Forças Armadas guineenses retomam recrutamento militar obrigatório

LUSA (Bissau, 27 de Julho de 2017) – As Forças Armadas da Guiné-Bissau iniciaram o primeiro recrutamento militar obrigatório dos últimos 25 anos, disse hoje à agência Lusa o general Júlio Nhaté, chefe do departamento de recursos humanos daquela instituição.

“Fizemos um pedido ao Governo que autorizou o recrutamento de 750 pessoas”, explicou.

O último recrutamento militar obrigatório na Guiné-Bissau foi feito em 1992.

Segundo o general, o recrutamento está a ser feito a partir dos 18 anos e até aos 25, entre jovens de ambos os sexos, em todo o território nacional, incluindo ilhas.

“O recrutamento militar obrigatório será em Cumuré e vai ter duração de três meses”, disse, salientando que, depois, os recrutas vão ser espalhados pelas várias unidades.

O general destacou, também, a quantidades de jovens que se foram apresentar como voluntários para integrar as Forças Armadas.

“Há pessoas com licenciatura a pedirem para entrar para a tropa”, disse, salientando ter ficado surpreendido com os cerca de 2.000 voluntários que se apresentaram para integrar as Forças Armadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.


Fatal error: Call to undefined function get_HitsMechanic() in /home/afrowa6/public_html/gbissau.com/wp-content/themes/NewsMagazine/post-single.php on line 48