Abuja: Início dos Trabalhos da Sessão Extraordinária do Parlamento da CEDEAO 

  • Nigéria, Integração Regional 

    Por Mamadú Candé, em Abuja

Abuja (GBissau, 11 de Abril 2016) – A Iª sessão Extraordinária da quarta legislatura do Parlamento da A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) arrancou nesta segunda-feira, 11 de Abril em Abuja, capital Federal da Nigéria.

O principal tema desta sessão, entre outros assuntos, está agendado o debate sobre a instalação de dois Comités ad-hoc sobre o Plano Estratégico e a Revisão do Projecto de adenda para o reforço das prerrogativas da CEDEAO. 

A sessão solene de abertura contou com duas importantes intervenções nomeadamente dos Presidentes do parlamento, e da Comissão da CEDEAO, tendo os dois manifestado o interesse para uma colaboração mais estreita entre as duas instituições a favor da integração sub-regional.

Mustapha Cisse Lo, do Senegal afirmou que o reforço das prerrogativas, isto é a passagem do parlamento de um órgão consultivo para legislativo é o principal objectivo da presente legislatura e que consagrara a sua luta para a instauração da paz, segurança e a promoção da democracia e a boa governação nos estados-membros.

Início dos Trabalhos da Sessão Extraordinária do Parlamento da CEDEAO

Início dos Trabalhos da Sessão Extraordinária do Parlamento da CEDEAO

Para o Presidente da Comissão de CEDEAO, a pobreza que não recua, o terrorismo, a ignorância e as doenças são as maiores preocupações da nossa comunidade. Para Marcel de Souza é preciso que estes problemas sejam combatidos para que a integração regional se concretize. Apesar de felicitar os avanços ao longo de quatro décadas, de Souza disse que ainda restam desafios a remover no plano das reformas institucionais, da luta contra a Ébola e a insegurança no interior da sub-região.

O último dia de trabalhos vai se iniciar com a análise e a adopção do relatório da comissão mista sobre a administração, o controle do orçamento e as auditorias das comissões políticas e económicas do sector privado e no âmbito da Nova Parceria para o Desenvolvimento da África (NEPAD).

A Iª sessão extraordinária da quarta legislatura do parlamento de CEDEAO deve proceder ainda com adopção do projecto do relatório do Comité ad-hoc que encarregar-se-á da revisão da adenda sobre o reforço das prerrogativas do Parlamento da CEDEAO.

O Parlamento é um órgão de CEDEAO que reúne as representações de todos os Parlamentos da Comunidade, constituídas na base dos resultados das eleições legislativas dos respectivos países da sub-região e constitui um espaço de fortalecimento de laços de cooperação, de solidariedade e de intercâmbio entre os Parlamentos membros, para a consolidação da paz, da democracia e do estado de direito nos respectivos países.

Num universo de 115 deputados, a Guiné-Bissau está representada neste fórum parlamentar da sub-região por 5 deputados sendo três da bancada parlamentar do PAIGC e dois do PRS.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.