CAN 2017: Guiné-Bissau perde contra Congo

…mas também a selecção nacional não precisava de uma vitória

GBissau (4 de Setembro de 2016) – A selecção nacional de futebol da Guiné-Bissau perdeu, este domingo, contra o Congo, no jogo de apuramento para o CAN 2017.

O golo da equipa congolesa foi marcado por Férébory Doré aos 73 minutos de uma partida que teve lugar no Estádio Municipal de Kintélé em Brazzaville, a capital do país.

Mesmo antes do encontro, os “Djurtus” da Guiné-Bissau já tinham garantido a sua presença no CAN 2017, com 10 pontos no Grupo E.

Com este resultado, Congo fica na segunda posição no grupo, com 9 pontos.

 

Qualificação final do Grupo E:

Guiné-Bissau 10 pts

Congo 9 pts

Zâmbia 7 pts

Quénia 5 pts

O final do campeonato africano das nações, a sua edição número 31, terá lugar no Gabão entre janeiro e fevereiro de 2017.

 

5 Responses to CAN 2017: Guiné-Bissau perde contra Congo

  1. Domingos Malam diz:

    Parabens aos nossos rapazes.

  2. Mendes Bernardo diz:

    pour la première fois la guinée-bissau s’est qualifiée pour la CAN.Félicitations aux DJURTUS et surtout aux dirigents qui ont su accompagner nos jeunes dans la réalisation de ce reve devenu réalité.

  3. tairoseide diz:

    Obrigado djurtus
    Obrigado dirigentes fe selecção nacional da GB
    Obrigado povo Guineense qui sofreram muito tempo a espera dessa maravilhosa data

  4. uri djamanca diz:

    Eu quero qui Guverno da Guine milhoria o situaçã d Jovem Tude

  5. HÉLIO CEZAR TEODORO diz:

    TRABALHE O FUTEBOL DE GUINÉ-BISSAU DE FORMA CORRETA EM 2017 E COLOQUE O SEU PAÍS NA ELITE DO FUTEBOL AFRICANO E MUNDIAL. TORNE SUA NAÇÃO UMA CAMPEÃ EM TODAS AS ÁREAS.

    COMO? PARA COMEÇAR, VEJA O QUE SUGERIMOS ABAIXO:

    LIVRO: FUTEBOL, UMA REVOLUÇÃO À VISTA – DECIFRADOS, ENFIM, OS SEGREDOS DA GENIALIDADE DE NOSSOS CRAQUES.
    Para esta tarefa seria ótimo e talvez até necessário ter nas equipes associadas, senão todos, ao menos alguns jogadores do plantel de cada time do país com a mente e a genialidade de um craque do nível de um Pelé, Drogba ou de um Neymar, por exemplo, certo? Isso não é tão impossível assim, pois, longe de ser um dom, como sempre se achou, trata-se na verdade de uma capacidade, embora atrofiada na maioria das pessoas, e, portanto, com a abordagem correta e adequada, evidentemente, é possível ativá-la (uma das inúmeras descobertas fantásticas tratadas nesta obra) em qualquer indivíduo, ou seja, vocês podem criar estes craques aí mesmo nas própria equipes sem qualquer custo adicional e com a mesma matéria prima que dispõem, o que revoluciona toda a nossa perspectiva de como lidar com o futebol, só que talvez tenhamos que rever muito de seus conceitos, algumas de suas unanimidades absolutas e um ou outro dos seus consensos bem firmados, pois o livro acima tem a pretensão de demolir muito dos equívocos deste paradigma que vige atualmente no futebol, que necessariamente tem emperrado o seu natural desenvolvimento, e o time que conseguir realizar esta façanha, coisa bem factível caso consiga assimilar a proposta do livro em referência, o resultado vai ser no mínimo um futebol de excelente nível, e claro, com sucesso equivalente em todos os outros âmbitos essenciais da vida de um clube de futebol, e é bom frisar que a obra em si ainda pretende tornar o futebol um importante catalisador para profundas transformações na sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.