SECTOR PRIVADO: Grupo de empresários promete desvendar todos os mistérios a volta da gestão do FUNPI

Bissau (ANG, 16 de abril de 2015) – Um grupo de operadores económicos da Guiné-Bissau, prometeu desvendar os “mistérios” que ensombraram a gestão, pela actual Direcção da Câmara do Comércio Industria e Agricultura e Serviços (CCIAS) do Fundo de Comercialização e Industrialização da Castanha de Caju (FUNPI).

Em conferência de imprensa realizada esta quinta-feira, para reagir em relação a Assembleia Geral da organização do passado dia 4 do corrente, o Porta-Voz do Grupo afirmou que o referido fundo é um dinheiro público e para tal deve-se conhecer o seu paradeiro e exortou o Governo a assumir as suas responsabilidades neste sentido.

“Não estamos a solicitar o executivo para imiscuir nos assuntos internos do sector privado, mas deve tudo fazer para esclarecer o assunto”, pediu Idrissa Djalo.

Djalo sublinhou que o Grupo já foi avisar o Presidente da Assembleia Nacional Popular para que assuma igualmente o seu papel porque dentro em breve tudo será esclarecido.

“Ninguém vai poder isentar-se das suas responsabilidades nesse processo e vamos utilizar todos os meios legais para que a gestão desastrosa do FUNPI não volte a repetir-se no sector privado”, advertiu o porta-voz.

Em relação a Assembleia Geral da CCIAS, aquele empresário frisou que o grupo teria entrado já com uma Previdência Cautelar nas instâncias judiciais por considerar que as coisas não obedeceram os trâmites legais.

“Fomos impedidos de entrar na sala onde decorria aquela reunião magna da CCIAS”, acusou Idrissa Djaló que qualificou de crime esta posição dos organizadores do evento e questionou se havia razão para se chegar a este ponto.

Idrissa Djalo exigiu que lhes sejam facultados os extractos de contas da organização para conhecerem as despesas efectuadas de 2009 para cá. No seu cálculo está entre cinco a dez biliões de francos CFA o total do montante do FUNPI.

“Dentro do quadro legal, vamos prosseguir com esta batalha até que se conheça a verdade”, vincou resoluto.

 

ANG/AC/JAM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.