Atleta guineense de Luta Livre Augusto Midna homenageado em Conselho de Ministos

Bissau (Gabinete do primeiro-ministro, 17 de Junho de 2015) – O guineense, bicampeão africano, vencedor de 30 medalhas africanas de Luta Livre, Augusto Midna foi esta quinta-feira, dia 17 de junho, homenageado em Conselho de Ministros.

Com a permissão do Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, usou da palavra o Secretário de Estado da Juventude, Cultura e Desportos, Tomas Barbosa que ao fazer o enquadramento do propósito em homenagear Midna, conclui que “é um mensageiro do povo da Guiné-Bissau, que vem levando o nosso do nosso país bem longe”.

Igualmente falou o Presidente da Federação da Luta Livre, o Diretor-geral dos Despostos, o treinador e o homenageado.

O Chefe do Governo no fim solicitou o agendamento da discussão de um projeto que possa beneficiar todos aqueles que vêm contribuído com os seus serviços para o bom nome da Guiné-Bissau.

 

  • Governo guineense propõe homenagear a ex-Diretora do Banco Mundial, Vera Songwe

Ainda durante uma sessão extraordinária do Conselho de Ministros, o Governo analisou uma proposta para a atribuição da “Ordem Nacional das Colinas do Boé” à ex-Diretora das Operações do Banco Mundial para o Senegal, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Mauritânia e Gambia, “pela sua ação, dedicação e esforço na dinamização das relações de cooperação entre a Guiné-Bissau e o Banco Mundial”.

O Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira em jeito de gratidão enalteceu a importância da proposta que encabeça, esclarecendo que houve uma consulta prévia, quer no Conselho Ministros, como junto do Presidente da República, José Mário Vaz (entidade que nos termos do artigo 68º da Constituição da República, detém a exclusiva competência para atribuir medalhas comemorativas constitucionais)  e todos unanimemente acolheram bem a ideia de homenagear esta amiga da Guiné-Bissau de nacionalidade camaronesa, pelos elevados serviços prestados à pátria de Amílcar Cabral, “no aumento do “performance” dos projetos financiados pelo Banco Mundial e no desbloqueamento de situações difíceis herdadas do passado.”

Lê-se na magna proposta, dirigida ao magistrado da Nação: “No dia 18 de Maio de 2015 foi feito, no Palácio do Governo o balanço da cooperação entre a Guiné-Bissau e o Banco Mundial, cujo resultado foi considerado globalmente positivo, graças, em parte, à abertura e dedicação, ao empenho e dinamismo da Senhora Vera Songwe, bem como a sua compreensão das especificidades da Guiné-Bissau e da limitações das suas instituições, sobretudo no período do seu mandato.”

Os ministros tomaram a palavra, para expressar os seus profundos reconhecimentos pelo empenho pessoal demonstrado pela Vera, entre outros, na organização da Conferência Internacional dos Parceiros da Guiné-Bissau, realizada em Bruxelas, a 25 de Março de 2015.

A proponente à homenagem, comovida, falando em nome da equipa do Banco Mundial, agradeceu o acolhimento, dizendo que jamais se poderia obter um tal resultado da Mesa Redonda, sem que houvesse um empenho dos guineenses, enfatizando: “esse resultado foram vocês que o fizeram com o vosso trabalho e a vossa equipa.”  Termina rematando, “há uma vontade enorme em apoiar a Guiné-Bissau. Eu vou mas tenho a Guiné-Bissau no meu coração.”

 

Bissau, 17 de junho de 2015

Carlos Vaz

Conselheiro para a Comunicação e Informação

One Response to Atleta guineense de Luta Livre Augusto Midna homenageado em Conselho de Ministos

  1. Fransual Dias diz:

    Faz-me lembrar do Mpal Mutcha, grande lutador que morreu sem nada, espero realmente que ele também seja homenageado, aliás, que se homenageia todos os que lutam pela GB, quer sejam músicos, agricultores, intelectuais, empresários, políticos de bom senso, defensores dos direitos humanos, todos e todos…. Mas, enquanto estiverem vivos, mostrando sinal de reconhecimento, tal apela o Justino Delgado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.