Cartas do Leitor


=================================================

Caso queira fazer um comentário geral sobre GBissau.com our qualquer outro assunto, carregue no botão “Contacte-nos” e preencha o formulário. Também você enviar-nos um e-mail para: guibissau@gmail.com

Mas, caso queira fazer um comentário sobre um específico artigo, este não é espaço adequado para tal. Você pode comentar qualquer artigo directamente na página do mesmo.

GBissau.com reserva-se o direito de aprovar ou rejeitar qualquer comentário. Agradecemos a sua participação e assim como a sua compreensão.

———————————————————-

BAILON:

É isto, um político guineense descobriu na década 90 que existe matemática de Boé. Segundo ele; se A negocia com C e consegue 15% mais tarde B negocia com C o qual consegue 5% então 5%>15% (5 é maior que 15) “petróleo Guiné-bissau & Senegal” partindo destas fórmulas matemáticas chegou-se a conclusão de 200 > 600 (200 tropas angolanas que sabem falar a mesma língua que nós é maior que 600 nig. Sen. Cos. Etc.) portanto a redução das tropas estrangeiras passa pela saída das 200 e consequente entrada das 600. Em vez de serem sancionados mas sim sancionam, agora é assim  no nosso país. Resta a vinda das tropas estrangeiras “bu misti buca misti i el!!” antigos combatetes da liberdade de pátria serão vestidos saias por “minino nobu di” Nigéria quantos anos ele tem? Babaga na nanci na sepultura di Amílcar Cabral pabia si corson cá fria!!!

———————————————————-

Domingos Malam:

este texto de Dr Francisco Jose Fadul é uma total realidade que passou na guine bissau não passou nem virgula e tambem muito pelo contrario ainda faltou alguns acontecimentos que ele não
conseguiu referir se porque tanto crime que o governo de cadogo fez não da para falar num dia inteiro 24 hras quanto mais escrevendo para falar numa conferencia. Obrigado fadul eu ja falei muitas vezes criticando atravez da internet como o unico lugar que eu consigo expressar. mas ainda faltou muita coisa que a gente falando pois são muitos os crimes cometido por cadoquistas. espero que a comunidade internacional saiba que ninguem é contra o cadogo mas sim a sua forma assassina de governar o pais querendo matar tanto fisicamente assim como politicamente todos os politicos, isso porque ele
acha que todos devem abandonar seus partido suas ideas para assim adorer ao cadogo fazendo-o deus. ninguem tem direito de expressar ao contrario do cadogo então essa pessoa [e considerada inimiga. não podemos coabitar com um dirigente claramente tribalista, se o cadogo fosse eleito como presidente ele seria pior do que o Khadaffi. mas graças a Deus que ele foi afastado, o cadogo ate porque ele não ficou feliz porque o fadul conseguiu sobreviver porque ele mandou matar ao Dr Fadul mas Deus não quis. e eu agradeço muito a Deus por isso.cadogo eseu filhote zamora, não merecem mais ser dirigente aquipois os dois são bichos mais venenosos do mundo.

———————————————————-

Julia Dionou:

doutor FJF, na verdade o mal nao esta na revolucao.ect… A unica forma  de establizar a g.bissau seria novas eleicoes, luta contra o trafico de drogas e luta contra corrupcao.
lg.julia dionou

———————————————————-

Gomes Gamparra:

S.Exa Sr.Presidente Serifo Namadjo. Os meus sinceros votos à frente do destino do nosso marterizado.

———————————————————-

D.c. Santos:

Onde esta a tolerancia ZERRO ? O Sr. Cedeao? Como guineense  que sou acradecia que a nossa soberania e o desejo de povo tivese no centro todos os guineenses sabem que o senegal nunca desejou o nosso bem estar e essa decicao de Dakar e dar a razao ApS commandos africanos da guine, e o golpe e como um batuque na guine Quase em todos os governos.

———————————————————-

Claudia Nunes da Silva:

Meus caros dirigentes governos do estado orgão syuperior, por que não criam uma condição para que os militares possam ter tudos os meios e condições de vida que eles precisam afim de poder segurar o país e acabar de vez com esses golpes do estado. Os povos, civis não merecem pagar por isso, crianças sem escolas os pais sem trabalho daqui a pouco não vai ter mais ninguém com força pra lutar pra esse pobre PAÍS QUE SÓ QUER O SEUI DESENVOLVIMENTO. Por favor vamos parar e pensar juntos unidos numa maneira de acabar com esses conflitos em nosso País tão pequena e mal governado, quando começa gatinhar surge um impedimento e voltamos a estaca zero, Vamos prestar atenção e pensar no fururo dos nossos filhos netos e bisnetos obrigado.

———————————————————-

MAMADO LAMINE SAMBU:

Tenho muito vergonha das situações que vem acontecendo no nosso país, estes barbaridades das golpes e preciso que paramos com estes instabilidade unimos rumo ao desenvolvimento, só isso que deve beneficiar a população. Gostaria de apelar ao futuro governantes que fazem uma profunda reforma na nossa Força Armada, sem reforma nas fileira da Forças Armadas nunca haverá estabilidade prolongada naquela glorioso Pátria Amada GUINE BISSAU. viva a Guine de todo nos.

