Grupo dos 15 acusa direcção do partido de desrespeitar  princípios estatutários

ANG (Bissau, 23 de Junho de 2017) – O grupo dos 15 deputados dissidentes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) afirma que a primeira Convenção Nacional desta formação em curso desde quinta-feira não obedece os princípios estatutários.

A afirmação consta num comunicado à imprensa à que Agência de Notícias da Guiné ANG teve hoje acesso, no qual o grupo alega ainda que a direcçãodo partido  não dispõe de um regulamento que permita a realização do evento, preferindo utilizar métodos de separação e de exclusão de todos os militantes e dirigentes do partido suspeitos de terem simpatia com o grupo dos 15.

“No caminho de atitude desta natureza, figuram procedimentos ante estatutários que levaram a realização do congresso da União Democrática das Mulheres UDEMU e que são perspectivados outros eventos concernentes a juventude do partido JAAC, e quadros (CONQUATSA) e o Congresso”, refere o Grupo.

No Comunicado, o grupo alerta a todos os militantes, responsáveis e dirigentes do PAIGC, os veteranos de luta de libertação nacional sobre as consequências que poderão advir da subida incontrolada da insatisfação de uma grande franja dos militantes do partido e o impacto negativo para unidade e a coesão no seio desta formação política.

Por isso, apelou a ponderação sobre o que está a passar no partido e a identificação de quem está a agir de má-fé.

O grupo dos 15 chama igualmente a atenção à comunidade nacional e internacional sobre o que diz ser “flagrante e persistente violação do espírito do Acordo de Conacri” e pelos actos que estão sendo perpetrados pela actual liderança do PAIGC.

Acrescenta que esta acção põe em causa as recentes disposições do comunicado da cimeira dos chefes de estado e de governo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

ANG/LPG/ÂC/JAM/SG

LER o Comunicado na sua íntegra: Comunicado dos 15 sobre a Convenção do PAIGC

 

2 Responses to Grupo dos 15 acusa direcção do partido de desrespeitar  princípios estatutários

  1. Calijeh diz:

    Meus Srs,
    Alguém tem que chamar esta gente á razao. Ignoraram descaradamnte a disciplina partidária e daí as disastrosas consequencias para o Partido e, particularmente, para o País. Simplesmente inconcebivel!!! Quando que é que “estes quinze” irao perceber que tudo isso nao faz nenhum sendido? Balcanizar o Partido por razoes mesquinhas numa altura crucial e decisiva para uma mudanca de rumo que a Guinea desperadamente precisa (?) Simplesmente lamentável. Pelos menos que Deus lhe ilumine para o caminho certo.

  2. Kwenda Waku diz:

    É preciso um entendimento para que se construa uma nova Guiné Bissau sem ódio do passado e reservas. A deserção não traz beneficios nenhum, mas apenas uma vergonha para os intelectuais da Guiné Bissau que não conseguem se unir e entender se.
    Atá agora ainda não existe um governo sem problemas, é muito mal.
    Irmãos da Guiné pensem muito e deixem o ódio.

    Angolano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.


Fatal error: Call to undefined function get_HitsMechanic() in /home/afrowa6/public_html/gbissau.com/wp-content/themes/NewsMagazine/post-single.php on line 48