Governadores e poder tradicional guineense analisam mecanismos de gestão da campanha de caju

Castanha de Cajú

Bissau, 27 de Março de 2018 (O Democrata) – Os governadores regionais e régulos da Guiné-Bissau analisaram hoje os mecanismos de gestão da campanha de comercialização da castanha de caju e a bancarização do dinheiro adquirido durante a campanha deste produto de maior exportação do país, para evitar que os produtores recebam dinheiro de proveniência duvidosa (falso).

Pelo menos foi o que disse Mamadu Nene Baldé, régulo de Cossará e porta-voz dos régulos da Guiné-Bissau esta segunda-feira, 26 de Marços de 2018, depois de um encontro administrativo com o chefe de Estado, José Mário Vaz. 

“Foi, simplesmente, uma reunião administrativa, não política. O Presidente chamou os governadores, administradores, secretários regionais e régulos para analisarmos a situação de comercialização da castanha de caju, portanto foi único ponto da agenda”, disse ao Jornal O Democrata.

Para Além do preço de base (mil francos CFA por quilograma) estabelecido para a compra da castanha de caju junto do produtor, Mamadu Nene Baldé realça o fato de José Mário Vaz ter conseguido reduzir custos de taxas de escoamento de produtos cobradas pelas entidades como a Guarda Nacional, o Fundo Rodoviário entre outras, incluindo a cobrança de balança que “este ano será a custo zero”.

“Estamos satisfeitos, porque com essas diligências há de fato sinais de que o escoamento do produto será mais leve que os anos anteriores. Vai ajudar bastante tanto o produtor como o comprador”, realça.

2 Responses to Governadores e poder tradicional guineense analisam mecanismos de gestão da campanha de caju

  1. Queba diz:

    Sería una buena idea, y también una oportunidade para nosotros intermediarios.
    Aver se será assin.

  2. Queba diz:

    Sería una buena ideia, y también una oportunidade para nosotros intermediarios.
    Aver se será assin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.