Arquivos do etiqueta: Ramos-Horta classifica processo de transição como «frustrante e lento»

Ramos-Horta classifica processo de transição como «frustrante e lento»

Bissau (PNN, 27 de Novembro de 2013) –    O Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau responsabilizou o Governo de transição pela realização das eleições Gerais a 16 de Março de 2014, quando falava no Conselho de Segurança, em Nova Iorque.

José Ramos-Horta discursou esta ter¬ça-feira, 26 de Novembro, tendo classificado como «frustrante e lento» o processo para a restauração da ordem constitucional na Guiné-Bissau, depois do golpe de Estado militar de 2012. A reestruturação tem passado por sucessivos adiamentos, e um clima generalizado de medo.