Comunicação do primeiro-ministro Domingos Simões Pereira à nação guineense

Bissau (GBissau, 6 de Agosto de 2015) – Perante à crise institucional que se vive na Guiné-Bissau, o Primeiro-ministro Domingos Simões Pereira covocou hoje, dia 6 de agosto, os líderes dos Partidos Políticos com assento parlamentar e a Comunidade Internacional para os informar sobre a actualidade política vigente no país.

No fim dos encontros proferiu uma comunicação à Nação:

COMUNICAÇÃO DO PRIMEIRO-MINISTRO À NAÇÃO

Caros compatriotas,

Sei que as dificuldades de relacionamento institucional entre o Primeiro-Ministro e o Presidente da República, já há muito são do domínio público, e constituem sérios motivos de preocupação e inquietação dos cidadãos, partidos políticos, deputados à Assembleia Nacional Popular, bem como da comunidade internacional.

Na qualidade de Primeiro-Ministro e Presidente do PAIGC, Partido que ganhou as últimas eleições legislativas, considero legítimas essas preocupações, na justa medida em que o cenário prevalecente pode remeter, mais uma vez, a Guiné-Bissau para uma situação de instabilidade governativa, o que representaria uma revolta e frustração absolutas para todos quanto consideram a nova visão de governação a solução para a paz, estabilidade e desenvolvimento da “nossa terra”.

Tentativas várias foram feitas, pelo PAIGC, por cidadãos e personalidades guineenses, bem como pelos representantes e personalidades da comunidade internacional, junto dos dois titulares dos órgãos de soberania, Primeiro-Ministro e Sua Excelência o Senhor Presidente da República, visando ultrapassar essas dificuldades.

Caros compatriotas,

Apesar da afirmação pública, perante os deputados, membros do Governo e diplomatas e representantes do corpo diplomático, numa das sessões solenes da Assembleia Nacional Popular, de que “nunca lhe passou pela cabeça demitir o Governo” e a informação veiculada “não passava de um mero boato”, Sua Excelência o Senhor Presidente da República manteve e mantém o propósito de demitir o Governo.

Considerando que essa ameaça permanente de demissão do Governo pelo Presidente da República prejudica séria e profundamente o nosso País;

Considerando que ontem, o Gabinete de Sua Excelência o Senhor Presidente da República informou da decisão unilateral deste em cancelar, sem qualquer explicação, a reunião semanal de trabalho que mantém com o Primeiro-ministro e Chefe do Governo;

Tendo ainda em atenção que foi anunciado o início de consultas aos partidos políticos e se presume que visem a destituição do Governo;

Considerando finalmente que a Assembleia Nacional Popular denunciou a existência de um “Plano Estratégico” para o derrube do Governo e criação de um Governo de Unidade Nacional de base alargada.

Em nome e representação do Governo a que tenho o privilégio e a responsabilidade de dirigir, entendi como chegado o momento de levar ao conhecimento da opinião Pública Nacional e dos Parceiros Internacionais de Cooperação, estes e outros factos e a nossa leitura sobre as implicações da atual situação.

Primeiro, temos a informar que a proposta de remodelação governamental está preparada há mais de um mês, tendo sido entregue ao Senhor Presidente da República, há exatamente 16 dias.

Antes da submissão dessa proposta de remodelação governamental (da competência e responsabilidade do Chefe do Governo) ficaram acordadas as seguintes disposições:

  1. Que o PM deveria apresentar uma proposta para depois juntos analisarem os nomes e as opções aí inclusas;
  2. Como não se chegou a realizar o debate de urgência pedido à ANP sobre a situação da justiça, que visava esclarecer o quadro de aplicação da lei 14/97 sobre os titulares de cargos políticos, foi recolhida informação sobre os processos judiciais em curso, o que permitiu a exclusão da lista proposta, dos passiveis de acusação;
  3. O PM solicitou e recebeu a anuência do PR para incluir na sua proposta eventuais elementos tidos como próximos ou trabalhando no atual gabinete do PR. Nunca se tratou de ceder lugares para o preenchimento pelo próprio PR;

