Cateforia dos Arquivos: Eleições 2014

Eleições 2014: Força conjunta com mais de 4.000 homens garante segurança eleitoral 

Bissau (Angop, 15 de Maio de 2014) – Uma força de segurança conjunta integrada por mais de 4.000 homens vai acompanhar o domingo, dia 18, o acto de votação na segunda volta das eleições presidenciais, anunciou o porta-voz Samuel Fernandes.

A força conjunta integra elementos da Interpol e do contingente da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (ECOMIB).

Polícia da Ordem Pública da Guiné-Bissau | Foto Arquivo

Eleições 2014: Agentes das forças de segurança, defesa e marinheiros votaram na quinta-feira

Bissau (Bombolom-FM, 15 de Maio de 2014) – Os agentes das forças de segurança, defesa e marinheiros em serviço de segurança, transporte dos membros das assembleias de voto e materiais eleitorais no dia 18 de maio votaram ontem antecipadamente.

Eleições 2014: Organizações da sociedade civil surpresas pelo não cumprimento do código de conduta

(Bombolom-FM, 15 de Maio de 2014) – O grupo das organizações da sociedade civil dizem que ficaram surpresas pelo não cumprimento do Código de Conduta e Ética Eleitoral por parte de apoiantes dos dois candidatos à segunda ronda da eleição presidencial de 18 de maio.

Filomeno Cabral, coordenador do grupo, evocou algumas violações constatadas no terreno: “Na Guiné-Bissau, apesar de haver uma constituição da república, existe também a lei eleitoral e alguns documentos com os quais as pessoas se comprometeram.

Guiné-Bissau: Militares e Paramilitares já votam

Bissau (PNN, 15 de Maio de 2014) – Os agentes das forças de Defesa e Segurança envolvidos no trabalho de asseguramento do processo eleitoral referente à segunda volta das eleições Presidenciais, a ter lugar este Domingo, 18 de Maio, na Guiné-Bissau, começaram a votar esta quinta-feira, 15 de Maio, em todo território nacional.

Ao todo são perto de dois mil efectivos, para quem as urnas abriram pelas 7 horas de Bissau, conforme previsto na lei, com um registo de afluência bastante elevado nas primeiras horas da manhã.

PAIGC reúne órgãos para discutir a formação do Governo

Bissau (PNN, 14 de Maio de 2014) – O Presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, anunciou que o seu partido vai reunir os órgãos após a votação de 18 de Maio, relativa à segunda volta das eleições Presidenciais entre o seu candidato, José Mário Vaz, e o independente Nuno Nabiam.

«Logo após o dia 18 de Maio o PAIGC vai convocar os seus órgãos, o Comité Central, o Bureau Político e a Comissão Permanente, para começar a traçar as linhas mestras que irão permitir executar as responsabilidades atribuídas ao partido nas eleições de 13 de Abril», revelou Domingos Simões Pereira à PNN em conferência de imprensa realizada esta terça-feira em Bissau, depois do périplo que o levou a alguns países da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Eleições 2014: Forças de Defesa e Segurança votam antecipadamente

Bissau (PNN, 14 de Maio de 2014) – O porta-voz do Comando Conjunto de Asseguramento do Processo Eleitoral em curso na Guiné-Bissau, Samuel Fernandes, garantiu que desta vez os elementos das forças de Defesa e Segurança que estarão em serviço no dia das eleições vão votar antecipadamente esta quinta-feira, 15 de Maio.

Eleições 2014: Simões Pereira e JOMAV cobrem regiões do norte e leste do país

Bissau (PNN, 14 de Maio de 2014) – A pouco menos de dois dias para o fecho da campanha eleitoral para a segunda volta das eleições Presidenciais na Guiné-Bissau, o Presidente do Partido Africano da Independência da Guine e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, e o seu candidato Presidencial, José Mário Vaz (JOMAV), encontram-se divididos pelas duas frentes nas zonas norte e leste da Guiné-Bissau.

