Governo guineense recebe 15 escolas construídas com fundos do Japão

Bissau (ANG, 16 de Julho de 2015) – A Ministra da Educação Nacional, Maria Odete Semedo presidiu quarta-feira a cerimónia de entrega de 15 escolas de ensino básico unificado construídas através do financiamento do governo japonês.

São no total 118 salas de aulas, 15 blocos sanitários e 8 gabinetes para directores. 

“O governo vai assumir a vedação, electrificação e canalização das águas nas escolas construídas, porque um ensino de qualidade passa necessariamente pela construção das infra-estruturas de qualidade, com equipamentos adequados”, disse a ministra.

Acrescentou que a acção do Ministério da Educação Nacional em parceria com o governo do Japão permitirá o alargamento da rede escolar a nível nacional.

Por sua vez, o Director regional de Ensino no Sector Autónomo de Bissau, Causo Mané lançou um apelo aos populares no sentido de contribuírem para a conservação dos edifícios construídos para que os financiadores possam conceder mais ajudas.

Mané disse que ao nível do Sector Autónomo de Bissau vão ser realizadas visitas periódicas à essas escolas com a finalidade de controlar e de tornar pública as escolas que estão a colaborar na conservação das mesmas e as que não estão.

As referidas escolas construídas com financiamento do Japão no valor de quatro mil milhões de francos cfa vão beneficiar mais 10 mil alunos do ensino básico unificado.

ANG/AALS/JAM

 

2 Responses to Governo guineense recebe 15 escolas construídas com fundos do Japão

  1. joão correia diz:

    Que bom!

    Continuem a trabalhar e estão a fazer o que outros ciumentos não conseguiram fazer e nem vão conseguir porque “pó seku ka ta dobra”.

  2. Proof diz:

    Hoje escreve alguém vai duvidar o pouco que deixaram para o nosso governo concluir vai ficar em banho Maria como sempre aconteceu no nosso país só para estão perdendo tempo nas devirgencias pessoas e protagonismo quando país necessita de outras coisas para arrancar tenho dúvidas que eles eles sem governo japonesa são capazes tomar uma iniciativa dessa envergadura só para ver no interior da Guiné as escolas estão em abandono por exemplo em Bafata e mais região
    Isso não quer dizer que estou a culpar este governo mais sim para chamar atenção que a muitas prioridade em vez de estarem nas lutas inecessaria.
    Tenham pena desse povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.