EU: Declaração de José Manuel Durão Barroso após encontro com Domingos Simões Pereira

Disse ao Primeiro-Ministro [Domingos Simões Pereira] que pode contar com o apoio da União Europeia. Enviámos imediatamente para Guiné-Bissau, após a tomada de posse do novo governo, uma Missão Especial, com serviços da Comissão Europeia e do Serviço Europeu de Ação Externa, de modo a definir o apoio a um programa urgente de recuperação. Essa missão vai também apoiar os esforços do Governo para prosseguir as suas prioridades imediatas, incluindo o pagamento de salários, o fornecimento de água e eletricidade, o apoio à agricultura.

 Declaração de José Manuel Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia, após a reunião com o novo Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira

Ponto de imprensa

Bruxelas, 16 julho 2014

Bom dia minhas senhoras e meus senhores,

É com muito gosto que recebo hoje o Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, Doutor Domingos Simões Pereira.

Trata-se de uma visita muito importante. Uma visita simbólica por vários motivos.

Representa o virar da página na Guiné-Bissau, um regresso à normalidade democrática e constitucional. Também representa um normalizar das relações e do diálogo politico entre a União Europeia e a Guiné-Bissau que, como sabem, tinha sido suspenso há dois anos atrás com o golpe de Estado naquele país.

Mas também é muito importante visto tratar-se da primeira visita do Primeiro-Ministro, empossado há apenas duas semanas. Esta é a primeira visita a Bruxelas, às instituições europeias e eu acho que posso dizer que uma visita tão cedo aqui à União Europeia demonstra a vontade do Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau de reativar as relações entre este país africano e a União Europeia.

Tive ocasião de felicitar o Primeiro-Ministro e o povo da Guiné-Bissau pelo sucesso das eleições legislativas e pela sua nomeação.

Depois de dois anos sem autoridades legítimas, as eleições legislativas e presidenciais foram um passo muito importante para o futuro da democracia guineense, para a estabilidade política e social, para o futuro do país.

O progresso eleitoral na Guiné-Bissau decorreu de forma livre, justa e pacífica, tal como foi confirmado por todos os observadores internacionais, incluindo a Missão de Observação Eleitoral da União Europeia.

É por isso com grande satisfação que confirmo a decisão de levantar a suspensão da nossa cooperação com a Guiné-Bissau – uma suspensão que estava em vigor desde 2011 por causa, precisamente, do não respeito dos princípios do Estado de direito democrático naquele país.

Estas eleições, como eu já disse, foram um momento muito importante. Espero que venham a tornar-se um momento fundacional para uma nova Guiné. Falta, contudo, muito caminho por percorrer.

Os desafios políticos e socioeconómicos da Guiné-Bissau são imensos. É, por isso, necessário mobilizar todos os esforços para consolidar as instituições políticas, garantir o Estado de direito e lutar contra a impunidade, a corrupção, o tráfico de drogas e promover todos os instrumentos que possam garantir o desenvolvimento e o bem-estar do povo da Guiné-Bissau.

Neste contexto, é também essencial uma reforma do sector de segurança que garanta Forças Armadas subordinadas ao legítimo poder civil. A atual situação económica e financeira do país é débil. As novas autoridades precisam de apoio urgente. Por este motivo, a comunidade internacional não deve poupar esforços para apoiar as autoridades da Guiné-Bissau, de modo a corresponder às necessidades mais urgentes.

Disse ao Primeiro-Ministro que pode contar com o apoio da União Europeia. Enviámos imediatamente para Guiné-Bissau, após a tomada de posse do novo governo, uma Missão Especial, com serviços da Comissão Europeia e do Serviço Europeu de Ação Externa, de modo a definir o apoio a um programa urgente de recuperação. Essa missão vai também apoiar os esforços do Governo para prosseguir as suas prioridades imediatas, incluindo o pagamento de salários, o fornecimento de água e eletricidade, o apoio à agricultura.