———————————————————-

Dundo Sambu:

A posição de CEDEAO, fase a situação na Guiné Bissau é ignorar,  tolerancia Zero ou fazer a vontades de algumas Paises como por exemplo Senegal, Nigeria e Costa de Marfim. Senegal- vive da estabilidade constante da Guiné Bissau e Guiné Conacry. Nigeria-  arivalidade com Angola de tornar uma potencia na Africa. Costa do Marfim – dor dde cotuvelo a ver uma espectacular relação entre Angola e antigo Presidente da Costa do Marfim Lourant Bakbo nos não podemos refem dos outros País. Ccaso a Guiné Bissau não consegue retomar ordem constituicional os outros País estão a cominho de uma Golpe concretamente Conacry e Gambia.

———————————————————-

Toi Banjaqui:

da minha parte faço o apelo que as nações nao nos abandone e que dé a tolerancia zero para esses golpistas,e que nao deixe a resoluçao dos problemas com a cedeao porque a cedea é uma farsa.

———————————————————-

Gomes dos Reis:

Do meu ponto de vista o Présidente interino senhor Raimundo Pereira e o Primeiro Ministro senhor Carlos Gomes Junior encontravam-se huma fase de transicao. Se as eleicoes nao tivessem sido interrompidas a fasse de transicao estaria no seu termo. Para bem entender a fase de transicao que dévia durar algues dias apenas podera brevemente
durar um ano ou mais. O que significa mais um periodo de incerteza e sem duvidas de atraso. O nosso POVO merece melhor tratamento. Respeito! Respeito! Respeito! A ambicao do poder de certos.

———————————————————-

Issa Djau:

Tudo bem,como sendo um guineense a guine bissau mergulhou mais uma vez na agua.mas com tempo tudo pasara,portanto a guine bissau presisa de apoios necessario da comunidade internacional para que a guine bissau possa sair nesse fracasso do nosso governo.a comunidade internacional nao deve deixar a guine bissau situacao a comunidade
internacional deve partipar no processo da consolidacao da paz na guine bissau,e restabeleser a contituicao da republica da guine bissau.obigado
adeus. issa djau.

———————————————————-

Pedro Luís:

É mais uma boa oportunidade para Expressar-nos livremente sem temer represalias dos corruptos. Obrigado pela iniciativa.

=================================================

Bacar Djatá:

Se os Orgões de comunicação Social Guineense, outrora foram determinantes, em convencer e fazer a outra parte no Conflito do 07 de junho de 1998, vencer a guerra, por que nao, este espaço nos podera proporcinar, Covencer e trazer a paz para Guiné-Bissau.
Muito Obrigado!

———————————————————-

Armando Conté:

Parabens meu irmao
Liberdade de imprensa é um dos princípios pelos quais um Estado democrático assegura a liberdade de expressão aos seus cidadãos e respectivas associações, principalmente no que diz respeito a quaisquer publicações que estes possam pôr a circular.
Geralmente, refere-se a material escrito mas, segundo alguns autores, o termo “imprensa” pode, por vezes, alargar-se a outros meios de comunicação social. De qualquer forma, a liberdade de imprensa corresponde a uma garantia menos geral que a “liberdade de expressão”, que se aplica a todas as formas de comunicação (por exemplo, nas artes).
Forca e conta connosco
your buddy
Armando

———————————————————-

DINUMIU MALEL:

BOA INICIATIVA
ESTAO DE PARABENS
FORÇA

———————————————————-

Faustino Augusto:

Graças á Deus pelo meu POVO!!!Espero que a paz volte para sempre neste país para sempre.Viva o Povo da GUINÉ-BISSAU.

———————————————————-

Sydjor:

fazer um analises de toda confusao e seber se com a vinda dos tropas da CEDEAO todo sera mas suguro, tambem por um questao em cima da mesa dos militares senegaleses que vao compor esta comissao tecnica, se o comando permitira que os nosssos enemigo como senegal entrar para explorar partes debil dos militares guineense, eu acho este comoando

tem que ser mais inteligente, para nao permitir a entrada dos militares senegales , é só dizer que todos guineese veja essa parte que seguramente ninguen esta a desconfiar dos senegaleses.

———————————————————-

Mama Saliu Balde

mas eu nao percebo concretamente do que esta a passar neste pais irmao,se os que sofreram golpe vao poder integrar o governo de transiçao mas o pq que nao lhes podem devolver o poder democratimente dado pelo o martir povo GUINEENSE,ou estes militares os planos deles estao frustados,pq assim parece gozo,entao que o povo Guineense os escolha outra vez para seguirem na frente dos seus destinos pq e a mesma coisa,isso da graça haaaaaa

———————————————————-

Mussa Baldé:

fiquei satisfeito com a noticia da libertaçao deste dois figuras .obrigado no pidi Paz pa Guiné Bissau.

———————————————————-

David:

mas ami misti sibi que ki na pasa na nha tera  es um alegria pa tudo puvo guineesesss de libertad de carlos gomes.

———————————————————-

Taco Baldé:

o meu comentario e de pedir o paz na guine-bissau para que enconten o acordos de tds sen violencia porque somos tds ermaos no nosso pais nao ove racismo nunca e no podemos aceptar os enganhos de terceira idad para que entre nos entramos enchoque un pais piqueno como guine-bissau somos amavels continuaremos ser de mesmo pai e mae mas a guerra que nao pode ter paz que nos da muita vergonha en extrangeiro e somos fracos sempre ente emigrante no mundo inteiro.paz  para o nosso pai guine bissau.etc.

