Tribunal anula despacho do ministro da Justiça que suspende inspetores da polícia judiciária

Justiça na Guiné-Bissau

Bissau, 24 de Abril de 2018 (O Democrata) – A juíza de direito do Tribunal Regional de Bissau (Vara Cível), Felisberta Moura Vaz, suspendeu a eficácia do despacho do ministro da Justiça do governo demitido, Rui Sanhá, que suspendeu os Inspetores Coordenadores e alguns agentes da Polícia Judiciária guineense. 

O documento do tribunal, datado de 16 do mês em curso, que a redação de O Democrata teve acesso, informa que a juíza anulou igualmente  e deu sem efeito o despacho n° 01 /2018 da Direção Nacional da Polícia Judiciária, sobre abertura de um concurso interno.

A juíza intimou ainda os requeridos para absterem-se de praticar atos administrativos que representem a continuidade de nomeação de restantes júris e a recepção de candidaturas, promoção de funcionários e agentes ao abrigo do concurso em crise.

Recorde-se que no dia 26 de fevereiro do ano em curso, o ministro da Justiça do governo demitido, emitiu um despacho sem número e no qual suspendeu seis inspetores coordenadores inclusive alguns agentes da Polícia Judiciária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.