A Missão restabeleceu ainda o contato no âmbito do Acordo de Parceria de Pescas UEGuiné-Bissau, para avaliar a possibilidade de voltar a ativar o novo protocolo técnico e financeiro.

Estamos também a preparar um pacote de apoio às novas autoridades e à população da Guiné-Bissau de curto médio prazo e esse pacote de médio-prazo vai incluir, pelo menos, 60 milhões de euros.

Em primeiro lugar, apoio orçamental num total de 20 milhões de euros, para ajudar as autoridades a lidar com as necessidades mais urgentes e a fornecer serviços básicos à população;

Em segundo lugar, apoio à população através de ONGs e organizações internacionais, no valor de 34 milhões de euros em áreas como o desenvolvimento rural, a segurança alimentar, a luta contra as alterações climáticas e o apoio à sociedade civil;

Em terceiro lugar, estamos também a considerar o apoio através do Instrumento de Estabilidade e Paz para reforçar as capacidades das forças de segurança civis na gestão das fronteiras e para contribuir para a luta contra a impunidade e a corrupção.

Além destes três pontos que acabei de enumerar, esperamos reativar o Acordo de Parceria de Pescas logo que possível, ao abrigo do qual a Guiné-Bissau receberá 9.2 milhões de euros por ano.

A longo prazo, o envelope nacional do 11ª Fundo Europeu de Desenvolvimento, no valor de 105.5 milhões de euros, começará agora a ser programado tendo em conta as prioridades definidas pelo novo governo em nome da Guiné-Bissau.

Durante a nossa reunião abordámos estes diferentes aspetos e a necessidade e condições necessárias para pôr em prática muito rapidamente esta ajuda, que é vital para a Guiné-Bissau.

Quero mais uma vez agradecer o Senhor Primeiro-Ministro por ter podido responder tão rapidamente ao meu convite para estar aqui em Bruxelas.

A África de expressão portuguesa e também especialmente a Guiné-Bissau ocupam um lugar especial nas minhas prioridades enquanto Presidente da Comissão Europeia.

Como sabe, durante estes últimos anos, procurei sempre que a comunidade

internacional não se esquecesse da Guiné-Bissau. A Guiné-Bissau é um país pequeno mas é um país que conheço bem, cujo povo já sofreu demasiado, e não é justo que tenha passado por vezes despercebido, dado que a atenção mediática foi consagrada a assuntos talvez mais espetaculares.

Mas o povo da Guiné-Bissau merece a oportunidade de viver em paz, democracia e segurança. Tem os mesmos direitos que qualquer outro povo no mundo. E eu acredito que os esforços do Primeiro-Ministro, a sua vontade e a sua energia sejam determinantes para gerar no seu país o ambiente de consenso que é indispensável.

Felicito-o pelas decisões já tomadas, desejo-lhe o melhor possível para si, como Primeiro-Ministro, para o seu governo, para o povo da Guiné Bissau.

A União Europeia vai estar ao seu lado e ao lado da Guiné-Bissau. E agora mãos à obra.

Há muito trabalho para fazer, muito disto depende agora do modo como formos capazes de pôr em ação os próprios programas.

A comunidade internacional não se vai esquecer da Guiné-Bissau. Eu próprio muitas vezes tenho falado no assunto ao Secretário-geral das Nações Unidas, o meu amigo Ban ki-Moon.

Como disse há pouco, a comunidade internacional ajuda; mas aqueles que se podem ajudar são os próprios guineenses. Nada pode substituir a vontade e a capacidade dos próprios guineenses para criarem condições para que o seu país garanta a estabilidade, a paz, a segurança e também as condições democráticas para a posteridade.

Muito obrigado.

 

19 Responses to EU: Declaração de José Manuel Durão Barroso após encontro com Domingos Simões Pereira

  1. Os meus melhores felicitaçaos para o primeiro Ministro Sorte !!!!

  2. N'tori Palan diz:

    “… demonstra a vontade do Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau de reativar as relações entre este país africano e a União Europeia.”