———————————————————-

Mamadu Saliu Djalo:

Ja esta mais que hora para que os militares saberem que estao atrasar o pais com a situacao com nao diz nada ao pais, porque tudo isso nao passa de uma manubra de algumas que querem usurpar o poder, e usam os militares para esse efeito.Desta vez temos que dizer basta porque os nossos jovens querem ter uma vida igual aos outros jovens dos vizinhos, com direito a escula, saude e uma vida normal que lhes permita prespetivar melhor futuro,os nossos militares podem ver estao prejudicar ate os seus proprio filhos porque eles nao tem meios financioros para seus estudarem no estrangueiro,tambem podem ver enquando o pais esta parado e uma grabde perda para o pais, que pensam duas vezes que estao encima da lei,e aqueles estao procura do poder a  tudo custo nao e para ajudar o pais e mais um…..quer tirar proveitos mas nada, falta postura e dgnidade pessoal,…. so querem viver na instabilidade para poder sustentar a cropcao,… mas espero que os nossos militares saibam reconhecer seus erros com pais e fazer o que deve entregar o poder aquem de direito para que pais possa recomecar o trabalho o tempo nao espera ninguem.

———————————————————-

Munditica:

É claro ser necessário o envio de uma força de interposiçao para a Guiné-Bissau Força essa da CPLP liderada por Portugal ou Brasil, sem presença das forças angolanas. Os guineenses não vêm de bom grado a presença de outras forças. Os povo guineense sabem bem do interesse que existe por parte da CEDEAO e da União Africana no país, e não aceita de nenhuma forma a interferência dos mesmos nos assuntos internos do país. CPLP e mais nada. A ida dessas forças deve ser negociada pelo governo legitimado pelo povo e não pelos militares. Têm que ser acordadas regras de conducta e acção dessas forças, por forma a evitar situacções que possam vir a denegrir a imagem dos mesmos.

———————————————————-

 

 

28 Responses to Cartas do Leitor

  1. A diaspora guineense em Franca manifestou a sua hostilidade em relacao ao golpe de
    E’stado ocorrido na Guine-Bissau. A manifestacao que teve lugar n’a Praca do Trocadéro perto da Torre Efiel , contava com uma centena de guineenses. Aproveitei da ocasiao para apresentar aos meus conteraneos o meu Novo livro intitulado ” Anjo do Mal” . Sao 358 paginas duma historia extraordinaria que vai satisfazer os que leram o livro ” A mao direita do Diabo” . O dito livro chegara a Bissau no mes de Maio d este Ano.

  2. Etibené diz:

    Um ditado popular” quando racha a parede, nao adianta reemenda-la antes, procura a falha no seu alicerce” Toda a instabilidade Guineense é o fruto do analfabetismo.
    A instrucao escolar deixa a desejar no nosso país. A democracia passa em primeiro lugar pelo conhecimento do cidadao dos seus direitos e deveres, pelo respeito a coisa pública, conhecer e saber definir a fronteira entre o que é meu e o que é do alhieio ou do Estado. O respeito pela vida humana, o respeito pela pessoa independentimente da sua idade ou condicao social. Tudo isso é a tarefa dos educadores(professores). O tempo de ter medo dos mais velhos já era. Já nao adianta esperar que todos nos tratam por: TIO fulano, ou por sermos mais velhos temos que ser tratados como reis e senhores. Todo o títulpo que se quer deve ser conquistado com mérito e, nao pela idade, nem pela forca e muito menos pelas armas.
    Num país civiolizado os problemas se resolvem nos orgoes competentes ” os tribunais.” Mas a falta da instrucao académioca tao gritante que se vê no país leva a tais ditas instabilidade constante. Os militares pensam que foram lá postos para arbitrar a vida políotica do país ou ainda pior sao eles os chefes supremos da nacao e tem o direito de escolher quem quer que seja para dirigir o que eles(os militares) querem.

  3. O principio mesmo da democracia valoriza a verdade para fazer respeitar cada individuo pondo os homem em pe de igualdade. O analfabetismo fez da sociedade guineense uma sociedade vulneravel, incapaz de dicidir, mesmo na escolha dos seus representantes. Quem pode me convencer que apos um ano de transissao havera eleicoes livres na nossa Guine? E se apos um ano disserem que precisam de mais um ano? A missao angolana jà partiu! Sera que o governo em exercicio resolvera os problemas pendentes?
    A casa onde foi assassinado o Presidente Nino Vieira pertence ao meu pai Victor Hugo dos Reis Borges. Escrevi uma missiva ao falecido Presidente, senhor Malam Bacai Sanha e fiquei todos esses anos a espera de resposta sem sucesso. Fala-se de justica n’a Guine-Bissau mas quando se refere de fazer justica os responsaveis politicos metem o rabo entre as pernas. Estranha-me que o Governo em exercicio seja capaz de resolver os problemas mesmo menores como este , imaginemos levar ao Tribunal os faltosos, os criminosos e os corruptos.

