FMI recomenda criação de medidas de cobrança tributárias

Fundo Monetário Internacional (FMI)

Bissau, 31 de Maio de 2018 (Rádio Sol Mansi) – O consultor técnico do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Washington que se encontra de visita à Guiné-Bissau, Paulo Renato Silva da Paz, defendeu, esta quinta-feira (31 de Maio), que a Guiné-Bissau tem “grandes desafios” em fazer programas sociais. 

Segundo Paulo Renato Silva da Paz que falava depois do encontro, no ministério público, com o Procurador-Geral da República (PGR), para contornar a situação é preciso ter uma arrecadação tributária inclinada conducente.

Paulo Renato Silva assegura que é importante buscar a regularidade e combater a corrupção para que as pessoas paguem o imposto, caso contrário será o resto da sociedade a suportar o encargo.

“Confrontado, na ocasião, se no encontro com o Procurador-Geral da Republica o assunto da corrupção levantado pelo representante do FMI – em algumas empresas públicas do país – foi o assunto de debate, Silva da Paz diz que apenas se falou das estratégias para a aproximação das duas instituições”.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.