Crise Política: Comunicação ao País do Presidente da República adiada para quarta-feira

Bissau (GBissau, 11 de Agosto de 2015) – A Guiné-Bissau encontra-se em compasso de espera há quase uma semana para saber da medida que o Presidente da República pretende tomar para mediar o diferendo que lhe opõe aos outros órgãos da soberania, nomeadamente o Governo e a Assembleia Nacional Popular (ANP).

Esta terça-feira os guineenses estavam à espera de uma comunicação de José Mário Vaz, após a conclusão de uma série de reuniões do Conselho de Estado, para analisar a situação da crise política no país.

Mas, de acordo com fontes próximas ao Presidente da República, a posição de José Mário Vaz só será tornada pública amanhã, quarta-feira. Desconhece-se, no entanto, os motivos deste adiamento.

Há alguns dias atrás, o Chefe de Estado prometera para “breve” a sua posição sobre como resolver a situação de crise que se vive na Guiné-Bissau.

No princípio da tarde desta terça-feira, depois da conclusão de mais uma reunião Conselho de Estado, um dos membros deste órgão consultivo disse que o Presidente da República “recebeu de uma forma clara de todos os membros de que é preciso abrir a janela e fazer tudo para que haja paz e estabilidade na Guiné-Bissau”.

De acordo com Nado Mandinga, cabe a José Mário Vaz, como o “mais velho da casa” reflectir e tomar a melhor decisão para o país.

Por sua vez, Luís Oliveira Sanca reconheceu que o país “está paralisado devido à situação política bastante degradada” e que também cabe ao Presidente da República “assumir as suas responsabilidades” perante à nação. Oliveira Sanca disse que Mário Vaz “vai reflectir” sobre os aconselhamentos recebidos do seu órgão consultivo.

De recordar que a reunião do Conselho de Estado tinha sido interrompida na sexta-feira, quando o Presidente José Mário Vaz viajou de urgência para se reunir em Dacar com os homólogos do Senegal e da Guiné-Conacri para debater a tensão política vigente no país, no quadro da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Nos últimos dias tem-se falado muito sobre a possibilidade de José Mário Vaz demitir o Governo liderado por Domingos Simões Pereira, mas até agora não houve nenhum pronunciamento oficial do Chefe de Estado guineense.

Contrariamente daquilo que se esperava no país, a comunicação oficial do Presidente da República sobre a presente crise política e institucional na Guiné-Bissau só poderá acontecer amanhã, quarta-feira.

13 Responses to Crise Política: Comunicação ao País do Presidente da República adiada para quarta-feira

  1. Maurício Amin diz:

    Pelo que tudo indica o PR não vai mudar a sua decisão destituir o governo e se isso acontece seria uma catástrofe para nossa democracia, independentemente do que aconteceu deveria procura solucionar os problemas na bagem do diálogo, meu Deus ilumine coração deste homem antes de amanha.

  2. Vladimir Silva Gomes diz:

    Ao presidente da República José Mário Vaz: O povo Guineense acredita muito em você como um homem trabalhador, como um economista e como um político de referência que está a teste deste país e que tem orgulho de desenvolvé-lo. Portanto, pedimos para que haja um clima de intendimento entre os Guineenses e entre os orgãos de soberania em particular para manter o governo democraticamente eleito pelo povo no pleno gozo do seu direito cívico.
    Ao povo guineense: Evite de lançar as pedras e esconder as mãos para que ninguem lhe vê, mas sem dar de conta que Deus está a fiscalizar de perto as suas ações e as actitudes que sempre tomamos perante um determinado assunto.
    O povo da Guiné-Bissau precisa de ter essa nossa querida Guiné bem sucedida, tranquila e cheia da paz duradoura.

  3. Aruna NHANCU diz:

    o meu caro irmao Mauricio, tenha calma! deus sta connosco tudo isso vai ultrapassar sem problema nenhuma todo homem com o sangue, sente “podemos sentir a trovada da chuva, mas as vezes nao chove”

  4. Jorge Heitor diz:

    Oxalá se remodele o Governo e se recomece a trabalhar com muito mais energia. Presidente, Assembleia e Executivo não podem ter conflitos entre si. Têm de trabalhar em conjunto, para bem do povo.

  5. NHAGA VALERIM diz:

    O CORAÇÃO É FEITO PARA SENTIR E TER PIEDADE DOS OUTROS. SENDO ASSIM, O PRESIDENTE SERÁ CAPAZ DE TOMAR AS DECISÕES QUE NÃO PÕEM EM CAUSA A ESTABILIDADE E O PROGRESSO.
    SENHOR PRESIDENTE, POR FAVOR, NÃO DERRUBE ESTE GOVERNO. OIÇA APELO DE 3/4 DA POPULAÇÃO OU SEJA DO MUNDO.
    ACEITANDO O NOSSO APELO,APAGARÁ UM FOGO ARDENTE QUE ESTÁ QUEIMANDO O NOSSO CORAÇÃO.