  4. Se o golpe de Estado na Guine-Bissau tivesse o aval da maioria do Povo guineense. Se tivesse o apoio da comunidade internacional, dariamos a mao a torcer. A condenacao vem de todos os lados. A Uniao Europeia condena. As Nacoes Unidas condena. A Uniao Africana tambem condenou. Em suma quem nao condena deve se encontrar num bom posto governamental, embora pouco tranquilo. A tranquilidade da consciencia garante a tranquilidade de espirito. Custa-me acreditar que os que governam hoje o fazem com tranquilidade e conviccao de que o fazem em prol do Povo e para o Povo. So dorme tranquilo quem nao teme.

  5. Se o governo em exercicio se entusiasma pelo bom funcionamento das instituicoes ele tambem deve se lembrar que restam onze meses para as eleicoes Presidenciais. Promessas sao promessas e sao feitas para serem cumpridas se quem as fez tiver Honra, Moral, Bom senso, Honestidade e todas as qualidades positivas que regem a conduta dum homem de palavra.

  6. idilia spencer diz:

    Plinio Borges obrigada pelo teu comentario, verdade doí + é sempre verdade Guine bissau nunca foi governado na base de justiça, boa educação, boa saude, boas infraestruturas, energia, povo tem carencias de tudo, porque muitos dos guineenses não estão interessados no desenvolvimento da guiné:Imagina durante 38 anos de independencia até a data presente nunca se realizou eleiçoes autarticas por quê? devido falta de corragem politica dos diferentes e sucessivos governos que passaram na guiné, em vez dos partidos da oposição ou seja politicos falhados estarem a apoiar golpes de estado para interromper a democracia embora debil já era tempo para pensar na descentralização do poder local. actualmente na guine existe tabancas que funciona como comunidade primitiva não conhece nada de como estar bem na vida, vivem na escuridão não sabe nada de estado de direito, leis que lhes protegem na sociedade civilizados, nem conhecem casa de banho que é o minimo sabias? moram nas casas de palhas sem segurança do fogo (pode queimar a qualquer momento) não tem bom sistema de educação que é pilar de desenvolvimento, investimento no recursos humanos capacitação e outros: tudo está no zero nas tabancas . Olha problemas de falhanços guiné nem dá para explicar é pena povo está sofrer silenciosamente porque estamos cansados de conflitos e golpe de estado permanente tudo em beneficios das pessoas singular não pelo colectivo (população). Só a comunidade internacional pode nos ajudar eu, sinceramente a minha esperança, é no apoio de comunidade internacional para nos dar orientaçoes como funcionar as coisas corectas em beneficios da comunidade e de toda a população em geral obrigada

  7. sidjor diz:

    Aqui todo mundo fala da Guiné, mas ninguén deu uma,opinião correcto, porque o problema esta só no Antonio Injai e Kumba Yala, os dois são principais responsaveis da pobreza da Guiné Bissau,nenhum guineense tem direito de armar até aos dentes como Antonio Injai, nenhum guineense tem o direito de fomentar o tribalismo como o Kumba Yala, mas ninguen fala desses dois filho da p, agora por medo o dono desta pagina vai retirar o meu ponto de vista pedindo moderação, mais nunca pidiu moderação desses gajos para com o nosso povo.

  8. Li a cronica do senhor Idrica Djalo que felecito pelo valor literario e pelo conteudo rico. Sao dados que ilustram a nossa vergonhosa historia, recheada de golpes, de calunias e assassinatos. Uma coisa eu gostaria de acrescentar. Na nossa Guine nunca aconteceu, que eu saiba, que um homem, civil como militar, seja perseguido e julgado por um Tribunal, pelos crimes cometidos. Em 1985 foram assassinados um grupo de homens, embora podia haver clemencia. Desde a nossa independencia foram assassinados conteraneos nossos sem justica e todos nos ainda vivos, fomos testemunhas impotentes. Falar de justica na Guine seria esquecer que o indice d’analfabetismo que assola o Pais e oPovo ultrapassa os 70% . Falar de justica seria esquecer que aqueles que governam sao doutores cheios de doutrices que nem conhecem os seus objectivos. Objectivos esses de defenderem a Nacao. Se somos incapazes de controlarmos as nossas fronteiras teritoriais a maritimas para que nos servem, afinal as Forças Armadas? Na governancia do senhor Luis Cabral os barcos piratas eram presos e forcasdos a pagarem multas consideraveis. Espero que ninguem esqueceu desse tempo. A estabilidade da Guine depende mais dos nossos quadros que ao inves de se refugiarem no estrangeiro deviam ocupar os bancos da Assembleia Nacional, Forças Armadas, Policia Nacional e tantas outras Instituicoes que compoem a nossa Guine carente.