Observados estes pressupostos, são tidos como pontos prevalecentes de discórdia entre o PR e o PM :

  1. Mesa Redonda. O PR diz continuar a não conhecer os resultados reais da MR e não aceita a explicação do governo em como os únicos documentos são o comunicado final da Conferência e a lista dos “Pledges”, já há muito e por várias vezes transmitidos. O PR assume a existência de um fundo que o Governo não quer divulgar e que pretende gerir à margem do seu conhecimento e fiscalização;
  1. Mesa Redonda. O Senhor PR quer participar ativamente na gestão dos recursos angariados. Para esse feito, exige a nomeação de um membro do governo (da sua confiança) funcionando sob a direta dependência do PM (e não do Ministro da Economia e Finanças) que se ocuparia da gestão desses recursos financeiros;
  1. O PR entende que ainda estão no governo elementos que não colhem a sua aprovação, por penderem suspeitas de crime ou por outras situações. Contudo, nunca indicou de quem se tratavam e nunca se disponibilizou a receber quaisquer explicações;
  1. Finalmente a inclusão no governo de elementos próximos ao PR. Essa proposta mereceu uma reação negativa e forte do Senhor PR indicando ao PM que nunca havia falado com ninguém sobre isso. Contudo agora se queixa de não ter sido “nem tido nem achado”;
  1. Mais recentemente foi incluído mais um ponto de discórdia: o regresso ao país do Contra-almirante José Zamora Induta, que o PR ser da responsabilidade do governo e tendo como propósito desestabilizar o país e o seu mandato. Dados objectivos agora na posse do governo indicam que o Senhor Presidente da república e o Senhor Chefe de Estado-maior general, foram as duas entidades contactadas e portanto com conhecimento da chegada do Contra-almirante, sendo da sua exclusiva responsabilidade o seu acolhimento. Já estando no país, o governo limitou-se a garantir a sua segurança preservação da integridade física.

Com base em todos estes elementos factuais e objectivamente demonstráveis, o governo conclui da existência de:

  • Uma intenção deliberada e evidente de provocar uma crise para justificar a decisão de destituição do governo resultante das últimas eleições legislativas;
  • Uma falta grosseira de ponderação sobre as implicações e o alcance de tal medida, para a ordem interna e a estabilidade que estamos conquistando, no país e no mundo, para além de um rude e traiçoeiro golpe á esperança que a todos tem animado;
  • A determinação do PAIGC e dos partidos e organizações políticas e sociais que o apoiam em defender e assegurar as suas conquistas eleitorais;
  • A responsabilização política e judicial do autor de atos que ponham em causa a ordem interna e a estabilidade do país;

Nesta conformidade

Quero através desta comunicação, exortar aos partidos políticos que apoiam a atual governação, à sociedade civil e a toda a população guineense a se manter calma e tranquila, mas atenta ao evoluir da situação;

Assegurar que todos os mecanismos e dispositivos legais e democráticos serão mobilizados para preservar a ordem e evitar a interrupção desta caminhada do país rumo à paz e ao desenvolvimento;

Agradecer a confiança de todas e de todos e renovar a minha determinação mobilizar toda a minha energia e competência e trabalhar a favor do meu país e do meu povo.

Viva a Guiné-Bissau

Viva a Unidade Nacional

Viva a Democracia

Viva o desenvolvimento

 

Bissau, 6 de Agosto de 2015

Domingos Simões Pereira

/Primeiro-ministro/

 

54 Responses to Comunicação do primeiro-ministro Domingos Simões Pereira à nação guineense

  1. Aliu Baldé diz:

    Eu acho que há um mistério que passa pela consciência ou mentalidade das autoridades guineenses, porque após eleições de 2014, eu nunca acreditava que esta situação política aconteceria como está a acontecer.
    Mas, acho que vão entender-se.