Eleições 2014: Candidatura de Nabiam afasta rejeição de resultados

Bissau  (Lusa , 14 de Maio de 2014) – A candidatura de Nuno Nabiam à presidência da Guiné-Bissau reafirmou hoje à Lusa que aceitará os resultados da segunda volta e afastou dúvidas criadas por uma nota de protesto que enviou à Comissão Nacional de Eleições (CNE).

No documento assinado pelo diretor nacional de campanha, Juliano Fernandes, eram apontadas eventuais falhas à votação na primeira volta e sugeridas correções que se agora não fossem acauteladas podiam “porventura dar azo a renitência em reconhecer os resultados”.

CEDEAO

Eleições 2014: Votação bem-sucedida “é um grande feito” – CEDEAO 

Bissau (Angop, 14 de Maio de 2014) – O líder da missão de observadores da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) considerou hoje que a Guiné-Bissau está “à beira de um grande feito: a realização de eleições bem-sucedidas”.

Amos Sawyer, ex-presidente interino da Libéria, falava à chegada ao aeroporto de Bissau: “Tal como na primeira volta, espera-se que a segunda ronda das eleições presidenciais “seja pacífica, num ambiente calmo; que seja a população da Guiné-Bissau a clamar vitória, após eleições bem-sucedidas”, realçou.

Amos Sawyer acredita que as eleições podem “abrir caminho” para o país seguir em frente e desenvolver-se: “Os chefes de Estado da CEDEAO, autoridades da comunidade e todos os países membros estão solidários para que este desafio seja alcançado”, concluiu. A comunidade sub-regional africana é a que tem mantido o maior número de observadores ao longo do processo eleitoral da Guiné-Bissau.

Eleições 2014:UE apela para que se mantenha a transparência do processo 

Bissau (Angop, 14 de Maio de 2014) – O chefe da Missão de Observação Eleitoral da União Europeia (UE) na Guiné-Bissau, Krzystof Lisek, apelou hoje para que se mantenha a transparência do processo na segunda volta das presidenciais, marcada para domingo.

Lisek, membro do Parlamento Europeu, falava em Bruxelas antes de partir de viagem para Bissau, para acompanhar a segunda volta das eleições presidenciais: “Gostaria de apelar novamente para que se mantenha a transparência do processo eleitoral, de acordo com compromissos internacionais assumidos pela Guiné-Bissau”, referiu.

Eleições 2014: MOE da CEDEAO chega hoje à Bissau

Bissau (ANG, 13 de Maio de 2014) – A Missão de Observadores Eleitoral (MOE) de curto prazo da Comunidade Económica dos Estados da Africa Ocidental (CEDEAO), liderada pelo antigo Presidente interino da Libéria, Amos Sawyer, chega hoje a Bissau no âmbito da segunda volta das eleições presidenciais de 18 de Maio.

Sede do PAIGC em Bissau

Eleições 2014: Deputado do PAIGC denuncia plano de introdução de armas no país

Bissau (PNN, 12 de Maio de 2014) – O deputado eleito pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Inácio Correia, denunciou um grupo de pessoas que, a todo custo, tenta introduzir armas na Guiné-Bissau, para acusar algumas figuras do seu partido como responsáveis pela chegada do armamento.

Falando num comício popular, no círculo eleitoral 28, Bairro de Belém, em Bissau, Inácio Correia explicou que o alegado plano consiste em mobilizar certas pessoas para transportarem armas em viaturas, tentando passar pelo controlo de Safim, à entrada de Bissau, onde outro grupo fingirá interceptar o grupo para, depois, confessar que as armas em causa foram importadas por dirigentes do PAIGC nesta fase da campanha eleitoral.

