Conselho de Ministros solicita debate de urgência na ANP sobre o estado da justiça

Bissau (GBissau, 15 de Julho de 2015) – O governo da Guiné-Bissau, através do Conselho de Ministros , solicitou ontem, terça-feira, um debate de urgência sobre o “estado” da justiça do país.

Num comunicado emitido no final da sua reunião semanal, o CS fala da tentativa de obstrução à justiça nos casos das acusações que pendem sobre muitos membros do actual elenco governamental de Domingos Simões Pereira.

Assim, entre muitas deliberações, o CS aprovou o seguinte:

“Requer a Sua Excelência o Presidente da Assembleia Nacional Popular, um debate de urgência, ao abrigo do disposto na alínea c) do número 1 do artigo 68 do Regimento da ANP, para apreciação do estado e funcionamento actual da justiça, com particular incidência sobre a actuação do Ministério Público, quer nas suas funções de titular da acçáo penal, como na de advogado do Estado”.

LER: o Comunicado do Conselho de Ministros do dia 14 de Julho de 2015

7 Responses to Conselho de Ministros solicita debate de urgência na ANP sobre o estado da justiça

  1. Amadú diz:

    que aja melhor solução pra podermos sair desta crise.

  2. BRAIMA S. diz:

    A Justiça é um órgão suberano, ninguém pode impedi-la de fazer o seu trabalho, mesmo a ANP.

  3. Ari diz:

    Mais uma tentativa de intimidar os procuradores do ministerio publico. E so na Guiné que acontece.

  4. Francisco Malú diz:

    Não podemos deixar ou entregar o País a este tipo de gentes . o assalto ao tesouro público acabou ou está no fim da linha . O país está onde está por impunidade e por falta da justiça que aconteceram no passado .A justiça tem que ter mão dura para os culpados , investigando ao fundo donde essas pessoas saíram com o dinheiro para ficarem milionários .
    As questões que o ministério público deve e deverá no futuro levantar ou averiguar são as seguintes :
    1º) Quanto que essa pessoa ganha Mês e o numero da família que tem .
    2º)Se herdou algum bem familiar .
    3º) Avaliar os imóveis que possui ou que tenha em nome dos familiares, porque muitos fazem esse malabarismo.
    4º) Caso contrario depois de transito julgado e condenado , todos os bens devem ser recuperado pela justiça , porque roubou do estado e o que é do estado deve voltar para onde tinha saído .
    5º)Confio na justiça e no Ministério Público , em especial no Procurador da República . Doa quem doer .Que Deus esteja com a J.

  5. upelu kituk diz:

    Quem nao deve nada nada deve temer… Uma historia de untrgas que nunca acbar em Bissau …Um país pequeno mas grande em fama de intrigadores.
    Muitos ministros ou membros desse governo nao sao alheios a esse problematica….o aconselhavel é que nao devem continuar no governo, pois aguns tem RABO DI PADJA portanto tem medo fogo

  6. Proof diz:

    Que acaba uma vez por todas esses artimanha chega não a perseguição não nada que castigam os malandros.

  7. VensamGomes diz:

    O debate da urgencia, promolgada por conselhos dos ministro no salão nobre do chico té. Com o intiuto de desfamar os orgãos da justiças de ter levados alguns titulares de cargos da orgão de sobrenia nacional à bara do tribinal, por faltas de incumprimentos dos valores do estado, nos momento de os terem titulados os cargos dos antigos governos, assim como no actual exucutivo. As destorções dos valores da justiças e nas vendas dos bens publicos também! O actual governo quer agir planeariamente sobre as actuaçãos do actual ministerio publico, na apreciação do estado e funcionamento da actual justiças! Actuação do actual ministerio publico, nos casos das pessoas do actual governo terem envolvido na corrupção, tem haver com artigo da constituição da republica. O ministerio publico deve agir e confrontar direitamente aos titulares do cargos de orgões da sebrania nacional, caso que haja os indeces da corrupção comitidas por esses individeos. O governo tem inunciado os resultados governativa dutrante os dozes meses do mandato, apesar de alguns incedentes ocorridos com actuação do ministerio publico; ele considerou insuficientes nos alguns sectores, mas é muito satesfatorias. E serve como bem estar da nossa população. Estou muito indignado nas atenções retorcidas pelo os conselhos dos ministros, com impacto das actuações do ministerio publico, em relações aos membro do governo. O ministerio publico têm esses fundamentos na luta contra os corruptos! E de mais,isso faz a parte de desenpenhamentos das funçãos da justiças! Nas consultas assim como nas capturas dos individeos com esse praticos nos casos de corrupçãos. O ministerio publico têm esse dever de o fazer. Este tipo de pressões, não passa à ser montar em cima cavalo e presciona-lo a percorrer a distancia recomendada. Hazo que o governo deve respeitar as normais do funcionamento do actual ministerio publico a verguar os problemas das invetigaçãos dos casos da corrupçãos que esta decorrer no pais. Ate aqui, no estrangeiro sabemos todos que està à decorrerno pais sobre problemas das injustiças e da corrupção. Chegou à hora do governo fazer alianças com o ministerio publico nas resulsões dos conflitos assim como nas élégadas corrupçãos! Para invitar os danos moral da população.

Responder a Francisco Malú Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.