Guiné-Bissau melhora avaliação e sobe no Índice Ibrahim de Boa-Governação Africana 2015

Bandeira da Guiné-Bissau

Londres (Lusa, 5 de Outubro de 2015) – A Guiné-Bissau melhorou a sua avaliação feita pelo Índice Ibrahim de Boa Governação Africana (IIGA) e subiu três posições para 45.º lugar, mas mantém-se no grupo dos 10 piores países.

Este país somou 35,7 pontos, numa escala de 100, mais 3,8 pontos do que em 2014, mas a sua evolução geral desde 2011 tem sido negativa.

Tal como em 2014, a Guiné-Bissau regrediu nas quatro categorias: Segurança e Estado de Direito; Participação e Direitos Humanos; Oportunidades Económicas Sustentáveis e Desenvolvimento Humano.

As subcategorias com piores desempenhos foram Estado de Direito, Responsabilização, Segurança Pessoal, Participação política, Direitos cívicos, Administração Pública, Setor Rural e Bem-Estar.

Evoluções positivas foram registadas nas subcategorias de Segurança Nacional, Igualdade de Género, Ambiente de Negócios, Infraestruturas, Educação e Saúde.

A Guiné-Bissau continua abaixo da média geral de 50,1 pontos e da média regional da África Ocidental de 52,4 pontos.

One Response to Guiné-Bissau melhora avaliação e sobe no Índice Ibrahim de Boa-Governação Africana 2015

  1. Braima Sori diz:

    Feliz pela melhora, mas ainda triste por estarmos entre os piores do mundo em vários setores.
    Se fossemos mais responsáveis e menos corruptos teríamos sucessos em áreas fundamentais para o desenvolvimento.Poderíamos estar pelo menos entre países de desenvolvimento médio do mundo.
    Força, inteligência e com trabalho honesto e competência chegaremos lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.