Homenagem: Descanse em Paz, Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA) 

“Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA) não era qualquer pessoa. Para além de sempre sorridente e sempre simpática, ela era pois uma pessoa com uma extraordinária alma, uma energia inquebrantável, um empenho inquestionável, um espírito sonhador e um patriotismo cultivado na alma e nas veias”.

Em Agosto de 2012 tive a grande honra de conhecer a Sra. Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA), durante a minha última viagem à Guiné-Bissau. Para ser exacto, foi no dia 3 de Agosto, momentos antes da comemoração de mais um aniversário do massacre de Pindjiguiti. Foi mesmo ai à frente da Praça com o mesmo nome.

Mal ela me viu com outros colegas jornalistas, Lina dirigiu-se a mim com um enorme sorriso e alegria e perguntou-me se me lembrava dela. Fiquei calado por alguns segundos, mas acabei por confessar que “infelizmente” não a tinha reconhecido. Mas, logo a seguir fiquei a saber que se tratava de alguém que eu conheci nos primórdios da TVE-GB nessas andanças da moda e de fashion guineense.

Abraçamo-nos, sorrimos, falámos e caminhámos lentamente no pátio da Praça de Pindjiguiti. Foi tão bom ter-me reencontrado com alguém que já conhecia dos tempos que lá iam…

Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA) , Agosto de 2012

Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA) , Agosto de 2012

Mas, Lina não era qualquer pessoa. Para além de sempre sorridente e sempre simpática, ela era pois uma pessoa com uma extraordinária alma, uma energia inquebrantável, um empenho inquestionável, um espírito sonhador e um patriotismo cultivado na alma e nas veias.

Apercebi-me de tudo isso dias mais tarde quando me cruzei de novo com ela durante uma homenagem que me tinha sido rendida pelos cantores e músicos guineenses, em Bissau. Lina não só esteve lá, mas fez também parte da organização do evento.

Para mim, esse dia foi divertido… mas agora esse mesmo dia, 5 de Agosto de 2012, passa a ser uma data memorável. A Lina esteve presente e até usou de palavra. Foi reconhecedora do meu trabalho, mas particularmente muito amável e eloquente.

A partir dessa data ganhei mais uma amiga. E sempre que fosse possível trocávamos mensagens e ela me informava sobre os projectos dela. A última mensagem que trocámos foi em Junho de 2014 e ela terminou assim: “Bejinhos e até breve”. Isto, depois de ela ter-me contado que tinha ido a Angola (Mangole, escreveu ela); e que esteve num espectáculo, em Lisboa, da cantora cabo-verdiana Lura, etc., etc.

Inquestionavelmente, as paixões de Lina eram sempre a nossa cultura, a nossa moda e a nossa Guiné! Lina era, aliás, uma entusiasta da moda e do vestuário tradicional guineense. E sempre que aparecessem oportunidades internas e externas (mesmo sem grandes recompensas financeiras), lá estava ela a dignificar e a elevar a nossa cultura, a nossa Guiné-Bissau.

Embora nunca possamos questionar a decisão de Deus (qualquer que seja ELE para o leitor desta mensagem), tirar-nos a nossa amável LINA deve ser uma das maiores injustiças da vida.

Disseste-me uma vez que eu “era um dos teus melhores amigos”, mas LINA tu serás sempre uma das melhores AMIGAS do nosso país inteiro.

Os anjos do céu rapidamente aperceber-se-ão que a tua alma e o teu corpo eram demasiados grandes para esta terra!

Voe querida amiga, voe! Tenho a plena certeza que a tua alma encontrará uma paz definitiva noutro mundo.

As minhas mais sentidas condolências à família enlutada e especialmente aos filhos e ao marido Fernando Jorge Gomes (Nandjo).

Até sempre, Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA)… até sempre e glória eterna!

Do teu sempre amigo,

Umaro Djau

20 de Abril de 2015

One Response to Homenagem: Descanse em Paz, Urcelina Soares da Gama Gomes (LINA) 

  1. Tino Mirolho diz:

    condolências para a família enlutada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.