    • pa diz:

      Obrigado Irmão, fala.se muito dos políticos, governantes, aventureiros ,corruptos todos fazem parte desta nação. nunca falam do senhor Ex Presidente Luis Cabral que na minha opinião é o melhor presidente da Republica que tivemos até hoje. Digo isto porque ele fez crescer a nossa economia, criou emprego construindo fabricas, projectos, cooperativas, escolas, armazéns do povo, centros de Saúde, escola para todas as idades comparticipação do Estado nos medicamentos na farmácia do Hospital Simão Mendes, Bolsas de estudo para todos jovens, não havia greve dos professores, nos os alunos éramos felizes, porque havia professores cooperantes e nacionais na altura das suas funções, não havia discriminação entre as filhas do Sr. Presidente, ou de qualquer membro do governo estudamos todos no mesmo ciclo, no mesmo liceu. foi um juventude civilizada, estudioso, e patriota, havia trabalho para todos de norte a sul; As grandes alegrias merecem partilha lembro da fabrica de Leite Bulufo, Fabrica de confeições Bambi, Guimetal, estrela do mar, Supermercado Galerias da Amura , fabrica e montagem de carros, Empresa Socotram, CICER, Centro de Prótese, fabrica Titina Sila, Folbi, Centro de formação de Buba, projecto de algodão, DEPA Contubuel, projecto de Urbanização dos bairros de Bissau, havia produtividade nas cidades, e nas aldeias, granja estava bem conservado mérito do senhor Engenheiro Amilcar Cabral , tínhamos quase tudo durante os 5 anos pa presidência do Sr. Luis Cabral, Hoje só nos resta a esperança, esperança que cada vez está mais longe do presente,e do futuro, a esperança que levou a terra dos meus avós, a esperança nunca descansa, onde todos ajudam nada custa
      O povo está a espera de nascer o que ainda não nasceu

  9. Falemos um pouco das proximas eleicoes vindouras, isto e ,se o Governo respeitar o compromisso que
    Pactou com o Povo guineense. Espero que elas, AS ELEICOES, serao livres e ninguem escolhera os candidatos e que o Povo tera, desta vez, a oportunidade de escolher o seu légitimo representante. Se a democracia faz parte das ambicoes dos guineenses, se ela for respeitada, aposto que a CEDEAO nao tera que intervenir e os militares estarao la para garantirem a soberania territorial do Estado e que a Comissao Eleitoral podera fazer o seu trabalho ,para que sao pagos os dignos funcionarios. Cada um podera fazer o seu trabalho sem interferenca nos assuntos alheios. Se cada instituicao conhecer as suas atribuicoes a democracia entrara nos anais da nossa Constituicao como parte intégrante. So faltam alguns meses e lembremos que o tempo passa rapido, pelo menos para os que sao PACIENTES.

  10. Li algo escrito por um senhor, certamente guineense, que afirma com uma certa conviccao pessoal, sem duvidas, que Portugal nao conta nenhuma Universidade nos 100 melhores do mundo. Os guineenses nao mudam mesmo. Seria assim tao importante para a Guine-Bissau e os seus inumeros problemas, politico, social e economico, que esse Pais tenta ou nao Universidades bem qualificados no teatro das Nacoes? A Guine-Bissau tem lutado para conseguir bolsas de estudos para os nossos compatriotas carentes, por isso so devemos um OBRIGADO a Administracao portuguesa e Portugal em particular. As Universidades de ” Krinitin” que temos na Guine-Bissau devia ser o ponto culminante de nossa preocupacao! Cada individuo para justificar as suas ideis nefastas abre todas as portas, mesmo aquelas que deviam ficar bem fechadas, para nao mostar a nossa vergonha.

  11. na minha opinião para sairmos dessa crise os guineese devem abituar usar um modelo denocrtico ” onde ninguem pode ganhar tudo e ninguem pode perder tudo”, einda por outro lado nos têm que apoiar as autoridades de transisão, que é para podermos ter um eleição livres e justas no futuro. amaro

  12. djibril mane diz:

    so me resta desejar um sucesso no trabalho que estao desenvolover para comunidade guine e mundo em geral que acho deve ser um instrumento mais adequado de cidadania e nao so , espero bem puder partilhar mais informaçoes nesse bloc do amigo irmao
    djicas mane bissau

  13. djalo diz:

    nao sei até onde vao com a nossa terra,porque na guine bissau td é possivel ninguen nao quero asumir causas oubien as consiquencias futuro da nossa terra nem politicos e nem militares como é que costumamos aver d’outros paises.

    • verdade diz:

      so averdade que nos libertara da magua vergonha no mundo os politicos usam os mulitares pra seus entereses pessoal que é muita pena pela força armada, mas devemos acreditar de que o melhor dia virá pelo povo guineenses,tenho muito amor ão meu pais guine-bissau.

  14. MICHEL diz:

    O NOSSO APOIO PRA BEM ESTAR DE PAIS E O NOSSO PEDIDO E QUE DEUS ABENCOA UM BOM FILHO QUE PODE LEVAR A NOSSA PATRIA NO UM ROMO AU DECEMVOLVIMENTO COMO OUTROS PAISES QUE DEUS ABENCOIO TAMBEM PRA QUE PAZ A FIRMA NA GUINE BISSAU E ESPERO QUE ISSO ACONTECE E ESPERO QUE DEUS ABENCOE ISSO PRA ACONTECER E NOS SOMOS GUINEENSES DE SANGUE ENTAO GRITAMOS VIVA A PAZ FOREVER

  15. Ussumane Grifom Camará diz:

    Pela ocasião de 40 anos da independência nacional que infelizmente o PAIGC e seus aliados de ‘dana terra’ desgraçaram, aqui vim como cidadão guineense PARABENIZAR todos que deram suas vidas para esta GLORIOSA missão, os que não estão junto de nós por razão do destino eis meu total reconhecimento pelo que fizeram e espectativa que Deus terá suas almas.

