Guiné-Bissau: SIMAMP quer reação da Procuradoria-geral às denúncias de advogados

Justiça na Guiné-Bissau

Bissau, 23 de Março de 2018 (E-global.pt) – O Sindicato de Magistrados do Ministério Público (SIMAMP) convidou esta quinta-feira, 22 de março de 2018, a Procuradoria-geral da República a formular um juízo de valor sobre as denúncias proferidas a 20 deste mês por um coletivo de advogados que acusa alguns magistrados de estarem envolvidos em casos de corrupção e de violações dos direitos fundamentais dos cidadãos.

Em comunicado de imprensa, a organização sindical adianta que o Ministério Público deve identificar e, se for o caso, proceder à responsabilização dos magistrados do Ministério Públicos que se suspeita estarem envolvidos em crimes de corrupção, conforme as denúncias da denominada Frente Nacional de Luta Contra a Corrupção no Aparelho Judiciário da Guiné-Bissau.

O sindicado realça também que a aplicação do direito no combate a qualquer que seja o crime, particularmente a corrupção, deve contar com a contribuição de todos.

One Response to Guiné-Bissau: SIMAMP quer reação da Procuradoria-geral às denúncias de advogados

  1. o País precisa de contribuição valiosa.Por cada cidadão,não destroí,na justiça,Emprego,Educação,aprese-ntação das contas públicas pelo tribunal.Sem-a não pode avançar -o.Pois,espero bom filho será no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.