Guiné-Bissau: Desvio de 26 mil euros condiciona emissão de passaportes em Lisboa

Bissau (PNN, 30 de Junho de 2014) – O desvio de 26.180 euros está na origem da falta de emissão de 238 passaportes por parte da Imprensa Nacional (INACEP), para os cidadãos guineenses requerentes deste documento de identificação em Portugal há mais três meses.

Esta situação foi atribuída ao serviço da Embaixada da Guiné-Bissau em Lisboa, através do seu Encarregado de Negócios, Imbala Fernandes, conforme disse à PNN fonte da ligada à empresa que produz os passaportes no país.

A soma é resultado de pagamentos efectuados pelos cidadãos guineenses provenientes de diferentes pontos da Europa, que desejam adquirir o documento pagando 110 euros por cada um passaporte.

De acordo com o Director do Serviço da INACEP, Celestino Sanches, desta soma, 54 euros pertencem à sua empresa, sendo o restante valor para a Embaixada da Guiné-Bissau em Lisboa, tendo sublinhado que não compreende os motivos da falta de transferência da quantia para a conta da empresa.

Em termos de trabalhos realizados, este responsável informou que no espaço de um ano, a INACEP já emitiu 557 passaportes para Portugal cujo valor completo deu entrada na conta da entidade executora de passaportes em Bissau.

Para inverter esta situação, Celestino Sanches informou que a INACEP já abriu uma nova conta bancária em Lisboa através do banco Montepio, onde as pessoas interessadas possam fazer depósito mediante um pedido de passaporte.

Interrogado sobre outras Embaixadas da Guiné-Bissau onde também são emitidos passaportes, Celestino Sanches disse que a situação apenas se verificou em Portugal, onde as pessoas pagam e não recebem os seus passaportes.

Este assunto é do conhecimento do Governo de transição, através do Secretário de Estado das Comunidades, assim como do ministro dos Negócios Estrangeiros, Idelfrides Fernandes, e Delfim da Silva.

6 Responses to Guiné-Bissau: Desvio de 26 mil euros condiciona emissão de passaportes em Lisboa

  1. Olho de Hórus diz:

    Esta história de passaportes ainda continuou; o governo que foi eleito pelos guineense parece tem medo de tomar posse a fim de acabar com tanta banditismo nas nossas embaixadas!

  2. Bobiry diz:

    Este tipo de atitude na Guine chama-se disvio, mas se trata de CRIME GRAVISSIMO. quem desvia capital nao proprio e` ladrao, e deve estar na cadeia por muito tempo. So` assim, e` unica maneira de acabar com este fenomeno. A pura verdade e` que uma boa parte dos Guineenses e`corrupta. Inverteram o sentido de HONRA. Quem rouba e` MATCHO e o HONESTO tornase COBARDE, infelizmento.

  3. MAINA PINTO diz:

    nao preocupem tudo sera resolvido embreve.irmaos os gatunos serao cacados como Crocodilos. Tenho a certeza que os novos Governantes vao lavar, a Guine-Bissau ate ficar como um espelho de MAGIA.

  4. deste desvio muita gente que andou a criticar ao JOMAV,nao falam pq para eles tdo é normal.isto é que de dá pena com nós guineenses.quando é para apontarmos o dedo,basta que o fulano seja da nossa etnia.para defender os nossos criticamos tdo do adversario mesmo sabendo que ele esta trabalhar para o bem do país.o novo presidente tomou posse a pouco tempo,gente que chamavam de ladrao ja estao a critica-lo por nada fazer.de onde ja se viu? MAS KADA CUSA PROPI

  5. vensam gomes diz:

    Muito bom dia; o disvio desta importancia do valor 26 mil euros; não foi pela primeira vez que ocorre situação deste tipos de robos. Desde o golpe de estado que ocorreu em abril de 2012; o pais perdeu o seu controlo. As pessoas que tomaram a conta do pais metém as mãos a onde eles querem. O pais onde a chefia é de ditadura militares correnhadas com as armas de lado a lado; àtraz dos cidadãos, metendou-lhes medo e que não tém nenhum voz activa de reclamar os seus direitos especsificos e dos abussos que eles sofrem por parte dos ditadores!
    A implantação do governo da transissão é de modo a criar a barreira com pano preto com fins de enganar o povo que estão ao serviço de estado e de salvaguardar os bens do estado! Mas por fins lucrativos ao serviços pessol.

  6. iusuf djata diz:

    guine bissau siempre esta viviendo baixo de corupçao e pior desde golpe de estado de 2012, mas esperamos com novo guverno pode chegar fim estas historias de bandalismo e G.bissau esta cheio de coruptos sobretodo enbaxadas guineenses. Aqui em españa o precio de passaporte esta emcima de 120euros,portanto e’ muito critico.portanto desejo que o senhor bensoa essa terra e salirmos desta pior situaçao

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.