    São 40 anos do desmando e falsidade politica do PAIGC!

  16. Ussumane Grifom Camará diz:

    “Somos uma democracia, é verdade, não obstante todos os defeitos, todas as violações da razão democrática do Estado, tantos desvios que nós somos os primeiros a reconhecer.”

    Trecho do discurso de Sua Excelência Presidente da República de Transição Manuel Serifo Namadjo

    É de salientar, como cidadão que estou profundamente grato pela representação do mundo inteiro neste caso as Nações Unidas pela oportunidade que deu ao estado do meu país para que em nome do seu povo fazer ouvir a sua voz de esperança e de desconforto da situação que ora vive. Este é uma marco importante no processo de transição em curso, pois constitui o reconhecimento de quase mundo inteiro das autoridades políticas da nossa terra, reconhecimento este tão bloqueada por grupos de gentes com interesses inconfessos como aconteceu em NEW YORK no ano transato.

    Como disse o Senhor Presidente “Somos uma democracia, é verdade, não obstante todos os defeitos, todas as violações da razão democrática do Estado, tantos desvios que nós somos os primeiros a reconhecer.” Só pelo facto de sermos uma democracia é um sinal importante que mundo (acho eu) não deve ignorar, apesar das suas vicissitudes como bem reconhece o Presidente e acredito que muito de nós também reconhecemos e essas vicissitudes como parte da nossa história (apesar de mau) mas todas as nações, estados e povos têm as suas e nós também não constituímos a exceção. Por isso o mundo devia encarrar isto como um problema a resolver de já que fizemos parte duma comunidade internacional civilizada e moderna e não “um diabo ignorar” ou propor formula “quanto pior fosse para a Guiné-Bissau, tanto melhor” como afirmou o Presidente (Louvamos o Deus por ter nos evitados de tais prepotências) pois, só ao povo acarretava situações dramáticas.

    Por além de sermos uma democracia, bem ou mal também somos um ESTADO SOBERANO conquistada com suor e lagrimas dos seus filhos e essa SOBERANIA por mais pobre que somos temos que RESPEITAR e HONRAR pois, nelas estão as memorias de muitos filhos desta terra. E o mundo deve também saber levar isto em conta quando propõe soluções para os nossos problemas ou interfere nos nossos assuntos, infelizmente isto não foi e creio que por muito tempo não será o caso de muitos países nossos “amigos” e “irmãos” que tudo sabem da nossa realidade e da sua medicação e que essas remediações devem obedecer a tudo menos o respeito pela nossa soberania. Como nunca aceitamos tais atos e em prova disso a historia nos mostrou por isso não baixemos nunca perante tais intenções.

    Junto me aos apelos do Senhor Presidente da República de Transição para que haja a solidariedade internacional baseado na cooperação e respeito mutou entre nossos estados na busca de soluções para a saída da crise que agora vivemos e, esta saída ora passa pelo apoio ao processo eleitoral em curso com vista a uma eleição credível, justa e transparente capaz de nos fazer duma forma pacifica e civilizada voltar a normalidade constitucional, razão sine qua non para a tão almejada paz e instabilidade no país.

    Bem-haja a todos!

    Ussumane Grifom Camará

  17. Ussumane Grifom Camará diz:

    GUINÉ-BISSAU, PAÍS OU MANDJUANDADI?
    Como bem se costuma dizer em boa verdade crioula, “Si garandi di kasa bida djugudé i ka sabura ku tenel”. Apesar de ser o abutre o mais modesto e humilde das aves que só come o que está morto, mesmo que fosse ‘podri’, ‘poti-potidu’ ou até ‘malgós’ para ele é melhor que ter o nome do matador para depois alimentar mas, o caso do de “garandi di kasa ku bida djugudé” é igualzinho querer dizer um chefe sem destino e sem rumo ou seja um país sem “rei nem roque”. É neste lamaçal que vimos viver nos quase 40 anos da independência sob o comando dos seus verdadeiros ‘melhores filhos de terra’ para não dizer os PIORES, gerados pela luta contra o colonialismo, tudo isto sem nunca esquecer, sob o alto patrocínio do cancro maior da Guiné, a IGNORANCIA. Estes ‘melhores filhos de terra’ na maioria sem mínimo de instrução académica para não dizer os ‘ANALFABETOS’ nunca souberam entender que o progresso tão dito por A. Cabral só se faz com gentes a altura de responder as questões colocados pelo desenvolvimento ou seja em outras palavras posso dizer ‘os desafios do milénio’. Acharam que o ‘n’bai luta’ era condição sine qua non capaz de produzir o desenvolvimento. (In) felizmente na tive sorte e nem desgraça de presenciar a medonha campanha contra os mais esclarecidos da era, como testemunhava o meu grande amigo, João Galvão dos Reis Borges. Um país conquistado com suor e sangue de quase todos os seus filhos, com alto sentido de pátria, que renegaram até as suas vidas, os prazeres da juventude e dogmas culturais (muitos se romperam com suas culturas) que impõe muitas culturas e povos que nos constituem.