Eleições 2014: “Domingos Simões Pereira é uma pessoa muito simples” – Candidato presidencial Nuno Nabiam

Por Seco Baldé Vieira, em Bissau

Bissau (GBissau, 12 de Maio de 2014) – O candidato independente às eleições presidenciais, Nuno Gomes Nabiam, garantiu durante um comício popular realizado em Catió, sul do país, que não terá nenhuma dificuldade em coabitar com o Governo do PAIGC, partido vencedor de eleições legislativas.

Nuno Nabiam considerou de especulação as informações que dão conta que se for eleito não coabitará com o PAIGC, consequentemente demitirá o Executivo. “Estas informações não correspondem a verdade. Toda gente sabe que o PAIGC foi vencedor das legislativas e vai governar durante quatro anos. Vou apoiar o Governo do PAIGC a resolver os problemas do país”, garantiu Nuno Gomes Nabiam.

Comunidado: Ministério das Finanças reage às declarações de José Mário Vaz

Comunicado do Ministério das Finanças relativo à afirmação do candidato à segunda volta das eleicoes presidenciais, Sr. José Mário Vaz, de que teria deixado no Tesouro Público vinte bilhões de francos CFA  na véspera do golpe de Estado de 12 de Abril de 2012.

Carregar no link para abrir o documento:

MF Comunicado dec. ex min 12.05.2014

 

Chegada das tropas de Burkina Faso - 17 de Maio de 2012 | Foto: UNOGBIS

Eleições 2014: CEDEAO reforça contingente militar da ECOMIB 

Bissau (PNN, 12 de Maio de 2014) – A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) decidiu reforçar a sua força de alerta na Guiné-Bissau (ECOMIB) com um número maior de militares e equipamentos.

Um contingente composto por 140 agentes do 21.° Esquadrão da Gendarmaria do Burkina Faso já está em Bissau desde o último fim-de-semana, no quadro das eleições presidenciais do próximo dia 18 de Maio.

Eleições 2014: Líder do Manifesto do Povo (MP) apresenta demissão e declara apoio a Nuno Nabiam

Bissau (RDN, 12 de Maio de 2014) – O líder do Manifesto do Povo (MP), Faustino Fudut Imbali, demitiu-se hoje destas funções à frente de um partido sem assento parlamentar, por não ter conseguido reunir consenso sobre o apoio a Nuno Nabiam.

“Houve um duplo fracasso, eu tenho que tirar consequências políticas disso, que é: ponho o meu cargo à disposição e insto o partido a que se reúna e faça a escolha do seu líder e vice-líder a fim de seguir adiante”, declarou.

Eleições 2014: Jovens do PR, UPG e de movimentos de apoio a Paulo Gomes aderem à candidatura de JOMAV 

Bissau (RDN, 12 de Maio de 2014) – Um grupo de jovens das estruturas de base do PRS, UPG e dos movimentos de apoio a Paulo Gomes no círculo eleitoral 29 decidiu aderir de forma voluntária e incondicional à candidatura de José Mário Vaz (JOMAV).

A apresentação pública do grupo de jovens foi feita no Bairro-Militar pela directoria desse círculo e pela comissão política da Zona 6 do PAIGC.

Agência de Timor-Leste doa cheques de 50 e 79 mil USD à CNE e à seleção nacional de futebol 

Bissau, 12 mai (Bombolom-FM) – A Agência de Cooperação de Timor-Leste na Guiné-Bissau doou hoje cheques no valor de 50 mil e 79 mil USD à Comissão Nacional de Eleições (CNE) e à seleção nacional de futebol respectivamente.

O acto de doação decorreu na sede da Agência, em Bissau, na presença do primeiro-ministro de transição, ministro da educação e dos desportos e membros do secretariado executivo da CNE, mas na ausência do presidente da Federação Nacional de Futebol.

Bandeira da União Africana

UA promete tomar posição se estiver em risco a estabilidade e paz social na Guiné-Bissau

Bissau (ANG, 9 de Maio de 2014) – A União Africana (UA) reafirmou a sua equidistância no processo eleitoral, cuja segunda volta das presidenciais está marcada para o próximo dia 18, mas advertiu que irá tomar posição se estiver em risco a estabilidade e paz social no país.