    • Nao acho isso estranho so considero falias inicial entre os dois visto que sao membros do mesmo partido a concorrer para cargos destintas, inicialmente antes das promessas feita pela sua exelencia sr. Presidente da republica preisamvam conversar e afinar todas suas ideias antes das eleicoes a volta dos promessas que hoje quer cumprir fora da sua jurisdicao,mostrando que e umhmen de palavra como serto que e mas nesse ambito favor sinhor presidente reconsidereque esta ereado suas ideis. Por outro lado nunca quis deixar de lado a justica guinense que na verdade poderao ser estabilzadores assim que as pates reconsederarem suas ideias de momento, cumprindo com suas tarefas, julgar todos que esteja em posicao de ser julgado. Obrigado muitas dificuldades de poder escrever corretamente dado o computador que usei sem bem conhecer os teclados.

  2. Allende s.F. Quadé diz:

    Embora decorrido ainda um só ano de mandato, nas circunstâncias atuais da governação, atendendo ao escândalo de corrupção a que são suspeitos alguns governantes, justifica-se a remodelação no Governo…não sendo no entanto, justificável nenhuma demissão do mesmo por parte do Presidente da República.

    Na política reina a “demagogia” mas acima de tudo o consenso e nela não há lugar para ” ntené roson ô ntené kulpa”

    Viva a Guiné-Bissau!
    Pubis misti dja diskansa!

  3. Allende s.F. Quadé diz:

    Embora decorrido ainda um só ano de mandato, nas circunstãncias atuais da governação, atendendo ao escándalo de corrupção a que são suspeitos alguns governantes, justifica-se a remodelação no Governo…não sendo no entanto, justificável nenhuma demissão do mesmo por parte do Presidente da República.

  4. Espero ver a união entre PR e PM para bem estar da politica da Guiné-Bissau e para que haja a PAZ nos coraçães dos Guineenses.

  5. Finhane diz:

    Sr. Primeiro-ministro o esquema vai além da provocação de uma crise institucional para justificar a queda do governo. A outra face do esquema é humilhar-lhe ao ponta de voce, Sr. Primeiro-ministro, pedir a sua demissão. Porque o Sr. Presidente da Republica sabe que derrubar o governo tem consequencias políticas diferentes das de pedido de demissão por parte do Sr. Primeiro-ministro.

  6. Balde' diz:

    Ja esta mais do que a hora do povo da Guine abrir os olhos..
    havera opurtunidades de ter outros primeiro ministro mas tao valente no sentido de desenvolver o pais como o Primeiro Ministro que temos agora nao havera por muito tempo!!..
    nao se deixem enganar, o tempo nao para e o pais tambem nao pode parar,
    a instabilidade leva o pais a andar para traz e mais para traz do que ja estamos e’ uma desgraca para o nosso povo!!!
    agora podemos dizer que temos um lider partidario que merece toda a nossa confianca; e’ claro que ha sebolas podres no governo mais cabe a ele decidir quem merece a sua confianca de trabalhar para o povo da Guine Bissau; sendo esses sebolas podres o principal causador de intabilidade politica simplesmente porque querem estar ou ficar no governo.
    DR. DOMINGOS SIMOES PEREIRA O POVO ESTA CONTIGO!!!

  7. fatima diz:

    Nona espera ntindimento entre PR ku
    PM pa bem di es patria e pa bem di anos povo ku ta bim paga culpa; na espera prisidente jomav na sofri pabia aos I pape de todo guiniense,nin um pape kata miste odja si fidjus na sofrii pa estabilidade de pais dicha governo continua se mandato.