    De independência para cá o nosso país conheceu a mais nojenta experiencia na sua constituição como estado, ninguém é capaz de em tempo algum tentar compreender aquilo que a meu entender foi dos ensinamentos mais sagrados de CABRAL e que devia constituir um ritual do nosso pensamento politico, o homem produzido pelos aforismo que IIª guerra mundial produzia na juventude de então, compreendia e ensinava que nem na luta assumimos as funções de acordo com habilitações de cada um e assim também no comando de estado, passo a repetir o famoso discurso de Ensalma que hoje é tabu para muitos dos seus ‘mininus’ de então e do seu próprio partido. Amilcar Cabral: “A luta que levamos a cabo com a arma na mão para tirar os tugas do nosso chão, para a nossa Independência, é o Programa Mínimo que estamos a cumprir. Não pensem que vamos todos mandar em Bissau. Para aquele que era mecânico, electricista, pescador, agricultor quando entrou na Luta, irão ser criadas as condições para ele continuar a sua actividade e viver o seu estatuto de Combatente da Liberdade da Pátria. A nossa Independência termina em Ensalmá. Ela vai ser entregue à gente que virá ao nosso encontro para a assumir. Essa gente é que irá começar a cumprir o Programa Maior que é compôr a terra, tarefa maior e mais complicada”. O chefe de guerra sabia que em nenhum momento o estado se constrói e nem tão pouco o desenvolvimento se faz com magia, feitiço ou coisa do género é muito menos na base de ignorância, clientelismo, amiguismo, familiacracia ou união por interesses mesquinhas e inconfessos que tem caracterizado o percurso da Guiné como estado soberano. O chefe de guerra ensinava no encontro de Ensalma que o progresso se faz com homens e mulheres COMPETENTES, HONESTOS e INTEGROS com grande SENTIDO DE PATRIA capazes de vir enfrentar a tarefa maior do partido e o mais complicado que é “KUMPU TERRA”.

    Mas infelizmente o nosso país conheceu tudo e mais algumas coisa no seu andamento torto como estado mas nunca um pouco dos ensinamentos de Cabral. O mais infeliz é que nem os que ostentam ser “mininos di Cabral” os “verdadeiros fidjus di terra” são capazes de entender isto para se esforçarem na construção do ‘HOMEM NOVO’ tão preconizado por Abel Djassi.

    Hoje o país no seu todo, se tornou um mero ‘mandjuandadi’, o sistema político o seu puro refém e como consequência a decapitação ou seja o divórcio do tecido social com os valores sagrados de boa conduta, hoje a ética e moral tornou nesta praça de boas verdade a coisa rara de ver para não dizer que não existe. Agradeço a Deus por me ter dado a oportunidade de nascer, apesar de nas suas eras de decadência mas, pelo menos nasci e cresci numa sociedade bissau-guineense que sabia inculcar esses valores e que delas jamais abondarei a exemplo de muito que nasceram primeiro que mim e que tiveram a sorte daquela educação duma sociedade organizada e com principios mas, que por interesse de “intchi barriga” e “ronka carros ku mindjeris” se desviaram e o mais pior é que até os seus filhos ensinam o novo habito de ser alguém nessa praça do seculo XXI sob as lamurias da escuridão, fome e analfabetismo.

    A minha mãe me incutia na mente de que ‘PEKADUR I SINTIDU’, queria com isto dizer a Dona Florença da Silva, que o ser humano é a sua consciência e educação. Estas palavras até hoje repousam na minha mente e me conduzem como bússola e por mais que difícil for nunca perderei esses valores, a minha consciência do dever para com a minha terra e povo, a minha educação que uso para ajudar duma forma responsável e honrosa na sua edificação como estado desenvolvido e graças a Deus isso tem caracterizado a minha forma de estar na vida.

    Não podemos nunca sonhar com um país onde os meros subalternos são as classes mais intelectuais, enquanto que os grumentos “dunus di terra” são os analfabetos. Não podemos continuar a dar luxo de ter classe politica e consequentemente governativa bastante medíocre sob pena de vivermos seculos afim nesta total incerteza onde a única certeza é golpes e contra-golpes, os assassinatos e espancamentos com conhos políticos, alto nível de corrupção, a promiscuidade governativa o que sem duvida nenhuma nos colocará pelo resta da vida nos filas dos mais pobres e mais atrasado dos países que compõem o tecido terrena. Sem dizer do anarquismo “salva quem poder” que poderá trazer a nossa sociedade o que já começou dando sinal.

    Portanto, chegou a hora de lançarmos o grito de revolta contra a ‘mandjualização’ do aparelho de estado da Guiné-Bissau. Sou da opinião duma revolução ponderada e pacifica que romperá de vez o podre tecido politico-militar e social em que o país se encontra mergulhado, dando assim as oportunidades aos que sabem fazer, gentes lucidas capazes de criar engenharias, propondo saídas para esta apodrecida sociedade criada por essas gentes sem noção do que é estado e nem pouco da pátria.

    Bem haja!

    23.09.2013

    Ussumane Grifom Camará

  18. Antonio Da Cunha diz:

    caro guineenses,mais uma chegamos o momento da decisäo parao destino do nosso país.Espero que faze-la com conciencia Sem demagogias,populismos,profanacöes…Comentem com a justica dos Fatos.só assim é que podemos sair do päntano em que em que estamos mergulhados a décadas…

  19. PÁTRIA GUINEENSE

    Se não fosse o cochichar dos homens
    Nos becos sem vida,
    Levar-te-ia pelas penedias
    E pradarias da minha aventura.