    Uma formiga perante uma baleia! Nos os africanos nunca tivemos hipoteses e nem nunca as teremos, por enquanto lutemos baixinhos uns com outros, ELES reorganizarao e definirao novas formas de voltar a colonizer-nos e escravizar-nos! Porque a Africa?

    Golpes, guerras, corrupcao, dominio do preto sobre o preto, sempre foi assim e assim continuara! Porque as nossas cabessas nao sao feitar para pensar e cooperar!

    Saibam pelo menos, que nunca houve refeicoes gratis!

    O Djambacuss

    • Visionário diz:

      Camarada N´tori Palan, penso que o seu nome diz tudo. és um misto de inocência intelectual e comédia :), por isso, acorda para a vida, se pensas que os africanos não sabem colaborar entre si, os próximos tempos demonstrarão que estás “objectivamente confuso”. “as nossas cabeças não foram feitas para pensar”, primeiro a minha e de muitos africanos foram feitas para esse fim a tua é que não, por isso, é que nem cabeças sabes escrever. relativamente à corrupção, guerras, obviamente que são mecanismos dos países ditos ex-colonizadores cujo objectivo é manter um domínio sobre os ex-colonos, de forma a permanecerem sempre na linha da frente, no que concerne a delapidação das nossas riquezas. “preto contra preto”, ora isto é particularmente interessante, e subescrevo apenas o seguinte, isso não passa de uma ideologia que só vai desaparecer no dia em que pessoas como o senhor N´tori, deixarem de acreditarm nela, enfim, a base de qualquer ideologia é nada mais, nada menos que a crença que se tem por essa mesma ideologia. para terminar, nem tudo o que vem nas notícias correponde a realidade, grande das notícias não passam de manipulações de informação. o Dinheiro não é poder a educação por si só não é poder a INFORMAÇÃO é poder e se tiveres uma boa informação serás uma pessoa ou vice-versa. até as superpotências lutam pela melhor informação dos vizinhos (leia-se por exemplo o caso Eduard Snowden e Julian Assange) Finalmente os africanos estão a despertar neste sentido, no sentido da importância da informação. Dr. N´tori informe melhor que só a informação incluindo a nossa própria história como africanos será a nossa melhor arma para inverter a história global. Cumprimentos à todos os irmãos que aqui deixam os seus comentários. (Bom ou mau, são um contributo necessário para o debate). Abraços.

      • Ao senhor visionario é um grande orgulho ler o k o Sr acabou de escrever.já discordei de si,mas isto faz parte da visao de cada um.sei k tambem podes nao concordar com tudo o k digo.espero k não leves mal afinal das contas é o patriotismo.gostei do k acabei de ler.que deus lhe abençoe

    • BISSAU BEDJO diz:

      N’TORI PLAN
      EU NAO VOU CONDENAR A TUA OPINIAO, MAS QUAL Ë A ALTERNAATIVA?
      QUAL Ë A TUA OPINIAO PARA MUDAR O RUMO DAS COISAS.
      QUAL Ë O TEU PARCEIRO IDEIAL PARA TIRAR A GUINE BISSAU NA LAMA?

      NA TUA OPINIAO A GUINE BISSAU PODE AVANCAR SE VIRAR AS COSTAS A UNIAO EUROPEIA?
      SE SIM, QUAL Ë O TEU PARCEIRO MAIS SERIO E TRANSPARENTE?

  3. the linkindé diz:

    Ntori palam o k vc diz pode até ser verdade, mas também não vi nenhuma outra alternativa a crise economica do pais sitada por vc.

    Revolução sem perspectivea é ser orgulhoso de barriga vazia!

    Palrabens DSP, que Deus abençoe a Guiné.

    • N'tori Palan diz:

      Camarada the linkindé, a alternativa esta’ em nos proprios, basta um espirito veradeiramente patriotico e telorante para por a Guine-Bissau a fazer inveja a qualquer pais deste planeta!