  8. Deus, porfavor proteja o meu Pais, “no kanssa djudano”.

  9. Eu espero que aja entendimento entre PR e PM para BEM do POVO DA GUINE Bissau

  10. Wilman diz:

    Esta ideia do Sr PR só cabe na sua cabeça que é uma pessoa carrancudo e mesquinho. Porque razão tomará uma decisão deste, se no fundo sabe que o país está a caminhar para bons portos??!!
    É só na Guiné-Bissau que cada um pode fazer e desfazer sem sofrer consequências pelo seus actos. Mesmo que tudo o que foi dito neste comunicado do PM, penso que não havia razão para criar clima de instabilidade política e social neste momento, sobretudo num momento que os guineense começam a ter fé e esperança de que “tudo na passa”. Guine não precisa mais de passar esta situação já sofremos muito, tanto com este partido como os “transições/unidade nacional”.
    O PR, não pode por simples razão tornar-se-a líder da oposição porque o seu papel não é isso, precisamos de um presidente que cria expectativa é confiança no seu povo, pelo contrario desde que assumiu o poder nunca mostrou-se cara de {{bom amigo}}, pelo menos um pouco de simpatia e sorriso no rosto para alegrar o espirito. Mas enfim, estamosba colher o que plantamos porque se não foi escolhido para encabeçar a lista do PAIGC para as presidências nada disso teria acontecido.
    Mas tenho fé de que tudo não passa de uma agitação e tensão política e será sanado

  11. Timenty diz:

    substitui primero ministroa i kusa normal na democraci. ami ka tindi de ki crisi ista nel.
    DSP adiooooos adiossss
    ja basta de arrogancia.

    • Ndji Assanan diz:

      I KUSSA NORMAL NA DEMOCRACIA, MÁ ORA KI I EXISTI MOTIVO PA KILA! I KA PA ORA KU BU KUMÉ SOM, BU FARTA, BU LANTA BU BATI GUVERNU. PABIA CADA QUEDA DI GUVERNU TÁ IMPLICA UM CERTO RETROCESSO KU CANSERA PA POVO. DJINTIS DIBI DI TENE CAPACIDADE DE DIALOGA PA ULTRAPASSA DIFERENDOS! QUEDA DI GOVERNU DSP AÔS I NA REPRESENTA UM CUSTU GARANDI PA NÔ POVO.

  12. Armindo Sousa Nhanque (15103800) diz:

    O nosso país carece de lideres para liderar, hoje Guiné-Bissau apresenta um crescimento nesse sentido não vi as razões por parte do presidente para derrubar o governo, a não ser que ignorância do presidente, e falta de competência e respeito para com o povo de Guine. Jomav incompetente limitado fechado deve ser administrador de camchungo mas não presidente.
    O povo da Guiné-Bissau não deve permitir que essa ideia dos incompetente se prevaleça mas sim o povo deve sair nas ruas manifestar mostrar ao PR que não foi ele que m colocou o Governo.
    um Abraço ate próximo
    Odinai

  13. Armindo Sousa Nhanque diz:

    O nosso país carece de lideres para liderar, hoje Guiné-Bissau apresenta um crescimento nesse sentido não vi as razões por parte do presidente para derrubar o governo, a não ser que ignorância do presidente, e falta de competência e respeito para com o povo de Guine. Jomav incompetente limitado fechado deve ser administrador de camchungo mas não presidente.
    O povo da Guiné-Bissau não deve permitir que essa ideia dos incompetente se prevaleça mas sim o povo deve sair nas ruas manifestar mostrar ao PR que não foi ele que m colocou o Governo.
    um Abraço ate próximo

  14. Simon correa diz:

    Os régimes que se passaram por aqui sempre se comportaram assim espero que vcs vao marcar a historia quero dizer serai différentes isto é vai se entender para Salvar esse povo que ja sofreu tanto

  15. Saidobalde diz:

    Boa noit nha djentes no para dana no terra jomav sume bu responsabledade djunto ku Domingos bo para cansano .

  16. Celso Gonçalves Da silva Cas diz:

    Todos filhos da Guiné esperam um consenso entre os dois ( presidente e o primeiro ministro), isto tudo para o bem do povo de Guiné-Bissau.Senhor primeiro Ministro continue firme e sereno, pois o povo da está contigo.

  17. Lona Na Kumba diz:

    É NORMAL EM DEMOCRACIA DIVERGÊNCIA DE OPINIÕES.

  18. Je pense qui Monsieur president doit voir pour cette pays ya beaucoup de problemme il ne doit pas voir pour e premiere ministre. Mes premiere m~Ministre doit respecte la parole du president da Republiqui sa selement qui peut aide notre pays nous sommes fatigue di cette problemme.Merci.