    Se não fosses sepultura de verdade
    No coração de homens,
    Far-te-ia marechal
    Na minha digressão ao novo mundo.

    Se não fosses criança no dizer de gente-miúda,
    Arranjar-te-ia um cantinho na tribuna de anciões,
    Pra exibires tuas vestes na gala dos ricos.

    Cantando poesia longe de teus gemidos
    Descrevo ao mundo credor,
    A razão do teu débil crescimento.
    Ah! Se fosses…!

    Recezinhos, 17.04.1995
    Adelino Gomes-Nhaca

  20. O OLHAR DE DESCONTO

    O submundo veio de longe,
    De muito longe,
    Vomitar na política
    Dos políticos falhados.

    Aos hospitais; vão os doentes decompor,
    Às escolas; vão as crianças treinar…
    E nas fazendas sem remendo,
    Se vende a política
    Sob olhar de desconto
    De quem conta sem conta.

    Nas abismais estradas
    Galopam toca-tocas e toqueiros,
    Cobertos do vermelho da terra,
    Sob olhar de desconto
    De quem conta sem conta.

    O blec-blec de barcos piratas,
    Cala a canção das sereias
    E deixa de peruca
    Os solitários recifes,
    Sob olhar de desconto
    De quem conta sem conta.

    O comparsa da lei congelada
    Estrangula no silêncio da mata,
    Pô de sangue e pô de conta
    Sob olhar de desconto
    De quem conta sem conta.

    Adelino Gomes

  21. Matias Serafim da Góia diz:

    Morro a 37 anos fora da Guiné,tenho acompanhado as notícias pela gbissau mas acho estranho pelos os desenrolamento dos acontecimentos em Bissau não vi nenhuma publicação a respeito.Gostartia de saber o motivo de não publicação a respeito.

  22. Manuel Gomes diz:

    “Crise Política em Guiné Bissau”!
    Certos Guineenses têm medo da DEMOCRACIA!
    Antes de tudo quero que seja bem claro para todos que não estou aqui para defender nenhum dos antagonistas nesta crise política no meu País.
    Estou escrevendo com a intenção de recordar aos Guineenses de que na Democracia nem todas as decisões ou medidas são correctas, mas somos obrigados a “aceitar” as, em nome da Paz!
    Os nossos dirigentes políticos têm que aprender e aceitar a realidade de que eles não são insubstituíveis, uma vez que te pedem de deixar as suas funções, tens e deves de imediato cumprir com a ordem, mesmo que não estás de acordo com a decisão tomada.
    Esta é a única forma de construirmos uma democracia sustentável no país.
    Numa democracia aceitámos coisas que julgamos não estar correcto afim de poder conservar a PAZ!
    Fazendo uma retrospectiva minuciosa da nossa história política chegaremos a conclusão de que a RAZÃO principal dos conflitos internos da Guiné Bissau foram sempre porque o “Membro” destituído recusou-se de deixar o posto!

    “Politicus di Guiné Bissau, abós ika dunu di casa, abós i hóspedes. Ora ku hosprindade kaba toma bu buludju bu baí” Ninguin ka tchupa kaku di ningun pústu! Dixa Pubis ku história konta bardadi entre abó ku kinku toma bu pústu, kinku ma bali! Bó tem pacensa!

    Lembra kuma “sufridur ta padi FIDALGU “!

    Aos que já tive a oportunidade de discutir com eles a nossa política e que sempre lhes dizia que a razão dos tumultos na Guiné Bissau nunca foram a culpa dos militares, finalmente e só finalmente agora me deram razão!

    Domocracia i PULGANTI, I malgós ma ita kura! Só pá tomal!!!!

    Obrigado a todos,

    Manuel Gomes

    Sent from my iPhone

  23. jorge diz:

    A todos os guineenses porque se amanhã ou qualquer dia…
    acordássemos com a noticia de desrespeito a voz do povo!!
    se tente apoderar de Guiné-Bissau
    recolhera o pó de seu solo encharcado de sangue se não morrer antes da luta..
    “Bandos de Ambiciosos”

  24. GomesUpa diz:

    Alguém está obcecado ao poder, porquê não abdicar das raízes originarias à paralisação do país? Porque se teima em manté-las? Será que o PAIGC ou a Guiné não tem quadros alternativos para chefiar o governo? Não sei mais o que dizer, a Guiné-Bissau está ferida de morte e urge haver filhos dignos para se curar esta ferida de há 42 anos.
    Minha querida Guiné
    ao sul tens a Guiné-Conacri
    ao norte seu amigo Senegal
    e ao centro, tua irmã cabo-verde
    todos surfam ventos do desenvolvimento
    e todos choram tua ausência
    nesta onda de felicidade…

  25. Lobos diz:

    Boa tarde,
    Sou leitor deste site e tenho constatado com desagrado que as informações agora aparecem com caráteres deformados, o que dificulta a compreensão dos textos.
    Por esta razão, gostaria de chamar a vossa atenção no sentido de reverem os parâmetros de divulgação das mensagens a fim de procederem as devidas correções.
    Se calhar também só acontece no meu computador, mesmo assim verifiquem aquilo por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.