    O POVO CONFIA EM SI!NÃO IGNORE O NOSSO APELO! HAJA COM A MÁXIMA PRUDÊNCIA E DEUS LHE RECOMPENSARÁ!

  6. Augusto Camala diz:

    De uma forma ou outra, este povo vai continuar a ser enganado! Basta, vamos mudar tudo isso nas próximas oportunidades ( sérias das eleições que aí virão)! Serei candidato do povo e, tu que se sente frustrado com esses doutores, engenheiros, conto com o sei voto mas não esperes muito de mim, pois serei igual a esses, que Deus abençoe quem trabalha e aqueles que querem trabalhar pois só com trabalho e muita dedicação aí podemos sonhar!
    Dêem me oportunidade para mudar isso, como? Só estando lá ficaram a saber.

  7. Betinho di Bairro Bedju diz:

    Sr. Augusto Camala, é melhor o Sr. ficar calado. Obg.

  8. Timoteo Victor Imbali diz:

    O feiticeiro mata, mas o dia da sua morte, mesmo ele não o conhece. A Guiné-Bissau continua a dependência dos políticos fracos e inflexíveis. A situação que se vive no país não é algo surpeendente, antes e pelo contrário é o tranbordar das rivalidades interétnicas que encheram as úrnas ao favor do atual presidente traidor do povo falso e sego. Bem vindo a todas as situações políticas da Guiné-Bissau, pois mesmo voltando às eleições e o PAIGC tendo porco como candidato este sairá como vencedor fruto da incontornável prévia determinação popular os balantas nunca mais tomarão a posse do país.

    « Felizmente» o Coumba faleceu, hoje seria atibuido toda a culpa. Seria ele o impulsivo ao Mário Vaz para distituir o governo.

    O silêncio das forças armadas tranquilizaram o espírito dos balantas, os livrou dos insultos e despresos.

    A atual presidência é dependênte do poder diabólico.

    Como guineense só tenho a dizer que querendo ou não o homem a Guiné-Bissau vai andar no caminho do progresso e filhos de todas etnias serão tratados de igual maneira e a divergência de onte hoje reduziu.
    Com o atual governo e a mudança que Deus fará da mentalidade do presidente da República haverá continuidade da estabilidade social.

  9. Salupeto Pena diz:

    A musica que toca la ao fundo, pode não vir a conquistar muitos adeptos por aí, porque o seu autor, não conquista simpatia de dançarinos que até mostram-se impávidos e horrorizados da forma antipática e patética como vem sido dirigido este assunto.

    Muito simples, derrubar e não, seja la como for o que se espera é o que tarde ou cedo no acontecerá, agora não havendo possibilidades de recuo, não deve demorar, porque o tempo não espera, o futuro dos nossos filhos está sendo comprometido, e, estamos tornando tiranos dos nossos destinos.

    Hoje, dizem que a dureza de palavras e o tom, podem contribuir para a radicalização de posição de uma das partes, mas ele pediu para ser criticado, caso vier a confundir a presidência com a sua propriedade. Portanto a forma como é dirigido é para mim muito normal, salvo se alguém queira dramatizar.

    Ora, a confusão instalada na mente de muitos, deve ser expulsa de vez, não confundir o poder politico que povo atribui nas urnas, com a liderança tradicional ainda que muito restrita a família. Ah SI GARANDI DI CASA IARA I KA TA KOBADO, PABIA I GARANDI SON. Para ser ” Tal garandesa di casa”, não se conquista nas urnas, talvez muitos “Garandis di casa” não seriam lideres em suas comunidades, por aquilo que fazem, como comportam com o resto da família.

  10. issumaila colubali diz:

    we got a better chance of survial,if we work together.if we stay together we survive.in government there is always something to hide,the more we learn about the government these days,the less we can trust it

  11. s diz:

    Jomav è um comerciante, leva toda vida controlar os seus trabalhadores, mas desta vez tudo vai sair mal para ele simplismente morrira como os anteriores PR arogancia e imbecildade.Como todos dos PR Africanos.

  12. Gil silva diz:

    Eu podia estar a marimbar sobre actual crise politica vivida no meu país! Mas n consigo é mais forte que eu. País onde o meu cordão umblical foi cortado tenho Mt orgulho DE ser guigui. Vivo a 13 anos fora do país mas continuo a companhar toda actualidade , é Como se uma parte DE mim ficou por LA! Vou ser sincero em toda minha vida nunca tive tanta convicção e esperença Como desta vez com esta dupla Mario Vaz/ Domingos Pereira n importa de que lado esta a razão Governo foi eleito pelo povo a vontade do povo deve prevalecer , deverá ser julgado depois DE 4 anos mantenha…

  13. Eleuterio Alfa Djau diz:

    Já que o governo caiu espero que o Mario Vaz deve ter fortes razões para ter coragem que teve, nos seremos espectadores so queremos o melhor para o pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.