PM afirma que Governo não pode resolver todos os problemas do país ao mesmo tempo

Aristides Gomes, Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau

Bissau, 08 de Maio de 2018 (O Demcorata) – O Primeiro-ministro afirmou ontem que o seu Governo não pode resolver todos os problemas do país ao mesmo tempo e garantiu que o mesmo está a trabalhar para que haja eleições na data marcada, assim como na estabilização da economia nacional.

Aristides Gomes fez esta afirmação no final de uma visita às instalações da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e ao Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), reagindo assim à greve de três dias iniciada ontem pela União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG,) para exigir do Governo, a aplicação “imediata” da nova grelha salarial aprovada pelo Executivo de Umaro Sissoco Embaló, bem como o pagamento integral de dívidas contraídas em 2003 aos servidores públicos, conforme consta do memorando de entendimento assinado com governos anteriores.

A resolução “imediata” da situação dos trabalhadores dos correios, a instituição do fundo de pensão e do abono de família para os servidores públicos figuram também entre outros pontos em reivindicação pelos grevistas.

Em relação à greve, Aristides Gomes disse ser preciso que todos os parceiros internos da Guiné-Bissau, nomeadamente, os sindicatos, as associações e a sociedade civil tentem ser mais  realistas possíveis, caso contrário, “o país não avançará”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.