Banco Central da Nigéria coloca 19 guineenses na vigilância

Bissau, 26 de Junho de 2018 (This Day) – À luz da crise política na Guiné-Bissau, o Banco Central da Nigéria (sigla em ingles,CBN) ordenou aos bancos do país a divulgação de todas as contas existentes, incluindo interesses comerciais ou relações  com 19 pessoas que disse terem sido colocadas sob sanção específica. 

O banco central, em uma circular divulgada ontem (25 junho) em seu site, também pediu aos bancos que garantam que suas subsidiárias conduzam verificações semelhantes e forneçam detalhes de qualquer transação suspeita à Unidade de Inteligência Financeira da Nigéria imediatamente.

Os sancionados foram: Braima Camara; Rui Dia De Sousa; Soares Sambu; Abel Da Silva Gomes, Manuel Nascimento Lopes; Eduardo Mamadu Balde, Maria Aurora Abissa Sana e Florentino Mendes Viegas.

Outros são: Orlando Mendes Viegas; Certorio Biote; Domingos Quade; Carlitos Barai; Domingos Malu; Antonio Sedja Man; Bacari Biai; Botche Cande; Herson Goudjabi Vaz; Victor Madinga e Fernando Vaz.

A circular assinada pelo Diretor do Departamento de Política Financeira e Regulamentação, Sr. Kevin Amugo explicou: “A Autoridade de Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO adotou uma resolução em 4 de fevereiro de 2018 para impor sanções direcionadas a 19 indivíduos identificados que obstruem a implementação do Acordo de Conakry destinado a resolver a crise política na Guiné-Bissau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.