Opinião: Decreto Presidencial Inconstitucional 

Na minha modesta opinião de jurista, eu pergunto e repito: Como é que se pode dizer que “existe uma crise que põe em causa o funcionamento das instituições, se o governo recebeu dois votos de confiança do Parlamento num período de 30 dias? Não basta que o Presidente tenha cumprido as condições de formalidade, como aquelas de consultar este ou aquele.

Por Vitoriano Gomes de Pina, Jurista | videpi23@gmail.com

E O SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA NISTO TUDO?

MESMO SOBRE A SUBSTÂNCIA, ou seja sobre o fundo da matéria, quem tem a última palavra a dizer na qualificação juridica dos factos e dos actos do Presidente, do Primeiro Ministro e mesmo da maioria dos actos do Parlamento, é o Supremo Tribunal de Justica, não o Presidente da República.

O PRECEDENTE JURÍDICO QUE DEMONSTRA QUE O SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODE INTERVIR E EVENTUALMENTE INVALIDAR O DECRETO PRESIDENCIAL DE DEMISSÃO DO GOVERNO:

A) ANTES DE IR MAIS LONGE, É PRECISO LEMBRAR A JURISPRUDÊNCIA NINO VIEIRA-MANUEL SATURNINO EM JUNHO 1997: O DECRETO DO NINO VIEIRA NÃO RESPEITOU UMA DAS EXIGÊNCIAS DE FORMA, COMO A CONSULTA AO CONSELHO DO ESTADO. O GOVERNO DO MANUEL SATURNINO CONTESTOU A LEGALIDADE  DO DECRETO NO S.T.J. QUE O ANULOU POR VICIO DE FORMA.

B) MAIS TARDE HOUVE O PRECEDENTE NINO VIEIRA-CARLOS GOMES JR. Em NOVEMBRO 2005, CONSCIENTE DE QUE O CADOGO IA SEM DÚVIDA REFERIR O DECRETO AO S.T.J. MESMO DEPOIS DE RESPEITADO OS CRITERIOS DE FORMA (PRINCIPALMENTE A CONSULTA AO CONSELHO DO ESTADO) OS CRIADORES DO “FORUM” – ARISTIDES GOMES E ELEMENTOS DO P.R.S. – TINHAM ELABORADO UM DOCUMENTO ASSINADO POR UMA MAIORIA DE DEPUTADOS (DISSIDENTES DO P.A.I.G.C. MAIS OS DEPUTADOS DO P.R.S.) QUE FOI DEPOSITADO NO SUPREMO TRIBUNAL PARA PROVAR QUE TINHAM UMA MAIORIA DE ALTERNATIVA A MAIORIA INICIAL QUE INVESTIU O CADOGO ALGUM TEMPO ANTES. O S.T.J. PRONUNCIOU-SE E DEU RAZÃO AOS AUTORES DO FORUM. MAS A LIÇÃO A TIRAR DISTO TUDO É QUE O S.T.J. TEM O PODER DE QUESTIONAR O DECRETO PRESIDENCIAL EM MATERIA DE SUBSTANCIA OU DE FUNDO, NÃO SÓ DE FORMA.

C) NO CASO ACTUAL, NÃO SÓ NÃO EXISTE A TAL MAIORIA ALTERNATIVA PARA APOIAR UM PRIMEIRO MINISTRO DIFERENTE, MAS SOBRETUDO OS ARGUMENTOS QUE O PRESIDENTE INVOCA NÃO CORRESPONDEM A QUALIFICAÇÃO JURÍDICA DE “CRISE QUE PÕE EM CAUSA O FUNCIONAMENTO DAS INSTITUIÇÕES”, UMA VEZ QUE O GOVERNO OBTEVE DOIS VOTOS DE CONFIANCA SUCESSIVOS DO PARLAMENTO. O PARLAMENTO É QUE CONTROLA A ACÇÃO DO GOVERNO, NÃO O PRESIDENTE.

D) O QUE O PRESIDENTE DEIXA ENTENDER COM OS SEUS ARGUMENTOS É QUE O PRESIDENTE É QUE CONTROLA A ACÇÃO DO GOVERNO, NÃO O PARLAMENTO. NÃO SE COMPREENDE O PORQUE DO GOVERNO NÃO TER ENTRADO COM UMA ACÇÃO JUNTO DO S.T.J. ATÉ AGORA. MAS AINDA NÃO É TARDE DEMAIS PARA CONTESTAR ESTE DECRETO E OS SEUS ARGUMENTOS.

OBRIGADO A TODOS.

Vitoriano Gomes de Pina, Jurista

Washington, EUA

 

8 Responses to Opinião: Decreto Presidencial Inconstitucional 

  1. Tcherno Rasheed diz:

    Muito obrigado Gomes de Pina pela sabia leitura juridica dos recentes acontecimentos em Bissau.

  2. joão correia diz:

    Crise Institucional, corrupção, etc?
    E agora, o dito presidente,Jomav, nomeou um santo? alguém que nunca roubou aquele Estado? Alguém honesto? Que brincadeira de mau gosto.

  3. Fernando Mendes Matoca diz:

    Sobre o caso, Guiné – Bissau, tenho mesmo a dizer que as decisões dos governantes devem respeitar os pressupostos legais de modo a garantir o estado democrático e de direito. Se olharmos naquilo que constitui a doutrina de direito, nos sistemas presidencialista acções do governo são controlados pelo parlamento e o inverso não acontece. Ora,face à este problema,de acordo as alegações do Presidente da República, tenho a dizer essas não acolhem, isto porque seria o parlamento a denunciar os escândalos de corrupção que o governo de Domingos Simões Pereira, estava imbuído.
    Portanto, mais do que partir pela violência, seria preciso que o povo, os governantes se lhe encontrasse e gizar caminhas que venham levar o país a desenvolver. Outrossim, face à isso, o partido de Domingos Simões,deve apresentar um recurso ao Supremo Tribunal da Justiça, para impugnar a decisão do Presidente.

  4. savi diz:

    muito obrigado pelo escrarecimento ilustre victorino…

  5. Bissau diz:

    ami n’cana scribe na purtugues, mas PROPE ami a n’ca colonizado pa portugues. so no bai criole. na 5 paisses mais desenvolvido do mundo guintes cu ta manega pais padido quiro de natureza. scola i segundo. se bu padido puro bu na morri burri ninse bu forma na HAVARD NA USA . DJUBE BISSAU AHOS. NA TEMPO DE FALECIDO LUIZ CABRAL ES CUSASS CA TEM BA. SATANASES BO LARGA GUINE.

  6. Bissau diz:

    SE BU PADIDO PURO BU NA MURI BURRO QUILA CU MISTE FALA BA

  7. Malam Gomes diz:

    A confiança não dispensa o controlo – Atual ANP de unanimidade sem oposição não concordo – O país só arranca com Gov. forte, oposição forte e a sociedade civil bem Organizadas e coordenadas. Hierarquia tem que ser respeitada com seriedade e a responsabilidade

  8. zecaria diz:

    Eu acho que, nossa constituição deve ter lugar no parlamento em sintido, de peldamenos na cada madato seria revido, 3 vezes..

Responder a Fernando Mendes Matoca Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.