Ex-Primeiro-ministro aponta recuo do Presidente da República como solução para actual crise

 

Bissau (ANG, 26 de Agosto de 2015) – O antigo Primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, disse que apenas o recuo do Presidente de República pode resolver de forma rápida e eficaz a crise política que se vive no pais.

Em entrevista à Voz de América, Domingos Simões Pereira revelou que o PAIGC tem soluções para ultrapassar a crise decorrente da demissão do seu governo, mas para isso, José Mário Vaz terá de anular o decreto que nomeou o novo Primeiro-ministro e pedir ao partido maioritário que indique um novo candidato a chefe de Governo.

No seu entender, embora a posição do Presidente da República não seja a que se configura com o sistema jurídico e totalmente inconstitucional, se o problema é o relacionamento entre o Presidente e Domingos Simões Pereira, o PAICG, ouvido as suas estruturas, tem outras soluções”.

Entretanto, o antigo primeiro-ministro lamenta que José Mário Vaz continue a não dar voz ao povo que se tem manifestado contra a sua decisão.

“Espero que não só ouça a pressão internacional, mas também a voz do povo expressa nas urnas”, reiterou Simões Pereira que culpa Vaz pela situação actual, “no momento em que todos os indicadores dizem que os níveis alcançados por este Governo são comparáveis aos melhores de sempre da Guiné-Bissau”.

O antigo Primeiro-ministro continua a acreditar que o Presidente da República irá recuar porque não há outra alternativa frente à instabilidade criada por ele próprio.

“O que está em causa é  o futuro do país”, conclui Domingos Simões Pereira que lembra haver outras soluções, mas que por agora espera “pelo bom senso do . Presidente da República para recuar e devolver a palavra ao povo, que manifestou o seu desejo através do voto”.

 

ANG/VOA

5 Responses to Ex-Primeiro-ministro aponta recuo do Presidente da República como solução para actual crise

  1. marcelo ié diz:

    até entao o povo guineenses tem deficuldades em conhecer o que é bom por eles mas vamos continuar até que encontramos o caminho

    • Vieux Hamdiata KANTE diz:

      Les guinéens ont droits et devoirs de changé cette constitution qui nous procure que des problèmes.
      En effet elle nous a été imposé par les portugais;les politiques aient pitié pour notre pays qui a tant souffert a cause de vous.
      Pour le cas d’espèce nous pensons qu’il peut y avoir qu’un seul et un chef en guinée c’est le président de la république.
      Pour la stabilité et la paix le paigc doit lâché du l’est…

  2. Madjudjo Balde diz:

    Claro, so as tuas palavras e o teu comportamento esta a mostrar o teu sentimento pelo povo guineense. Ele “JOMAV” nao quer saber do povo guineense mas sim,dos AMIGOS E MENTIROSOS que lhe rodeia. Se na verdade ELE e um politico de verdade devia por o povo guineense em prioridade mas neste caso ELE mostrou imediatamente o que lhe levou para polacio da republica e interesse de encher os seus bolsos e marginalizar o povo pior do que sofremos.

  3. tamba nabatcha diz:

    Senhor simoes, você disse q e democrata veja o povo pq nada de novo troxeste desde q foste deposto so vez o teu lado de governar tu não es para o povo uma solucao magica, reinas-te so para os teus amigos e feito
    com os tugas por favor saia da cena ate pode ser q um dia regresse mais maduro menos obsessão pra mandar

  4. inussa aliu baldé diz:

    Dizem que o presidents é o garante de estabilidade mad nests caso duvido. Um PRESIDENTE que nao ouve ninguem, desse havia corrupçäo mas mesmo sabendo que PAIGC//PRS é mais que ima maioria, Significa alguem Tera de destabilizar PAIGC e PRS no parlamento ou seja praticar CORRUPÇÄO que o presedente tinha negado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.