVO PRECISA DE SAIR DESSA SITUACAO VERGOMHOSA.ABAIXO GOVERNANTES SEM NOCAO.

  5. vensam Gomes diz:

    Estimado os meus irmãos da guiné bissau, ja hà muitas vezes que o pais recebeu varias ajudas provindo dos paises estrangeiros, mais nunca chegaram de resolver qualquer coisa com esse dinheiro a não ser disviar a importancia para os seus bens no estrangeiros ao servicio dos seus familiares. A guiné bissau acordo com esse iniôpatismo de roubo dos bens do estado ao servicio dos seus interesses!
    o pais nunca chegou de ser construido, ficou totalmente abandonado, como sendo um pais que nunca chegou de receber nenhuma ajuda! Isso começou depois da indenpendencia ate data presente com tantas ajudas provindo do estrangeiro e que nunca chegou ao serviço do povo. Por hoje houve mais tantos milhões de euro dado ao estado guinénsses ao serviço de saniamento e de élétricidade que nunca ou nem se for uma lampada asceja nas estradas. A bissau ficou tão escura como sendo a escuridão da chuva do mes de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.