      Se eu estivesse no lugar das novas autoridades democraticamente eleitas, nao desperdissava a oportunidade e, aproveitava-a em receber todo o apoio vindo dos paises amigos que teem manifestado apoio convista a reforma daquelas “coisas” que possuimos nos quarteis. reforssava a ECOMIB com apoio necessario a persuadir qualquer tentava de oposissao a reforma, de forma a concretiza-las, mesmo a revelia.

      E’ importante reorganizer e restruturar o pais de forma a facilitar o combate a corrupsao e o control eficaz das receitas internas que garantam a independencia financeira apos, o necessario incentivo a produssao e ao empresariado nacional.

      Sta ver? Sao partes dos imensos mecanismos que, bem orientados, podem tirar a Guine-Bissau da situassao do mendigo.

      O Timor-Leste de ontem, ja esta’ em condissao de conceder ajuda a Guine-Bissau de anti-ontem! Ta ver?

      Um Abrasso do teu djambacuss!

  4. Lénine diz:

    Sejam bem vindo UE o povo esta aberto pelo vosso apoio e o pais em geral….

  5. N'tori Palan diz:

    Ao Bissau Bedjo,

    Respodo a si, porque merece a minha concidaeracao, nao a aquele que realmente se sentiu tocado por ser daqueles africanos pobres que nos teem enverganhado ao longo dos seculos, vendendo-nos aos Europeus. Estes sim, sao miseraveis e desgrassados de costume.

    Meu caro irmao, permita-me que lhe esclarecesse que uso teclados que nao os teclados destinados a escrita em portugues. Pelas perguntas que me colocou,da para parceber que e’ muito inteligente, baste a sua humildade!

    respondendo em sitese:

    EU NAO VOU CONDENAR A TUA OPINIAO, MAS QUAL Ë A ALTERNAATIVA?
    – A alternativa a mendigassao constant aos Europeus, esta na nossa consciencia coletiva, de que somos, como eles nos veem, como fomos tratados por eles e o que queremos para nos atual e para gerassao vindoura. Pedir, envergonha, para quem da vergonha, claro. Isto falando como africano com conhecimento da realidade Africana.

    QUAL Ë O TEU PARCEIRO IDEIAL PARA TIRAR A GUINE BISSAU NA LAMA?
    – O parceiro ideal esta’ na cpacitassao dos nossos recursos humanos (a formassao). Muitos dos paises asiaticos estiveram ao mesmo neveis que muitos dos paises africanos, ha algumas decadas atraz, hoje ve-se o que se ve.

    NA TUA OPINIAO A GUINE BISSAU PODE AVANCAR SE VIRAR AS COSTAS A UNIAO EUROPEIA?
    – Essa e’ uma boa pergunta que gostava de responder se nao estivessimos em comentarios. Mas digo-lhe so isto:

    pode me dizer quanto tem sido o dinheiro que a Guine-Bissau tem recebido das ditas ajudas desde a independencia? Entao, olhe em redor e diga-me o que ve.

    A aquele imbencil do “visionario” paraquedista, obviamente, nao merece a minha resposta. Sabera o porque, se tiver algum neoroneo valido!

    Sempre a disposissao,

    do teu Djambacuss

  6. Olho de Hórus diz:

    Analisando bem, penso que o sr. N´tori Palan, apesar de escrever a palavra cabeça com dois “s” que efectivamente se lê como um “Ç”, uma coisa ele tem razão: os africanos são formigas perante um europeu, suposto baleia; mas aparências enganam. Formigas, apesar de serem pequenas, mas juntas matam muitos animais corpulentos! O problema de africano, é começar acreditar em si mesmo e amar o próximo; só assim, juntos, poderemos resolver os nossos problemas. Há um ditado que diz: “Pensa em grande, os teus efeitos crescerão; pensas em pequeno, sempre ficarás atrás; porque tudo está no estado mental”. Não esqueçam que só usamos 10% do nosso potencial mental!