  19. aliu balde diz:

    Prame acho que PR nao tens um bom consselherros porq tudos nos simtimos alguma diferrenssa no paiss contenui com o seu projecto terra ranca

  20. AKK diz:

    A gb precisa muito de ver pelo menos um governo eleito terminar seus quatro anos de mandato.

  21. aliu balde diz:

    Je suis tres contant avec le parole du pm je suis avec le population de la part de ansumane fati.

  22. Fernando Quitaqueia diz:

    Nao esta acordo que queda de governo,o presidente Jomav ja basta.

  23. fofana diz:

    derubar este governo não vai MOS ajudar em nada eu acho os dois deviam chegar a um consenso + rapido posivel para que comunidade internacional não retire suas confiança em nosso pais

  24. Sarifo Djaló(Dr. Djaló) diz:

    Tenho certeza e grande esperança q os dois grandes do país vão entender, o PR não aceitará que isso aconteça com a nossa patria . Viva Guiné-Bissau, vamos todos unidos para objectivo unico.

  25. issumaila colubali diz:

    it is the combination of government and people,working together in unison and harmony,that will leads us to achieve the progress that we all desire.we must stand together as one people,with one goal and move forward as one nation,for if we insist on pursuing our personal goals without keeping our collective objectives and responsibilities in mind,then indeed we shall be divided and divided we shall fall

  26. coli cande diz:

    Boa sorte

  27. joão correia diz:

    Ola!

    Os que nunca fizeram nada, têm que esperar porque agora temos um PM a altura.

    O próximo passo e ver a forma de tirar aquele Vaz da presidência. Parece que os Vaz são as desgraças da Guiné Bissau.

    Já chega e ninguém vai ter medo de dizer as coisas como são. O povo não vai deixar os traficantes, corruptos, intriguistas vencer.

    Força povo, a solução está em nós e não no Vaz, porque ele é um invejoso,irresponsável.O PM não vai demitir e nem vai cair. Esta é apenas jogadas dos mafiosos e cobardes.

    Não é para agradar ninguém.

  28. carlos ie diz:

    Responsabilidade cabe ao PR

  29. carlos ie diz:

    Povo di guine ika manera ku nota odja politica pá fora kita cedu dendtru, PR pudi tene roçon deh, hmmm pabia kil homi i mostra badja nos kuma ipudi faci algum kussa. Ma tambi na bom democracia motivos tem pá queda di governo. no cibi ci item algum pungutu di mesa redonda ku kumsa entra nas nas com passa pá vias legais? Bo cuidadu ku mininus di praça deh kkkkk

  30. Antonio correia diz:

    Sou caboverdiano, descendente sim da GB como todos nós por aqui, venho por esta via suplicar a todos nossos irmãos da GB, por favor saíem todos a RUA, adultos jovens é crianças, e protestem já basta de tanta desgraca e roubalheira que deixa uns ricos e todo um povo humilde e trabalhdor, com muito orgulho e respeito a que nos orgulha de pertencer, a sofrer e humilhado dentro da própria casa, Domingos Perreira homem certo neste momento para GB, em tempos a GB inteira pegou em armas para nós libertar um muito OBRIGADO, agora perante uma situação interna dessa natureza estamos prontos a dar o combate necessário para garantir a estabilidade. Viva GB livre de opressores.

    • Max diz:

      Falso Antonio correia, tu não és caboverdeano; tu és um dos capangas de Domingos Simões Pereira; essa foto não é tua! Burro sempre pensa que os outros são burros! Esse governo acabou, e ninguém vai à rua! Bandidos!

  31. Fode Taracunande diz:

    Caros guineenses, acompanhem bem o evoluir da situação politica na nossa Guiné.
    Este nosso dito PR, já esta a desenhar o final do seu ciclo. Pois, não cabe na cabeça de nenhum guineense o que PR quer inventar.
    Diziam que OS MILITARES que perturbam o normal funcionamento do poder eleito, agora vejam, são os Politicos que levam a Guiné a retrocesso.
    Este PR que nem perfil tem para esse cargo vai ficar envergonhado e demitir-se ele próprio, “se tem cara de vergonha”. Remodelação Governamental SIM; Não a Demissão do Governo. VIVA GUINE, VIVA A DEMOCRACIA.

