PR José Mário Vaz diz que Constituição evita situação anormal 

Bissau (Lusa | Gbissau, 17 de Agosto de 2015) – O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, garantiu esta segunda-feira ao embaixador de Angola na capital guineense que existe um quadro constitucional para evitar que o país entre numa situação anormal com a demissão do Governo.

O chefe de Estado guineense recebeu os embaixadores de Angola, Espanha e Nigéria, países membros não permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, para lhes expor a situação politica no país.

À saída do encontro, o Embaixador de Angola na Guiné-Bissau, Daniel António da Rosa, disse ter pedido ao Presidente guineense a “optar por uma solução política sobre a crise política vigente no país”, mas tendo logo acrescentado que Mário Vaz lhes garantiu de que “a estabilidade política está criada para evitar qualquer situação de anormalidade política no país”.

Mesmo assim, “Angola, como membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas e da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) está preocupada com a situação e está acompanhar com muita atenção o evoluir” da mesma”, acrescentou Daniel António da Rosa.

No mesmo dia, José Mário Vaz recebeu elementos dos centrais sindicais, entre os quais a União dos Trabalhadores da Guiné-Bissau (UNTG). O Presidente da República fez uma exposição detalhada sobre a situação do país e pediu os sindicatos para cumprirem para com as suas obrigações do dia a dia.

No dia anterior, a Presidência da República da Guiné-Bissau teria emitido um comunicado em que pedia aos funcionários públicos guineenses que continuassem a trabalhar, apesar da destituição do Governo.

De acordo com o mesmo comunicado da Presidência, apesar da destituição do Governo, “os trabalhos na administração pública continuam a decorrer normalmente”.

“A Presidência da República exorta todos os funcionários públicos a se apresentarem nos seus lugares de serviço, como habitualmente”, refere-se no comunicado que está a ser divulgado desde domingo nos órgãos de comunicação social guineenses.

No documento indica-se que “não obstante a queda do Governo, os trabalhos na administração pública continuam a decorrer normalmente”.

 

9 Responses to PR José Mário Vaz diz que Constituição evita situação anormal 

  1. Luntam sambu diz:

    Acho que deveríamos procurar saída desta situação com ponderações; moderação; diagnosticar a causa deste problema com cabeça fria e não com coração pq este país nos pertence eternamente portanto não devemos deixar os nossos inimigos ou paises que não nos querem ver avançar fazer o nosso país a ma notícia perante os nossos e inviabilizar esta Pátria. Assim sendo peço um bom censo entre a presidencia e o paigc; porque ambos são do mesmo partido .

  2. iano sanca diz:

    Jomav dissa brinca ku povo de Guiné no cansa ten dur de nós

  3. Mb diz:

    Não é o que quero mais receio que o presidente ja tomou a sua decisão, vai
    Fazer igualzinho como fez o Nino quando derrubou o governo de Carlos Gomes Júnior…Ele vai nomeiar um primeiro ministro Braima camara.

  4. Ude diz:

    Constituição e explícito nesta matéria. A verdade é que é mal vinda.

  5. mailton balde diz:

    eu acho q os governantes devem apostar no diálogo e saber ponderar porq o povo guineenses ja esta cansado de viver na miseria” ñao

  6. sodadi di terra diz:

    O único País que deve estar satisfeito com esta situação é SENEGAL. quanto mais mal estamos mais felizes ficam.
    O nosso presidenta está envergonhar não só aos guineenses mas a toda a comunidade internacional.

  7. Meta mane diz:

    Ve-se bem que este homem ja nao esta a bater bem!
    Ja nao sabe o que fazer, e Tao pouco o que dizer. Nao faz nocao, do que e’ respeitar a voz e vontade do povo.
    Para mim, so lhe resta demitir-se,porque ja nao tem ferramentas ad quadas crediveis, para com o povo guineense. Por favor, vejam bem o tempo que estamos a perder psicologicamente com este…?

  8. ABE diz:

    Lamento enormemente esta nova situaçao que a GB vive. Um povo maravilhoso que nao merecia tanto sofrimento e falta de Esperança. Meus amigos e irmaos Africanos da GUINE…tranquilizem os coraçoes….haja PACIFICAÇAO DE ESPIRITOS…Haja vontade de AVANÇAR como NAÇAO….o tempo nao se recupera, esta nova situaçao faz a Comunidade Internacional perder toda a confiança……e todas as pessoas de bem sofremos por isso….Mesmo Nos que nao somos GUINEENSES….mas temos laços de amizade com Pessoas maravilhosas desse belo PAIS e sentimos a dor dessas pessoas ate no plano pessoal…..HAJA senso comum…a GB eh de todos VCS, os Cargos Publicos…sao Passageiros ninguem sera eterno numa Posiçao…….Assim por essa via custa acreditar nas Instituiçoes do Estado Guineense….ACALMEM OS ANIMOS IRMAOS….sou de ANGOLA mas AMO a GB….

  9. Salvador da CPLP diz:

    Do meu ponto de vista este presidente é uma vergonha nacional e internacional, deve ser subsistido mais parido possível e a comunidade internacional deve apoiar o povo da guine para tira este carrasco do poder, porque o que ele que e que todo mundo esta a ver e dar cabo do desenvolvimento da Guine, os guianenses não merecem isto um país onde tem tudo o povo mais dificuldade devido a porra do presidente que um bruto e pouco intelectual maldoso deve ser escuras-ado da guine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.