    • N'tori Palan diz:

      Olho de Hórus, se e’ guineense, e’ um irmao! Se e’ um africano, e’ um compatriot! se e’ do outro pais do outro continente, e’ o meu concidadao!

      Quem e’ a Guine-Bissau perante a Uniao Europeia, individualmente falando?

      Seja bem vindo!

      Um Chi Corassao do seu,

      Djambacuss

  7. upelu kituk diz:

    Todos os comentaris sao validos, e que realmente cada quem sabe o que quer para Guine Bissau paìs que nos viu nascer. Para mi o que passou durante 40 anos depois da independencia è simplesmente a falta de unidade e sentido de responsabilidade social com o pàis.
    Ja nao è preciso chorar sobre a leite derremada, simplesmente devemos unir-nos em torno desse novo governo e trabalhar juntos para mudar essa triste historia que ja leva decadas sim conhecer o fim.

  8. adul jalo diz:

    hoje estou con poco vontade de escrever mais vou diger so dois plabras guine bissau nesse momento precisamos de sentar con cualquier parceiro. seja uniao europea seja cualquier naçao obrigado.

  9. vensam Gomes diz:

    Solicito muito e muito o senhor primeiro ministro Domingos, por ter levado o nome da guiné bissau perante as cuminidade internacional e também à união europeia no ambito de resulções dos problemas do pais. È necessario que a Guiné vissau se alinha ou coopera com grandes cuminidades internascionais de por fins à essa trageria de corrupção no ,pais porque estamos fartos de viver na essas situações inerentamente inavalaveis; que levou o pais à viver desde a sua independencia ate data presente.
    Apelo à todas as cuminidades guinéensses de manterem o minimo respeito nas congratidãos das respostas em termo dos cumentarios das informações abordadas em iternete! Temos que saber é uma cuminicação vista à todo o mundo. Séjamos concientes de aquilo que somos perente as nasções. As respostas devem ser dadas no sentido lato seja no interior ou exterior com aunestidade!
    Eu estou com as promeças do primeiro ministro. São coisa

  10. vensam Gomes diz:

    São coisas que ele tinha-nos prometido nas campanhas das élésões legilativas. Hoje em dia ele começou dar os primeiros paços na sua governança da sua promeças. devemos ser aunestos de acompanhar-lhe.
    Criticam as sociedades civis mas não osam criticam as nossas forças armadas como sendo fontes mas culuminentes nas destruições do pais ja mais de corentas anos da independencia. Que fizeram tantas dramas de asaltos de mãos armadas e de roubos que levaram as perdas de vida dos nossos irmãos sem justa causas de mortes desses individuos.
    Desejo que as calmas regressa à Guiné Bissau, com essa nova dinamica no poder e de boa governaça. Não esquecem desde tantos anos que o pais deixou de ser governada; sem controlo,havia tantos e tantos contratos celebradas com as organização não governementais [exploração de madeiras, peicas e outros recusos naturais] por objectivos dos fins lucrativos familiares e pondo em causa o pais numa situação misserivelmente! O mal visto pelas as pessoas, dessa nova governanças; são pessoas que digamos de ( mama i caba)!