  32. mao ideias do Sr. presidente… sentem-se e conversar para que aja solução em vez de derubar o governo! porra bo tene dja borgonha na carra.

  33. Pascoal Jorge Sampa diz:

    Sinceramente, eu não entendo as vezes algumas pessoas, que na hora de decidir, nem se quer sabem fazer uma escolha razoável, que é nesse caso mantermos com o atual primeiro ministro, e resolvermos o problema na base do dialogo, coisa que não vai retirar nenhum pedaço de carne a ninguém. Se é isso que algumas pessoas temem, não vejo nenhum motivo de algumas internautas optarem para o derrube do governo, mas isso o povo entendem, são aquelas pessoas que não querem ver a Guiné-Bissau e o povo o guineense a prosperarem. Se cuidam com aquele país.

    Guiné i unico tchiqueru ki no tene, si bo ka limpal gossi no kana bim tene kau di pui nariz, anos coitadis ki bo fidjus tambe, es i hora di bo kunsa limpal, limpo pus.

    Pascoal Jorge Sampa

  34. João Maurício diz:

    A principal acção a tomar em todos os países africanos, é acabar com as forças armadas, reduzindo-as à sua insignificância enquanto defensoras do Estado para não se tornarem parte política deste. O excesso de generais parasitas e redundantes, todos com o objectivo de enriquecerem à custa da corrupção, do narco-trafico, etc, é a principal causa do atraso do desenvolvimento destes países, no caso presente, a Guiné Bissau.
    A única forma de terminar estas intromissões na esfera governativa para por pura e simplesmente aniquilar estas altas patentes, para isso servem os exércitos mercenários, sem qualquer responsabilidade tratam de silenciosamente “desactivar” estes elementos poluentes! Depois cabe ao povo penalizar democraticamente todos os governos corruptos, usurpadores e peculatos. Assim se constrói uma nação do futuro!!

  35. Na discusao sai a verdade ! Estamos aguardando com sincerridade ; Viva a nossa Guine Bissau

  36. Umaro Embalo diz:

    Sinto-me surpriendido se essa sera decisão do PR, mas espero que haja uma solução construitiva que o pais merece.
    A paz
    A estabilidade
    O desenvolvimento
    A educação e saúde.

  37. Max diz:

    Falso Antonio correia, tu não és caboverdiano; tu és um dos capangas de Domingos Simões Pereira; essa foto não é tua! Burro sempre pensa que os outros são burros! Esse governo acabou, e ninguém vai à rua! Bandidos!

  38. panadol diz:

    Max Vc e um diabo! E o diabo q vai o inferno com mt fogo. Aqui so entrou p contradir com os outros. As mensagens enviadas ate agora esprimen um autentico sentido patriotico em busca de um solucao louvavel p o progresso e desenvolvimento da Guine. Ja Basta dos 40 anos de golpistas e tds os abuses q esse povo ja enfrentou. Vc e um daqueles q so quer q reina disordem e corruptcao aliados aos analfabrutos q continuen o atrazo e n ao desenvolvimento.

  39. Djassi diz:

    Estou na mesma opiniao com muitos outros que opinaram acerca da situacao politica na GB.
    O que gostaria de dizer e seguinte:
    Se eu fosse o PR pediria a demissao por ter cometido este gravissimo erro,
    Por ter criado a instabilidade no momento que o pais esta a caminhar com o rumo ao desenvolvimento.
    E uma vergonha para o pais.

  40. Max diz:

    Demissão de governo é normalíssimo e não haverá instabilidade nenhuma. Se DSP tentar trazer mercenários, será esmagado e ponto final!