Em nota de imprensa a que a ANG teve acesso, a UA apela aos dois concorrentes, José Mário Vaz e Nuno Gomes Nabiam, bem como seus respetivos apoiantes, para a necessidade de manutenção do bom senso e sentido de responsabilidade em prol da estabilidade política e social do país.

Candidato do PAIGC à segunda ronda da eleição presidencial obtém mais dois apoios

Bissau (RDN, 9 de Maio de 2014) – O candidato do PAIGC à segunda ronda da eleição presidencial de 18 de maio obteve os apoios do professor Luis Nancassa – 11º mais votado na primeira volta, e do Partido Democrático para o Desenvolvimento (PDD), liderado por Policiano Gomes.

Luis Nancassa, que falava na apresentação do movimento Frente Unida dos Jovens – JOMAV Presidente, defendeu que José Mário Vaz (JOMAV) é a figura de consenso, capaz de garantir a estabilidade e a paz social na Guiné-Bissau.

Guiné-Bissau: EUA apoiam futuro Executivo do PAIGC para governar com transparência

Bissau (PNN, 08 de Maio de 2014) – O Governo dos EUA, através do seu embaixador para a Guiné-Bissau, Lewis Lukens, anunciou que o país vai apoiar a implementação de um plano para garantir que o próximo Governo trabalhará como responsável, governando com justiça e transparência.

Guiné-Bissau: JOMAV denuncia dois mil contentores de madeiras exportados do país

Bissau (PNN, 08 de Maio de 2014) – O candidato Presidencial do Partido Africano da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), José Mário Vaz, denunciou esta quinta-feira, 8 de Maio, que mais de dois mil contentores de madeira foram exportados há cerca de 15 dias, e disse que foi impedido de falar sobre o assunto durante a campanha eleitoral.

Guiné-Bissau: Nuno Nabiam atento ao porto de águas profundas de Buba

Bissau (PNN, 08 de Maio de 2014) – Nuno Nabiam, candidato independente à segunda volta das eleições Presidenciais de 18 de Maio, defendeu esta quinta-feira, na cidade de Buba, sul do país, a necessidade de construção do porto de águas profundas de Buba, medida que apoiará se for eleito Presidente da República.

Nuno Nabiam falava em comício popular naquela cidade, tendo destacado que, com a eventual construção deste porto, a Guiné-Bissau vai ficar economicamente mais rentável e o local será um pólo de atracção aos outros países da sub-região para escoamento dos seus produtos.

Eleições 2014: Nabiam garante trabalhar com o Governo do PAIGC 

Bissau (PNN, 7 de Maio de 2014) – O candidato independente à segunda volta das eleições presidenciais de 18 de maio, Nuno Gomes Nabiam, garantiu em Catió, capital da região de Tombali, que em caso de vitória irá trabalhar com o governo PAIGC, partido vencedor das legislativas de 13 de abril.

Nabiam, que esteve também na região de Quínara, criticou a justiça guineense afirmando que, se tivesse havido uma justiça funcional, «ele seria eleito» na primeira volta destas eleições, ou seja, a 13 de abril.

Eleições 2014: Governo de Carlos Gomes Júnior deixou 20 mil milhões de fCFA no tesouro público 

Bissau (PNN, 7 de Maio de 2014) – O ex-ministro das Finanças do governo de Carlos Gomes Júnior, deposto a 12 de abril de 2012, e candidato presidencial do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), José Mário Vaz, revelou ontem, na cidade leste de Gabú, que o seu executivo deixou no tesouro público guineense 20 mil milhões de francos Cfa (cerca de 30 milhões de euros).

José Mário Vaz (JOMAV) fez estas declarações em mais um comício popular no âmbito da campanha para a segunda volta das presidenciais, a 18 de Maio.