  11. Mauricio Amin diz:

    Ainda vou continuar batendo na mesma tecla dizendo assim: para ter aquela GB que maioria de nós sonhamos vamos precisar de união entre Guineenses,alguns assuntos foram abordado pelo presidente da União Europeia despertou muito o meu intenção são elas: 1º “Os desafios políticos e socioeconômicos da Guine Bissau são imensos. É, por isso e necessário mobilizar todos os esforços para consolidar as instituições politicas garantir o estado do direito e luta contara impunidade, a corrupção, o trafico de drogas e promover todas os instrumentos que possam garantir o desenvolvimento e o bem-estar do povo da Guine Bissau”. Nenhum país do mundo pode pensar em implementar uma verdadeira Justiça sem dar prioridade a estas assuntos abordado pelo presidente da União Europeia. 2º “É também essencial uma reforma no sector do segurança que garante Forças Armadas subordinados ao legítimo poder Civil. a atual situação econômica e financeira do país é débil. As novas autoridades precisam de apoio urgente”. Tudo isso é mais que uma verdade, não podemos pensar em Paz duradora na GB sem profunda reforma nas fileiras das forças das segurança do pais, lembrando que a visão das maiorias dos nossas Força do segurança não entram no contesto do Mundo moderno. 3º” Essa missão vai apoiar os esforços do governo para prosseguir as suas prioridades imediatas, incluindo o pagamento de salários, o fornecimentos de água e eletricidade, o apoio à agricultura”. Para implementar uma Economia sustentável na GB, vamos precisar destes ingredientes básicos, citados pelo presidente da União Europeia, pagar salários dos funcionários públicos e necessário afinal quem trabalha merece receber ou seja, como diz o velho ditado: saco vazio não fica de pé, com água potável abundante em toda a GB, vamos conseguir por um ponto final nas maiorias de doenças entre Elas a cólera. Eletricidade é fundamental para desenvolvimento Econômico de um País, agricultura com ela vamos conseguir combater fome uma das maior sofrimento do povo Guineense. 4º “a comunidade internacional ajuda; mas aqueles que se podem ajudar são os próprios guineenses nada pode substituir a vontade e a capacidade dos próprios guineenses para criarem condições para que o seu país garantem a estabilidade, a paz, a segurança e também as condições democráticas para a posterioridade”. uma das grande conselho para nós guineenses, oque intende a respeito deste trecho: os guineenses precisamos de mostrar o Mundo se estamos preparado para qualquer ajuda ou seja, estamos pronto para uma radical mudanças nas nossas atitudes e comportamentos para parte bom da humanidade, isso quer dizer, desamos de ser tribalistas, religiões rico e pobre e muito mais, estes problema afeta uma das grande compartilhamentos que deveria existir no seio dos guineenses. Muito obrigado Dr Durão Barroso, presidente da UE, também as minhas saudações ao autores de esta grade notícia para GB.

  12. ruitafu diz:

    Caros irmãos, é com a inmesa vontade de vos dirigir a minha mensagens, sendo guineense, nao vejo a necessidade, ou então razão pelo qual temos a necessidade de falar para os nossos governantes ou em expecial ão PM de carra tapada, trata-se da nova geração dos politicos, munidos dos espiritos de dialgo e puramente democraticos, falamos abertamente porque ja erra ha hora, de exprimir os nossos sentimentos. Seremos juzes para julgar os nossos governantes nos seus actos governativa, como homens de estado, ou gestores de coisas publicos, temos todo o direito.com o mundo moderno,e civilizados hoje em dia mesmos os extrangeiros tem o direito de dar os seus opiniao, quanto ao assunta da guineense e dos outros países do mundo.
    Tafuprabis: paris 20/07/14

  13. Guine tem um horizonte de muito trabalho … mas um janela para o desenvolvimento da Nacçao e felicidade dos Guinieenses. Tudo depende dos guinienses. As Forças Armadas teem que saber o seu lugar de subordinaçao ao Poder Politico. Se o nao fizerem continua o País a ser visto como um Pais do 3 mundo, em que de 6 e 6 meses se dá um Golpe de Estado. Isso só acontece em Paises do 3 mundo. Guine tem apoio internacional. Agora reunao as cinergias para colocar o pais a progredir. O meu País (Guine-Bissau), tem potencial Hoteleiro ao nivel das Bahamas e outras ilhas paradisiacas … criem a agricultura famliar e peçam ajuda aos paises europeus (por intermedio de Portugal) para verificar recursos no subsolo profundo (nitratos …) … O Pais do meu coraçao que tanto sangrou com guerras e perdas de tempo … tem agora uma Janela … aproveiten-na !!!

Responder a malam Silla Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.