  41. jorge diz:

    JOMAFIOSO he de dizer a todos os guineenses que Jomav è lider de uma banda mafiosa ou seja um Capo que opera na Guinè a muitos anos portanto tomem muito cuidado com esse cajo,motivos para querer derrubar o governo são seguintes:A empreza Jomav tem muitas dificuldade neste momentos,porque sempre não pagava nas alfadegas, o sucesso do DSP incomoda o circulo do Jomafiosa,Guineenses Jomav nõ vale nada nem se quer para estar no balção da sua Empreza para atender,é antipatico ciumento invejoso e ma pessoa, como temos habitos de dizer I GUIRO porque na Guinè todo mundo guirro. Nem canchungo merece Jomav como capital de mandjacos.

    • Max diz:

      Domingos nem votou no JOMAV e tu vens dizer que este ganhou graças aquele!!!! kkkk E tu és tribalista, Canchungo não é capital de manjacos nem tem que ser governado por manjacos. Vagabundos, vão pra inferno, bandidasco com coisa pública acabou. Domingos bye bye , e leva seus capangas que estão aqui a chorar..

  42. Reco Mareco diz:

    Esse fulanozinho do MAX é um desses infelizes que está metido nos negócios da madeira e droga. Suma torneira fitchado… Nó na pidiu som. Sufri. Catchur! Perseguição i política? Jomav cedo PR graças a DSP. Ultimo sorriso de Jomav foi antes de tomada de posse. Gossi, poder subtil cabeça. Kim ku cá cibi kim ki Zamora? Si crime i cá pior dos que estão a ser investigados? A mando de quem? Jomav! Desvios de Braima Câmara na CCIAS i cá pior dos que estão no governo? Procuradoria reage? Não. Porque Jomav já da ordem! Canto ku Rei de Marrocos oferece Guiné-Bissau? Kim ku cibi? Ninguém! Palhaço

    • Max diz:

      Eu e que devia te dizer “sufri” porque o teu patrão Domingos propagandista e tu já vão pra ruaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  43. panadol diz:

    O doabo anda sempre as voltas! Max esta metido em tds com o mesmo refrao de dizer que e normal a queda ou a dimissao do governo em tds os sites. Vejam so aqui ha uma pura coincidencia com o que ele diz com varias referencias nos sites; comecando desde ja no site da gbissau, e acabando no Dokas international.

    • Max diz:

      kkkkkkkkkk panadol!!!!! Eu nunca escrevi ao Doka nem ao outro blog, apenas comento onde posso faze-lo diretamente… Escrevo exatamente pra desmentir mentiras de mentirosos como tu, bandidos que roubam coisa pública e ainda tentam enganar o povo com propaganda… Morre se quiseres, mas o governo de DSP acabou. Chauuuuuuuuuu bandidos!

  44. fianso buande nora diz:

    nos os guinienses, primeiro lugar temos saber pensar nas responsabilidades pensar na guine deixar preconceitos de lado.nao ha nem minima razao por parte do PR em subverter este nosso nobre governacao nunca visto. A g-bissau ja deu passo possitivo gracas ao esforco deste executivo.nao nada existente mesmo dificil que nao se resolve o importante resolucao e so basear nos principios que regulariza.

  45. Alfa Balde diz:

    Enquanto existir o PAIGC, a Guine Bissau nunca tera paz,
    esi e hora pa guineenses sibi de kuma paigc iki de da poder

    • Max diz:

      Eu concordo contigo. O PAIGC nem no reino do diabo deveria mandar. Mas, burro que é o povo guineense, deixa-se enganar.
      Agora já que estão no poder, o DSP tem que sair, pra vermos se acaba a propaganda e comecemos a trabalhar.

  46. Malam Gomes diz:

    O dialogo deve prevalecer, não há qualquer problema no mundo sem soluções. as roupas sujas lavam-se em casa, não se leva para fonte é o velho ditado dos nossos avós e vis vós.
    Temos que guardar tudo e concentrar na resolução dos problemas do país que não é pouco. O Povo da GB, os nossos Amigos e a Comunidade Internacional, estão com os olhos posto no país e fartos e não irão tolerar mais a estabilidade política no nosso país GB. ATENÇÃO – Ponderação e usar a diplomacia a mais alto nível.

Responder a Allende s.F. Quadé Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.